Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 6 de abril de 2019

Petição se manifesta contra cortes na cultura do estado de SP

João Doria anunciou corte de 23% no orçamento da pasta

A Pinacoteca do Estado prevê a “diminuição drástica da programação pública”

Do site Catraca Livre, com edição do DT

05/04/2019 | O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou em coletiva de imprensa que os cortes na pasta da cultura estão mantidos, apesar do descontingenciamento do orçamento do Projeto Guri.

Diante do anúncio de Doria, foi criada uma petição contra a decisão que afetará os demais programas e milhares de pessoas. Para assinar, clique aqui.

Cortes na cultura

O jornalista João Luiz Sampaio mostrou no Estadão o tamanho do impacto do corte de 23% no orçamento da Cultura de São Paulo anunciado por Doria.

Em um dos casos mais graves do estudo da Abraosc (Associação Brasileira das Organizações de Cultura), o Theatro São Pedro será fechado.

Os museus pretendem cancelar exposições, diminuir horário de funcionamento e abandonar projetos didáticos.

A Pinacoteca do Estado prevê a “diminuição drástica da programação pública, com cancelamento de exposições, palestras e eventos de formação”. O Museu da Casa Brasileira diz que há “risco de descontinuidade de sua agenda”.

O Museu Catavento deverá reduzir o número de funcionários e de monitores universitários, além da paralisação da renovação das seções. Já o Museu Afro Brasil vai cancelar todas as exposições temporárias e fechar durante três dias da semana.

O Museu da Imagem e do Som (MIT) também vai reduzir as horas de funcionamento e deixar de fazer atividades nos 120 municípios, afetando a programação do Museu Paulo Setúbal de Tatuí. A implementação do Museu da Língua Portuguesa será suspensa.

A Escola de Música do Estado de São Paulo ressalta que há a chance de encerramento das atividades das orquestras formadas por alunos, com o fim da temporada de concertos e a suspensão do pagamento de mais de 150 bolsas de estudo. Há previsão, ainda, do fechamento de 300 vagas e a demissão de 80 funcionários.

No Conservatório de Tatuí, está prevista a demissão de 60 professores e a dispensa de 800 alunos, além do encerramento das atividades do polo de São José do Rio Pardo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário