Boletim de informações COVID-19 n° 789 Tatuí, 19 de agosto de 2022, sexta-feira, 11h00

1 PACIENTE HOSPITALIZADO
144 INFECTADOS EM TRATAMENTO
4 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
144 CASOS CONFIRMADOS EM 9 DIAS
16 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Raquel Fayad inaugura projeto Jardim de Pandora neste sábado, em Campinas

Tela de Raquel Fayad

24/09/2021 |  No sábado, dia 25 de setembro, das 16h às 19:30h, acontece no Subsolo Laboratório de Arte, em Campinas, a II Ação Artística - Jardim de Pandora no Jardim do Subsolo - projeto da artista Raquel Fayad com a participação e colaboração das artistas Ana Takenaka (São Paulo), Bianca Turner (São Paulo), Camillat (Campinas), Isabella Lescure (Niterói), Marília Scarabello (Jundiaí), Raquel Fayad (Itu, para onde se mudou de Tatuí), Poliane Fogaça (Salto), Sonia Costa (São Paulo), curadoria de Andrés I. M. Hernández. Apoio Subsolo Laboratório de Arte, Agradecimentos Estúdio Extraordinário, Kannon filmes, Mau Cinedramaturgia, Goiaba Cultural, Regina Rocha Pitta e artistas participantes.

A Ação Artística é um desdobramento da exposição Jardim de Pandora da artista Raquel Fayad, premiada no edital Proac Expresso LAB 2020.

A artista estará recebendo visitas com agendamento, das 11h às 16h. A exposição se encerra no próximo dia 30 de setembro, 5ª feira.

Ação Artística II – Jardim de Pandora no Jardim do Subsolo

Esta reunião de artistas em processos experimentais de performance teve seu primeiro esboço quando em residência artística, a artista Raquel Fayad conheceu as artistas Ana Takenaka, Bianca Turner e Isabella Lescure. Pesquisando a aranha, que com sua resiliência, inteligência e capacidade tece redes potentes e resistentes e está entre os conceitos e metáforas de diversas culturas, e sentindo a conexão que teve com as artistas, surgiu a ideia de reunir um grupo de mulheres artistas para este projeto. Quando a exposição Jardim de Pandora foi inaugurada no Subsolo Laboratório de Arte, Fayad sentiu que o Jardim do Subsolo poderia ser o lugar perfeito para dar início a este projeto. A teia traz o entrelaçamento, o tensionamento e a apropriação do território que a ela remeteu muito aos diálogos com o curador Andrés I.M. Hernández e às ações e propostas do Subsolo. 

No conceito de Fayad, a exposição, “assim como todo jardim, não cessa de gerar novas raízes, brotos, entrelaçamentos, em constante movimento de morte e vida. Ele responde à ação do tempo, do sol, do vento, das diversas intempéries e épocas do ano”, observa ela. Além disso, a artista acentua que a área onde serão realizadas as ações tem 20% de um jardim formado por ervas que remetem à infância e à origem do curador.

A exposição Jardim de Pandora segue em cartaz até o dia 30 de setembro, no Subsolo Laboratório de Arte em Campinas.

No dia 25 de setembro, a artista estará recebendo para visitas mediadas com agendamento, das 11h às 16h.

A partir deste horário, 16h, acontece a II ação artística na qual Raquel e as artistas da primeira ação, convidam mais quatro artistas a integrar este projeto que tem por objetivo a criação de um tecer coletivo de mulheres artistas.

As artistas Ana Takenaka (São Paulo), Bianca Turner (São Paulo), Camillat (Campinas), Isabella Lescure (Rio de Janeiro), Marília Scarabello (Jundiaí), Raquel Fayad (Itu), Poliane Fogaça (Salto) e Sonia Costa (São Paulo) estarão se apresentando das 16h às 19:30h em ações relacionadas e intercaladas, em dialogia com seus processos e a arquitetura do Jardim do Subsolo Laboratório de Arte.

A curadoria é de Andrés I. M. Hernández que acredita na potencialidade dos artistas como agentes de suas ações e propostas.

Este incentivo e apoio foi fundamental para este projeto ter início e continuar com esta segunda edição, ainda dentro do período da exposição Jardim de Pandora de Raquel Fayad, curadoria de Andrés I. M. Hernández.

Das 16h às 18h

Isabella Lescure - A era do simulacro nunca esteve tão acentuada como agora. Na investigação de texturas, formas, cores e materiais cristalizantes a artista plastifica flores e folhagens que compõe os Jardins do Subsolo, num doce e sufocante abraço, para a pesquisa que discute.

Raquel Fayad suscita a ocupação do espaço, convidando as sete artistas para participarem de uma ação de transformação, na qual todas envoltas em tecido cru escolhem um local para sair desta crisálida e ao deitar sobre ela, se entregam ao contorno e pinceladas de pigmentos naturais onde a artista registra a metamorfose de cada artista. Ao final as pinturas, embaladas uma a uma, são levadas como alimento, para futuros processos.

Marília Scarabello compõe pequenas redes que emenda, remenda. Uma teia, uma escrita, que surge da ação de tecer com linha chilena.

Das 18h - Ana Takenaka irá interagir com o jardim do Subsolo utilizando uma ferramenta própria construída com carvão e bambu, realizando desenhos pelo espaço. Em seguida, o imaginário criado por Ana será ativado pela artista Sonia Costa, através de uma instalação com copos e água.

Camillat - Verter e regular os ciclos da vida. Em performance a artista propõe um movimento de conexão se utilizando de procedimentos alquímicos enquanto abertura para subjetividade.

18:30h - Poliane Fogaça traz A MULHER QUE TECE, numa Performance em dança inspirada no arquétipo da Mulher Aranha, presente em diversas culturas como uma metáfora para o fato de que toda criação provém de uma matriz, uma rede que segue o mesmo padrão geométrico cujo os fios estão ligados uns aos outros. O ponto de partida é o corpo dessa mulher que se move por meio de uma geometria de repetição, evocando o gesto como ação de conexão.

19h - As imagens projetadas por Bianca Turner são atravessadas por ações presenciais de Sonia Costa. Na ação as artistas refletem sobre os ritos de passagem.

Para os organizadores das ações, o jardim oferece um local ideal para atividades como as que vão ocorrer uma vez que o Subsolo é um espaço independente de arte. “Aqui queremos oferecer aos artistas um desafio constante frente à criação de obras que dialoguem com o display arquitetônico”, comenta Hernández e o produtor cultural Danilo Garcia.

Serviço:
II Ação Artística de desdobramento da exposição Jardim de Pandora
Dias: 25 de setembro (sábado)
Horários: Das 11h Às 16h – Visita mediada pela artista com agendamento. Das 16h, 18h, 18:30h e 19h(quando será a projeção)
Local: SUBSOLO – Laboratório de Arte – Rua Proença, nº 1000 – Bosque –Campinas (SP)
Agendamento para visitação pelo (15) 99784-7146) ou (11) 949655722: de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h – observar uso de máscara.
Livre para todos os públicos
Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário