Boletim de informações COVID-19 n° 827 Tatuí, 02 de junho de 2023, sexta-feira, 11h00

0 HOSPITALIZADOS
6 INFECTADOS EM TRATAMENTO
34 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
6 CASOS CONFIRMADOS EM 7 DIAS
0,86 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 22 de maio de 2023

Casa usada para julgamentos de 'tribunal do crime' é demolida em Boituva

Em setembro de 2022, corpo de um homem foi encontrado concretado no banheiro da casa, localizada em Boituva (SP). Demolição ocorreu após secretaria constatar que imóvel estava em situação de risco.

Por g1 Itapetininga e Região, com copidesque do DT

Casa usada para julgamentos de facção e execuções é demolida em Boituva (SP) — Foto: Defesa Civil/Divulgação


22/05/2023 11h29 | A Defesa Civil demoliu uma casa que era usada para julgamentos do "tribunal do crime" em Boituva, município  limítrofe de Tatuí. Em setembro de 2022, o corpo de um homem foi encontrado concretado em um dos banheiros da residência.

A demolição ocorreu na manhã de sábado (20), após a Secretaria de Trânsito e Manutenção Urbana constatar que o imóvel estava com a estrutura comprometida e em situação de risco.

A pasta havia assumido a responsabilidade da casa depois que a Polícia Civil emitiu um ofício solicitando intervenções por conta dos crimes cometidos no local.

Segundo a Defesa Civil, uma retroescavadeira e um caminhão foram usados na demolição. O trabalho contou ainda com o apoio da Guarda Civil Municipal, caso algum objeto ilícito fosse encontrado.

Corpo Concretado

Trio suspeito de matar homem e concretar corpo em banheiro revelou crime ao ameaçar vizinhos em Boituva — Foto: Arquivo Pessoal


Conforme o registro policial, em setembro de 2022, o corpo de um homem foi encontrado concretado no banheiro da casa, localizada no bairro Chácara Labronici. Três suspeitos revelaram o crime.

Buscas foram realizadas nos fundos da casa, onde um banheiro era reformado. Ao se aproximarem do local, as equipes sentiram um forte odor e acionaram o Corpo de Bombeiros.

"A vítima morreu onde ela vivia. Ali trata-se de um imóvel tomado por usuários de drogas, cheio de divisórias e com uma construção aos fundos. As denúncias se deram após esse grupo, atuante no tráfico de drogas, ameaçar outros moradores. A mãe de um deles explicou que eles teriam feito a desova de uma pessoa", falou à época do crime o delegado responsável pelo caso, Carlos Antônio Antunes.

A corporação cavou o contrapiso e encontrou os restos mortais de um homem. Além disso, também foi achada outra cova com peças de roupas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário