Boletim de informações COVID-19 n° 775 Tatuí, 13 de maio de 2022, sexta-feira 11h00

27.351 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
26.733 PACIENTES RECUPERADOS
502 ÓBITOS CONFIRMADOS
116 INFECTADOS EM TRATAMENTO
26,42 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Canal do Museu de Tatuí apresenta "Realismo Fantástico no Interior" neste sábado

Trata-se de um projeto audiovisual do argentino-tatuiano Nicolás Mariano Noya, dentro do 1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí, que vai ao ar neste sábado (11), às 19h.

Nicolás Mariano Noya e sua obra

10/12/2021 |  O “1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí” estreia neste sábado (11/12), às 19h, no canal do Museu Histórico “Paulo Setúbal” no Youtube (https://bit.ly/2Yuui6i), o Projeto audiovisual “Realismo Fantástico no Interior”, de Nicolás Mariano Noya.

O Projeto consiste na realização de duas obras visuais que serão representadas com a estética do realismo fantástico, imagens do cotidiano da população camponesa do interior paulista, assim como seus costumes e tradições, junto com referências à escrita e à literatura de assuntos relacionados às obras de Paulo Setúbal.

Todo o processo de criação das obras será gravado, para ser reproduzido em breve. Ao serem finalizadas, as artes serão emolduradas e disponibilizadas para exposição no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, com data a ser definida.

“Realismo Fantástico no Interior” foi habilitado no Edital de Cultura nº 01/2021, do “1º Festival de Arte e Cultura de Tatuí”, da Prefeitura.

Sobre Nicolás Mariano Noya – Baterista, percussionista e pintor nascido em 1993 em Catamarca, na Argentina. Reside em Tatuí desde 2014, onde estudou percussão e, atualmente, estuda bateria. No campo das artes visuais já estudou com alguns professores na Argentina e sempre se valeu da observação da natureza ao seu redor para aprender a representar imagens. Também no país vizinho, Noya elaborou diversos murais com o coletivo “APM Crew”.

Ele também é desenhista das artes do grupo “Pupa Kanda & Afrosom”, do qual é percussionista. Desde 2020, Nicolás se encontra explorando artes que mostram a complexidade da cultura latino-americana, experimentando a criação de pigmentos naturais, aquarelas e lápis. Atualmente elabora uma exposição com o tema “resiliência”, para a apresentação musical do “Estúdio 179”, em Boituva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário