Boletim de informações COVID-19 n° 787 Tatuí, 05 de agosto de 2022, sexta-feira, 11h00

5 PACIENTES HOSPITALIZADOS
217 INFECTADOS EM TRATAMENTO
8 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
214 CASOS CONFIRMADOS EM 7 DIAS
30,57 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Contemplados pelo 2º Festival de Arte e Cultura de Tatuí serão conhecidos em agosto

Mais de 100 propostas artísticas e culturais foram inscritas

2 Festival de Arte e Cultura de Tatuí


23/06/2022 -  A Prefeitura de Tatuí, por meio do Museu Histórico Paulo Setúbal e da Comissão Organizadora da Semana Paulo Setúbal – por meio do Decreto Municipal nº 22.412, de 13 de abril de 2022, informa as propostas artísticas e culturais que foram inscritas no “2º Festival de Arte e Cultura de Tatuí”.

Durante o período de inscrições, de 2 de maio a 20 de junho, houve o registro de 109 propostas, das quais 102 foram validadas pela Comissão Organizadora. Veja, em ordem alfabética por autor: 
  • Aldair Navarro Grandes, “Club de Elias” (música); 
  • Alessandra Carlos Gonçalves, “A Presença da Ausência” (teatro); 
  • Aline Ferreira Costa dos Santos, “Xote ou Baião, eis a questão!” (dança); 
  • André dos Santos Vieira, “Banda VodkaJoe” (música); 
  • Anelissa Nunes da Silva Fructuoso, “O nome delas eu não sei…” (dança); 
  • Aristides Henrique Ramos, “Viva bem, morra rápido” (artes visuais); 
  • Beatriz Moraes de Abreu, “Ler Com o Corpo – Literatura e Artes da Cena” (oficina literária); 
  • Binho Vieira, “Tijol – Um Movimento Artístico Baseado nos Tijolos Baianos” (artes visuais); 
  • Bruno de Souza Santos, “Bruno Trombabones” (música); 
  • Carlos Gonçalves da Hora, “Poesia Canção Sonância” (música); 
  • Carlos Henrique de Paula Ribeiro, “A Música de Câmara na Representação do Centenário da Semana de Arte Moderna” (música); 
  • Celso Veagnoli, “Homenagem a Milton Nascimento” (música); 
  • Claudio Roberto Teles, “Primeiros Passos – O Despertar Teatral” (oficina de jogos teatrais); 
  • Dagma Eid, “Ars de Pulsatione” (música); 
  • Daniel dos Santos Paranhos, “Escala de Dó no Baixo Elétrico” (música); 
  • Daniel Rodolfo Silva dos Santos, “Sopro do Medo – Conhecendo o Amor Próprio” (música); 
  • Daniele Nascimento da Silva Santos, “Tocando e Encantando a Infância” (música); 
  • Deborah Melissa dos Santos Kerber, “3, 2,1! Bum! Música, Poesia e Improvisação” (contação de história, música e poesia); 
  • Dicley Fernandes, “Drone” (música); 
  • Diego Wilian do Nascimento Ramos, “Ainsa – Exposição Solo Diego Dedablio” (arte urbana); 
  • Eduardo Augusto de Almeida Silva, “Música na Escola – Concerto Didático” (música); 
  • Elda Cossia, “Penélope, nos Bastidores da Charmosinha” (audiovisual); 
  • Elvis Mendes Leal, “Gravação Rimas, Batidas & Consciência” (música); 
  • Emerson Henrique Dias Pontes, “Urbanizando Arte – Uma Manifesto de Rua” (dança); 
  • Enrique da Silva Oliveira, “Os Santos” (audiovisual); 
  • Esmeraldo Donizete da Silva, “Caninha Verde – Tradições Musicais de Nossa Terra, Improvisos e Variações” (cultura de tradição e raiz); 
  • Felipe Gabriel de Souza, “Tecnologias Agroflorestais” (música); 
  • Fernando Foster Soares, “Grupo de Viola Alma Cabocla” (música); 
  • Fernando Henrique de Almeida Andrade, “Músicas Brasileiras” (música); 
  • Fernando Ribeiro Goivinho, “Confiteor de Paulo Setúbal” (teatro); 
  • Fernando Silva, “O Violão pelo Mundo” (música); 
  • Gabriel Gregório Vanin, “O Poder das Letras” (audiovisual); 
  • Gabriela Antulini Araújo, “Recital de Violino – Mulheres Compositoras” (música); 
  • Giovana Nunes Garcia Ribeiro, “Menu Degustação: Miniaturas Musicais de Autores Brasileiros” (música); 
  • Guilherme de Souza Silveiras, “Grito Contido – Gui Silveiras” (música); 
  • Gustavo Luciano de Campos, “Banda Cherry Bomb – Call Me” (música); 
  • Hélio de Almeida Junior, “Uma Noite no Museu Paulo Setúbal” (teatro); 
  • Iaponira dos Santos Bezerra, “Ilê Iyás Yabas” (teatro); 
  • Ione Gomes Protta Vieira, “Confeitaria na Escola” (oficina); 
  • Iuri Proença de Moraes, “Μυθολογία Contos da Iliadosséia” (teatro); 
  • Ivanilda Maria Rodrigues Gama, “Duo Gama em Clássicos da Música Brasileira” (música); 
  • Jaquie Rodrigues Livino de Carvalho, “Live Session Jaquie Livino” (música); 
  • Jessé Jackison de Souza Ramos, “Do Tempo de Setúbal - Poemas e Canções” (música); 
  • Jéssica Lorenzo, “Jéssica Lorenzo e Banda” (música); 
  • João Armando Fabbro, “Seu Bonanza em Jogo do Amor” (teatro); 
  • José Adilson Idro Oliveira, “Os Tropeirinhos do Rancho” (cultura de tradição e raiz); 
  • Juliana Assis da Silva, “Palhaça Alda Apresenta: Aldações em Tatuí” (teatro); 
  • Júlio César de Oliveira, “Trio Bravo Electro” (música); 
  • Leticia do Carmo Nunes, “Canto de Rainha – Cem anos do canto negro de Dona Ivone Lara” (música); 
  • Lígia Protta Rigolon, “Empreendedores Digitais” (artes visuais); 
  • Liliana Rosa dos Reis, “Arte na Rua: Devaneios” (artes visuais); 
  • Lina Teresa Olga Kruze Borborema Machado, “Suíte para Violão: Presente Descontínuo” (música); 
  • Lúcio Rodrigues Junior, “Dança Cigana” (dança); 
  • Luís Bernardo Fróes Trindade, “Vesperal Lírica – Do Renascimento ao Contemporâneo” (música); 
  • Luís Fernando da Silva Pinto, “Tem um Coco no Meu Forró?!” (dança); 
  • Mabel Zattera, “Contação de História Tico-tico no Fubá” (contação de história); 
  • Marcelo Ferreira Malta, “Vertente” (artesanato em retalhos); 
  • Maria Angélica dos Santos Faustino de Faria, “Grupo Modéstia ao Lado – Apresenta Sampa (cover/releitura) Caetano Veloso” (música); 
  • Maria Antonia de Souza Pacheco Negrão, “Piano com Café” (música); 
  • Maria Cristina Siqueira, “Era Tanta Ternura que Virou Doce” (audiovisual e literatura); 
  • Maria Inês de Camargo Machado, “Noite da Seresta com Ternura” (música); 
  • Mariana da Paixão Leme, “Live Session de lançamento: Pacífico (Piloto) – Luiza Gaiã” (música); 
  • Mariana Veiga Zanon, “Grupo Modéstia ao Lado” (música); 
  • Mario Augusto Pacheco de Medeiros, “M Medeiros Grupo de Choro” (música); 
  • Mateus Abner Corrêa Vieira, “Costurando a Solidão” (dança); 
  • Matheus Jurgen Franz, “Bloco de Notas” (música); 
  • Mayara Cristina Silva de Almeida, “Mayara Rios canta Dorival Caymmi” (música); 
  • Merlise Moreira Sousa, “Mel Moreira em um pouco de tudo, de tudo um pouco” (música); 
  • Natália Domingues de Campos, “Jazz e Bossa” (música); 
  • Nicolás Mariano Noya, “Faces da Terra” (artes visuais); 
  • Nicoli Cristina Montanaro de Oliveira, “VibraSoma” (música); 
  • Odair Cardoso Junior, “Caipirautoral” (cultura de tradição e raiz); 
  • Paola Lima Cherubini, “Exibição do Curta Metragem: Explorações Disruptivas da Experiência Coletiva” (audiovisual); 
  • Paula Fernanda de Moura Cleto, “Salada Completo” (teatro); 
  • Paulo Flores, “Músicos sem Fronteiras – Duo Flores Barden” (música); 
  • Paulo Vitor Santiago, “Stand Up – Veja pelo Lado Bom” (teatro); 
  • Pedro Adilson Pavanelli, “Mistura Fina” (música); 
  • Pedro da Silva Costa, “Norte a Sul Brasil – Quarteto Mangaio” (música); 
  • Pedro Paulo Barros Leite de Paula, “Tributo Eternas Canções” (música); 
  • Rafael Felipe de Oliveira Meira, “Rafael Felipe de Oliveira Meira” (música); 
  • Rafael Henrique Oliva Braz, “Vis Divina” (audiovisual); 
  • Raissa Maria Vieira de Matos, “Corpo Cênico em Dança” (dança); 
  • Reginaldo Cesar Silva de Almeida, “Duo Casa Forte Apresenta: Sons de Casa – Canções do Nosso Tempo” (música); 
  • Renata Ramos, “Os Encantados” (artes visuais); 
  • Ricardo Hiroaki Oba, “A Arte das Ruas – 3° Edição” (arte urbana); 
  • Rivaldo Nogueira, “Os Deuses de Hoje” (audiovisual); 
  • Robson Fernando Camargo, “Banda RevolTrio – Música na Praça” (música); 
  • Rodrigo Cassiano da Costa, “Tem Palhaço Na Praça” (teatro); 
  • Rodrigo Soares de Campos, “Rota Cultural – Música e Gastronomia” (música); 
  • Rosangela Maria Silva Lourenço, “30 anos depois do disco ‘Ao Vivo em Tatuí’ – Homenagem a Pena Branca e Xavantinho” (cultura de tradição e raiz); 
  • Roseli Aparecida Tureck de Moraes Colina, “Ei! Olha pra mim – O grito de um invisível” (audiovisual); 
  • Sérgio Augusto Marciliano de Queiroz, “Exposição Acervo Pessoal Sitio do Pica-pau Amarelo” (exposição); 
  • Simone Brites Pavanelli, “Circo Pé Vermeio apresenta: Aula Espetacular de Malabares” (circo); 
  • Talita de Oliveira Camargo, “Brincadeiras Musicais” (música); 
  • Tamires Freire de Carvalho Ramos, “Bem Aqui no seu Quintal” (teatro); 
  • Thiago de Castro Leite, “A Incomum Arte de não Prestar pra Nada” (teatro); 
  • Vivian Emanuelle Pires Rodrigues, “Turistando com Música” (música); 
  • William de Oliveira Lima, “No Compasso da Vida” (audiovisual); 
  • Zacarias Camargo, “Cururu – Um Canto de Improviso” (cultura de tradição e raiz).

O “2º Festival de Arte e Cultura de Tatuí” tem o objetivo de selecionar e premiar propostas artísticas e culturais das mais diversas linguagens. Os contemplados irão exibir seus projetos em apresentações presenciais ou em plataformas digitais, no período de agosto a dezembro de 2022.

A Comissão Organizadora da Semana Paulo Setúbal é composta por Cassiano Sinisgalli, Rogério Vianna, Cristiano Rodrigues Motta, Cristiano Guimarães de Camargo e Márcia Aparecida de Oliveira Freitas, com suporte administrativo da agente cultural Maria Augusta Barbará, que tem a função de elaborar e executar um programa de atividades cívicas e de cunho cultural, para integrar a 80ª edição da Semana, que acontecerá em agosto.

Mais informações podem ser obtidas pelos e-mails cultura@tatui.sp.gov.br ou museupaulosetubal@gmail.com; ou pelo telefone (15) 3251-4969.

Nenhum comentário:

Postar um comentário