Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Menino autista é resgatado em avenida de Tatuí após se perder

Segundo a mãe, menino estava na casa da avó e abriu o portão sozinho.
'Foi um grande susto. Ainda bem que acabou dando tudo certo', diz mãe.


Caio Gomes Silveira 
Do G1 Itapetininga e Região

Um menino autista de 5 anos foi resgatado por policiais militares após se perder pela avenida Zilda de Aquino, no bairro Valinhos, em Tatuí, na madrugada desta quarta-feira (29). De acordo com a mãe da criança, Viviane Soares Vieira, de 29 anos, o filho estava na casa da avó com as irmãs, que fica no mesmo bairro, quando abriu o portão da casa sem ninguém notar e desapareceu.

Menino autista foi encontrado sozinho e perdido em avenida de Tatuí
(Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
“Ele estava na casa da avó junto com as minhas outras duas filhas porque a casa onde vamos morar está com as mudanças. Como está uma bagunça, eu deixei meus filhos com a minha mãe. Mas ainda bem que não passou de um susto, ou melhor, um grande susto. Apesar de ter autismo, ele é esperto e conseguiu sozinho abrir o portão e sair de casa no meio da noite sem ninguém ver. Segundo minha mãe, ele abriu o portão por volta das 4h”, conta.

De acordo com Viviane, a avó e as duas irmãs, que também são crianças, perceberam o sumiço do garoto minutos após e o procuraram pelo bairro. “Minha mãe contou que percebeu o sumiço do menino e saiu na rua atrás dele. Ela procurou pelo bairro todo e ficou desesperada por não encontrá-lo”, afirma.

Foi então que a avó ligou para a Polícia Militar e descobriu que policiais tinham acabado de resgatar a criança. “Ela ligou para a PM e eles falaram que já estavam com ele, pois tinham sido informados sobre uma criança perdida pela avenida. Em seguida, ela me ligou e fui buscá-lo”, afirma.

Menino saiu de casa descalço e apenas
de pijama (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
Resgate
De acordo com a Polícia Militar, policiais foram acionados por moradores que afirmaram que um menino, que estava de pijama e com os pés descalços, estava andando sozinho pela avenida.

Os policiais foram até o local e encontraram a criança, que procurava pela casa. Eles levaram o menino para a base da PM e também chamaram o Conselho Tutelar. De acordo com o conselheiro tutelar Daniel Gomes Belanga, o menino não soube dizer onde morava. “Ele mal disse o próprio nome e não sabia dizer onde morava. A gente só descobriu a família depois que entraram em contato, pois ligaram na polícia”, diz.

O caso foi registrado na Polícia Militar como abandono de incapaz, mas pode ser arquivado devido ao encontro da família e pelo fato dos pais não terem passagem pelo Conselho por abandono, segundo o conselheiro tutelar Belanga.

'Atenção redobrada'
Ainda segundo Viviane, o sumiço do filho deixou a lição de sempre estar com a atenção redobrada. “Eu já tenho muita atenção com ele, mas vou dobrar a partir de agora. Não deixar só o portão fechado, mas usar cadeado. Foi a primeira vez que algo assim aconteceu e fiquei muito nervosa. Ainda bem que acabou dando tudo certo e não passou de um susto”, completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário