Boletim de informações COVID-19 n° 775 Tatuí, 13 de maio de 2022, sexta-feira 11h00

27.351 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
26.733 PACIENTES RECUPERADOS
502 ÓBITOS CONFIRMADOS
116 INFECTADOS EM TRATAMENTO
26,42 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sábado, 7 de maio de 2022

Indulto de Bolsonaro a Daniel Silveira é "juridicamente imprestável", diz Celso de Mello

Tatuiano disse que a medida de Bolsonaro viola a Constituição e expõe um “desvio de finalidade”

4 de maio de 2022

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)


247 - O ex-decano do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello chamou nesta terça-feira (3) de “juridicamente imprestável” o indulto de Jair Bolsonaro que livrou o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) da pena de oito anos e nove meses de prisão.

Em declarações à jornalista Malu Gaspar, do Globo, Celso de Mello disse que a medida de Bolsonaro viola a Constituição e expõe um “desvio de finalidade” do mandatário.

Segundo ele, o objetivo do decreto está “completamente desvinculado do interesse público” e não obedece ao requisito da impessoalidade dos atos administrativos.

Considerado uma afronta por integrantes do tribunal, o indulto tensionou ainda mais as relações entre o ocupante do Palácio do Planalto e a Corte. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário