Boletim de informações COVID-19 n° 706 Tatuí, 18 de janeiro de 2022, terça-feira - 11h00h

23.077 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
21.135 PACIENTES RECUPERADOS
461 ÓBITOS CONFIRMADOS
1.481 INFECTADOS EM TRATAMENTO
426,42 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Coluna da Práxis

Nesta segunda-feira, 29 de novembro de 2021, às 19 horas, teve início mais uma sessão ordinária da Câmara Municipal de Tatuí.

No uso da tribuna, nos seus 3 minutos de fala, Eduardo Sallum (PT) trouxe de volta o debate importante da epidemia de dengue que atingiu de forma grave a população de Tatuí no último verão.

A cidade mais atingida do Estado de São Paulo, com mais de 20 mil casos de dengue, se não tomar medidas preventivas poderá viver uma tragédia no futuro próximo, pois segundo profissionais cientistas da área de saúde, a reinfecção poderá evoluir para dengue hemorrágica que aumenta o grau de letalidade da doença.

A proposta que Sallum apresentou com sucesso para seus pares foi da constituição de uma comissão especial de estudos entre os vereadores para ouvir especialistas e estabelecer estratégias de combate à doença, protegendo a população da infecção.

Além do próprio vereador Eduardo Sallum (PT), foram escolhidos para compor a comissão: os vereadores Márcio do Santa Rita (PSDB) e Renan Cortez (MDB).

A Comissão Especial de Estudos da Dengue será instalada e, em sua primeira reunião ainda não agendada, designará entre seus membros, quem será o presidente, quem será o relator, além de determinar o seu tempo de duração.

Como ocorreu na audiência pública realizada na ALESP, dia 01 de julho deste ano de 2021, por iniciativa da deputada estadual Professora Bebel e solicitada pelo vereador Eduardo Sallum, vários professores, pesquisadores e cientistas serão chamados a contribuir com seu conhecimento para o debate sobre as medidas que poderão ser adotadas na prevenção e combate à dengue em Tatuí, para que a epidemia não se repita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário