Boletim de informações COVID-19 n° 708 Tatuí, 20 de janeiro de 2022, quinta-feira - 11h00h

23.497 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
22.032 PACIENTES RECUPERADOS
462 ÓBITOS CONFIRMADOS
1.003 INFECTADOS EM TRATAMENTO
349,42 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Prefeitura inaugura nova sede do CAPS-AD nesta sexta-feira (22)

O CAPS-AD (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas) recebeu o nome do Dr. Rodolfo Enrique Postigo Castro, recentemente falecido; a casa está situada na Rua Benedito Pereira Machado, nº 450, Vila Paulina (Bairro Valinho).

Nova sede do Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas de Tatuí

20/10/2021 |  A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Saúde, irá inaugurar nesta sexta-feira (22/10), às 14h, na Vila Paulina (Bairro Valinho), a nova unidade do CAPS-AD (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas), que recebeu o nome de “Dr. Rodolfo Enrique Postigo Castro”, médico infectologista falecido recentemente.. O local atenderá, em média, 50 pacientes por dia, que fazem uso prejudicial de álcool e outras drogas, permitindo o planejamento terapêutico dentro de uma perspectiva individualizada de evolução contínua.

O CAPS-AD é um serviço de saúde pública de atenção diária, que compõe a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) da Prefeitura de Tatuí. De acordo com as premissas da reforma psiquiátrica, ele não é voltado somente para tratar os usuários em relação ao uso de drogas, mas busca inseri-los de volta na sociedade. “O CAPS propõe a quebra do modelo de cuidado tradicional, alterando a maneira de lidar com o sofrimento mental e seus determinantes. O cuidado aos usuários passa a ser prestado nesses serviços de lógica comunitária, visando a atuação no próprio território de cobertura e ampliando o processo de cuidado aos familiares e as questões de âmbito social”, explica a diretora da RAPS, Cíntia Scaglioni.

A nova unidade do CAPS-AD terá uma equipe multiprofissional, composta por educadores físicos, médicos psiquiatras, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e psicólogos.

O Centro de Atenção Psicossocial trabalhará com o sistema “portas abertas”, em que basta ao usuário chegar até a unidade para ser atendido, ou seja, não será necessário ter uma guia de encaminhamento médico. Além disso, será realizada a busca ativa, pela própria equipe técnica. Após ser acolhido pelos profissionais, o usuário receberá um Plano Terapêutico Singular (PTS), elaborado pelos técnicos do CAPS-AD, em conjunto com o próprio paciente, com diretrizes que melhor atendam a sua necessidade. Sendo assim, o atendimento é dividido em quatro etapas: 
  • 1- acolhimento, avaliação e classificação da gravidade; 
  • 2- elaboração do projeto terapêutico individual; 
  • 3- gerenciamento de caso e encaminhamentos; 
  • 4- tratamento de acordo com o projeto terapêutico.

A nova casa do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas está situada na Rua Benedito Pereira Machado, nº 450, Vila Paulina, travessa da Praça do Carroção, e funcionará de segunda a sexta-feira das 7h às 17h. O CAPS já existia na Avenida Virgínio Montezzo Filho, nº 201, bairro Nova Tatuí, onde deixará de funcionar, dando lugar a este novo CAPS-AD da Vila Paulina.

CAPS em Tatuí – O município oferece os serviços de dois CAPS: o CAPS-II (situado na Avenida Zilah de Aquino, nº 1310, Bairro Valinho), que é exclusivo para pacientes psiquiátricos, substituindo as internações tradicionais por um modelo que favorece o exercício da cidadania, da autonomia e da inclusão social dos usuários e de seus familiares; e o CAPS-AD (situado Rua Benedito Pereira Machado, nº 450, Vila Paulina), cujos serviços já foram citados acima.

O CAPS-II, que é um local aberto e comunitário do Sistema Único de Saúde (SUS), atende pessoas com sofrimentos mentais graves e persistentes, principalmente nos momentos de crise. Para isso, o local oferece diversos recursos terapêuticos, individuais e/ou em grupo, por meio de sua equipe multiprofissional, realizando o acompanhamento clínico e a reinserção na sociedade. Todos os que ali são atendidos recebem também o Plano Terapêutico Singular (PTS), que além do próprio indivíduo, atende a sua família, tornando o tratamento mais eficaz. O grande diferencial do método de tratamento do CAPS-II é que o indivíduo não necessita do isolamento, tradicional no antigo modelo manicomial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário