Boletim de informações COVID-19 n° 787 Tatuí, 05 de agosto de 2022, sexta-feira, 11h00

5 PACIENTES HOSPITALIZADOS
217 INFECTADOS EM TRATAMENTO
8 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
214 CASOS CONFIRMADOS EM 7 DIAS
30,57 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 10 de março de 2015

Prefeitura larga poça de água em 'lixão' abandonado em Itapetininga

Do G1- A Prefeitura de Itapetininga descuidou de um terreno próprio e que tem servido de lixão, na Vila Palmeira. Uma poça de água formada pode virar criadouro para o mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, segundo a população. Moradores reclamam que o local pode estar infestado de larvas. Em toda a região, já foram confirmados 231 casos de dengue em cinco municípios. O Executivo informou que vai tomar providências nos próximos dez dias.

O local, onde funciona uma espécie de lixão a céu aberto, serve como depósito de móveis e até de materiais usados, que também podem acumular água parada. Segundo os moradores que vivem próximos ao terreno, a poça demora dias e às vezes meses para secar. A comerciante Antônia de Sá Lopes está cansada de viver perto de tanta sujeira. “É preciso colocar um fiscal para tomar conta do local, pois os responsáveis tiram o lixo e os moradores colocam”, conta.

No terreno, uma montanha de lixo composta por materiais orgânicos, madeira, armários, pneus e latas está cada vez maior e os moradores pedem que a prefeitura realize a limpeza do local para eliminar os focos da dengue. Já a doméstica Terezinha Pereira dos Santos, que mora em frente ao lixão, gostaria que o poder público fiscalizasse o terreno e fizesse algo no local que há anos está abandonado.

Resposta da Prefeitura - Segundo a Prefeitura de Itapetininga, o local não é um ecoponto, mas muitas pessoas levam entulho para o local. Por meio de nota, a administração afirma ainda que fiscalizações são feitas constantemente no local e a pessoa que for flagrada jogando lixo em áreas impróprias poderá ser multada em R$ 284,17. "O terreno da Vila Palmeira passa por limpeza a cada 40 dias e já está no cronograma de serviços da Secretaria de Obras para realizar a limpeza nos próximos 10 dias". Ainda segundo a prefeitura, há alguns anos uma cerca foi colocada no terreno da Vila Palmeira, mas foi totalmente depredada pela população.

Dengue na região - Em Boituva foram 142 casos confirmados da doença, sendo 12 deles importados; Cerquilho tem 29 casos, com 10 importados; Itapetininga contém 27 casos, sendo 8 importados; Tatuí 17 casos, dos quais 15 são importados e Capão Bonito (SP) que registrou 16 casos, sendo dois importados.(Foto:Claudio Nascimento/TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário