Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Caged aponta que Tatuí é o município que mais cria postos de trabalho na região

Apesar da crise econômica que o país enfrenta, que resultou em alto índice de desempregados, Tatuí vem conseguindo manter, mesmo com dificuldades, sua economia aquecida. O município fechou o período de abril de 2015 e abril de 2016 com o maior número de empregos formais criados em toda a região. A informação faz parte do registro oficial de dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados)

Tatuí teve 491 postos de trabalhos abertos, Boituva 148 pessoas, Cerquilho 68 e Iperó 38. Já as cidades de Itapetininga e Sorocaba não abriram nenhum posto de trabalho formal no período. As vagas criadas em Tatuí são no setor de serviços. A agricultura também abriu postos sazonais, que atendem a período específico e pré-determinado para trabalho de plantio ou colheita, foram mais 56 contratações.

De acordo com o secretário da Indústria, Desenvolvimento Econômico e Social, Marcos Rogério Bueno, a redução de empregos em Tatuí se deve às dificuldades enfrentadas por três empresas ligadas ao setor automotivo que teve desaquecimento. “Algumas dessas empresas têm o Governo Federal como principal cliente. Se o governo para de comprar automaticamente, as linhas de produção fecham. Assim que a economia do nosso país retomar, a produção local volta a contratar”, completou.

No índice absoluto entre vagas de trabalho fechadas e abertas, Tatuí também em primeiro lugar, com 4,6, seguido de Boituva com 1,5, Cerquilho 0,7, Iperó 0,4, Itapetininga e Sorocaba: 0. No índice percentual, nova vitória para Tatuí, 4,01%. Depois vêm Boituva com 2,69%, Cerquilho 1,51%, Iperó 0,97%, novamente Itapetininga e Sorocaba, zeraram. 

Já o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, destacou os investimentos recentes das empresas já instaladas no município que vem ampliando suas atividades, caso da Guardian, Lopesco, BRF, Marquespan, Gralha Azul e Strufaldi, sem falar na instalação da Noma, que já propiciou 300 postos de trabalho e a construção do Programa Minha Casa, Minha Vida, que gera 1.600 empregos diretos e indiretos. Ele lembrou que a Prefeitura de Tatuí está em constante diálogo com as empresas e sindicatos para tentar reduzir o número de demissões. “Também oferecemos oportunidades de capacitação através dos cursos oferecidos pelo Senai, e ainda qualificação profissionais através das palestras do Sebrae. Outro ganho para a cidade são os cursos do Polo da Construção Civil. Até o final do ano mais de 500 anos estarão formados." disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário