Boletim de informações COVID-19 n° 781 Tatuí, 24 de junho de 2022, sexta-feira, 11h00

9 PACIENTES HOSPITALIZADOS
299 INFECTADOS EM TRATAMENTO
13 DIAS SEM ÓBITOS
139 CASOS CONFIRMADOS EM 4 DIAS
38 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

domingo, 27 de fevereiro de 2022

SARR: Equipe de Tatuí, Território Motorsport, é bicampeã na Argentina

Dupla Carlos de Castro/Lourival Roldan leva o título na T3.2. Já nos UTVs T3.1 Edu Piano/Solon Mendes finalizam em 5º e Nazareno López/Ricardo Torlaschi em 7º no Sul-Americano de Rally/FIM

É do Brasil e de Tatuí, o título nos UTVs T3.2 do SARR 2022 (Sanderson Pereira/Photo-S)

27/02/2022 - Viedma (Argentina) – É do Brasil! A equipe de Tatuí (SP), Território Motorsport, finalizou, no sábado (26), o rali na Patagônia Argentina com título. Após cinco vitórias em oito etapas, Carlos de Castro Neto/Lourival Roldan #256 levaram o título na T3.2 do South American Rally Race (SARR) 2022 e, que quebra, terminaram na 4ª posição na geral dos UTVs, em Viedma, província argentina de Rio Negro. Com o lugar mais alto do pódio da categoria, a dupla conquistou o bicampeonato para a equipe (campeã em 2021 na T3.1 e T3.2). Na T3.1, válido pelo Sul-Americano de Rally/FIM, Edu Piano/Solon Mendes #207 fecharam na 5º posição e Nazareno López/Ricardo Torlaschi #227 em 7º e, na prova, em 9º e 13º na categoria, respectivamente.

Antes de cruzar a rampa de chegada, as três duplas completaram mais uma etapa técnica que agradou os competidores, com largada e chegada em Viedma. O resultado das três duplas foram: Castro/Roldan em 3º na T3.2 (3h24m57s); os argentinos López/Torlaschi em 9º na T3.1 (3h10m09s) e Piano/Mendes em 11º na T3.1 (3h15m48s).

O rali largou em La Rioja, no dia 17, e terminou na Patagônia Argentina contou com um Prólogo e mais oito etapas (a 5ª foi cancelada devido às condições climáticas), com aproximadamente 4mil km percorridos por cinco províncias em um roteiro extremamente técnico com muitas dunas, areias, pedras, rios secos, trial, fesh fesh e, nesta última semana, com chuva, lama, poças. As três duplas que competiram com UTVs Maverick X3 TM, preparados pela Território Motorsport, passaram por vários desafios, muitos perrengues, se superaram a cada dia e cruzaram a rampa de chegada com o dever cumprido. O título de Castro/Roldan vem consagrar o trabalho de todo um time de 22 integrantes que começou a se preparar há dois meses e saiu de Tatuí (SP), local da sede da equipe, no último 9.

Os campeões - A estreia nos UTVs foi direto em uma prova internacional e o piloto de Campo Grande (MS) comprovou que aos 66 anos está em sua melhor forma ao conquistar o título do SARR. “Estou muito feliz, me surpreendi com o resultado. A equipe foi perfeita e não tivemos um problema, nem um pneu furado durante todo o rali. O UTV é ótimo, me adaptei super bem, não cansa e se fosse para voltar para o Brasil pilotando eu iria, adorei”, brinca o piloto campeão. “Me impressionei com a prova. Terreno muito diferente do andamos no Sertões, com dunas, pedras, buraqueira, trechos muito travados, curvas, mas é o que eu gosto, O que fui dureza mesmo foi a chuva e o frio mas se não tiver dureza não teria graça em fazer”, conclui Castro que tem como foco competir no Dakar em 2023 ou 2024, nos UTVs.

O resultado foi também da boa parceira com o navegador Roldan, Campeão do Dakar 2017 nos UTVs (12 participações na prova) e mais de três décadas no off-road. “No último dia a estratégia foi não arriscar, tinhamos cerca de 40min de vantagem, então era poupar o equipamento e vir com cautela e o 3º lugar foi mais que suficiente para vencer o rali”, explica o experiente navegador. “O nível técnico gostei muito, pena que a chuva atrapalhou e tirou parte da nossa performance, mas o Carlos surpreendeu, vestiu o UTV, tocou firme e forte sem colocar a gente em risco. A experiência conta demais e ajudei o Carlos a tirar o pé quando preciso e a administrar nossa vantagem, tanto que o UTV chegou inteiro todos os dias. A parceria deu muito certo, estamos felizes com o título e agora é pensar nos próximos desafios”, completa Lourival, 63 anos.

Duplas da categoria UTV T3.1 - Os argentinos López/Torlaschi já competiram no Dakar e em outras provas internacionais e completaram a terceira participação no SARR. O piloto López, natural de Chubut na Patagônia Argentina, optou em competir essa edição com um UTV preparado pela equipe brasileira, pelos títulos conquistados no ano passado. Algumas situações de prova fizeram a dupla passar por alguns perrengues mas que foram superados. “Gostamos muito de ter participado da prova com a equipe e fomos muito bem recebidos. Nos faltou um pouco de sorte para fazer algumas etapas, mas foi uma grande prova”, afirma o navegador Torlaschi, de Mendoza, que tem no currículo 12 edições do Dakar.

Já a dupla Piano/Mendes, que completa 16 anos de parceria com oito títulos no Sertões, encerrou mais um rali internacional com êxito. “Na minha opinião de todas as Especiais, essa última foi a melhor com muitos trechos nas dunas, navegação muito legal e gostei demais. Concluo mais um SARR onde aprimorei demais a navegação, fizemos a prova totalmente sem erros e foi mais um rali com trilhas sensacionais, tirando os dias de muita água que judiou demais. Espero estar de volta aqui em 2023”, ressalta o navegador de Fortaleza (CE).

O piloto de Tatuí e chefe de equipe faz um balanço da participação. “Foi uma das provas mais difíceis que fiz em meus 28 anos de rali. Tivemos problemas inesperados como a quebra da balança traseira, uma pane seca e as consequências da chuva que também prejudicaram nosso resultado. Solon e eu evoluímos mais na pilotagem e navegação e a cada ano que a gente para cá aprende alguma coisa para aprimorar a preparação dos nossos UTVs, afinal essa é uma prova de resistência e nem sempre quem anda mais rápido vence”, destaca Piano, multicampeão dos ralis brasileiros e preparador de veículos de competição. “Foi bem positivo a equipe conquistar o bicampeonato e ficamos muito felizes com o resultado, pois preparamos o UTV do Carlos em 45 dias e teve um desempenho perfeito. Quero agradecer a equipe que foi fantástica. Os meninos entregaram os UTVs perfeitos todos os dias, não andamos melhor por situações de prova e principalmente agradecer a Carlos/Lourival, Nazareno/Ricardo, Lélio/Weberth pela confiança em nosso trabalho”, finaliza Piano.

Resultados completos da prova no https://www.sarr2022.com/resultados-2022/

Sobre a Território Motorsport - Com sede em Tatuí (SP), a equipe criada pelo multicampeão dos ralis, Edu Piano, completou 23 anos em 2022. Competidor experiente com 28 anos no off-road, nove vezes campeão do Sertões, Piano sempre trabalhou com preparação de veículos de competição das mais diversas categorias, caminhões, carros e, desde 2016, se especializou em UTVs e foi responsável pela entrada de muitos pilotos que aderiram à categoria que mais cresce no grid nacional na última década. Pela Território Motorsport algumas duplas foram Campeãs do Sertões, do Brasileiro de Rally Cross Country, do Sertões Series, entre outros campeonatos e provas nacionais. Em 2021, a equipe conquistou o primeiro título internacional: foi Campeã do South American Rally Race (SARR) na geral e nas categorias T3.1 e T3.2, na Argentina.

A Território Motorsport, com sede em Tatuí (SP), conta com patrocínio da General Tire e Garrett. Mais informações: www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport4x4, Instagram: @territoriomotorsport e Twitter @territorio4x4

- Resultado Final: South American Rally Race 2022

Categoria UTV T3.2 (Cinco primeiros)
1) Carlos de Castro Neto/Lourival Roldan (BRA) – 40h23m28s
2) Pamela Bozzano/ Cadu Sachs (BRA) – 40h49m17s
3) Juan Peña/ Victor Panella (ARG) – 41h49m25s
4) Santiago Pauls/Fernando Martinez (ARG) – 42h31m24s
5) Nico Stratico/Gusto Sanz (ARG) – 45h34m19s

Categoria UTV T3.1 (13 primeiros)
1) Jeremias Ferioli / Gonzalo Rinaldi (ARG) – 38h33m45s
2) Nicolas Cavigliasso / Valentina Pertegarini (ARG) – 39h02m45s
3) Guilherme Bechimol/ Daniel Spolidorio (BRA) – 39h27m30s
4) Mariano Pauls/Sebastian Pauls (ARG) – 41h01m33s
5) Nicolas Zingoni/Fernando Acosta (ARG) –411h26m00s
6) Federico Echegaray/Gonzalo Oltra (ARG)- 42h28m00s
7) Enio Bozzano/Luciano Gomes (BRA) – 42h39m55s
8) Marcelo Rojas/Matias Rojas (CHI) – 45h30m53s
9) Edu Piano/Solon Mendes (BRA) – 46h13m19s
10) Omar Gandara/Anuar Osman (ARG) – 46h44m41s
11) Gunter Hinkelmann/Deco Muniz (BRA) – 47h10m18s
12) Jorge Francisco/ Mario Gonzales (ARG) – 48h24m37s
13) Nazareno López/Ricardo Torlaschi (ARG) – 50h27m46s

Resultado Campeonato Sul-Americano/FIM (sete primeiros)
1) Nicolas Zingoni/Fernando Acosta (ARG)
2) Nicolas Cavigliasso / Valentina Pertegarini (ARG)
3) Jeremias Ferioli / Gonzalo Rinaldi (ARG)
4) Marcelo Rojas/Matias Rojas (CHI)
5) Edu Piano/Solon Mendes (BRA)
6) Federico Echegaray/Gonzalo Oltra (ARG)
7) Nazareno López/Ricardo Torlaschi (ARG)

- Resultado Etapa 9: South American Rally Race (26/2)

Categoria UTV T3.2 (Cinco primeiros)
1) Pamela Bozzano/ Cadu Sachs (BRA) – 3h18m18s
2) Francisco Massu/Axel Heilenkotter (CHI) – 3h22m07s
3) Carlos de Castro Neto/Lourival Roldan (BRA) –3h24m57s
4) Nico Stratico/Gusto Sanz (ARG) – 3h26m35s
5) Santiago Pauls/Fernando Martinez (ARG)– 3h27m25s

Categoria UTV T3.1 (seis primeiros)
1) Nicolas Zingoni/ Fernando Acosta (ARG) – 3h01m08s
2) Rodrigo Luppi/Maykel Justo (BRA) – 3h03m04s
3) Jeremias Gonzalez/ Gonzalo Rinaldi (ARG) – 3h08m01s
4) Nicolas Cavigliasso/Valentina Pertegarini (ARG) – 3h08m30s
5) Pablo Macua/Pablo Ingaramo (ARG) – 3h08m30s
9) Nazareno López/Ricardo Torlaschi (ARG) – 3h10m09s
11) Edu Piano/Solon Mendes (BRA) – 3h15m48s

Mércia Suzuki 

Nenhum comentário:

Postar um comentário