Boletim de informações COVID-19 n° 787 Tatuí, 05 de agosto de 2022, sexta-feira, 11h00

5 PACIENTES HOSPITALIZADOS
217 INFECTADOS EM TRATAMENTO
8 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
214 CASOS CONFIRMADOS EM 7 DIAS
30,57 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 31 de março de 2015

Conservatório de Tatuí realiza digitalização de acervo fotográfico

O Conservatório de Tatuí iniciou no ano de 2013 o processo de digitalização do acervo fotográfico da instituição. Até o momento, foram digitalizados 60% do acervo, cerca de 10 mil fotos desde a década de 50 até o início dos anos 2000. A previsão é concluir a digitalização de fotos em até um ano.

O processo de digitalização exige dedicação e cuidado. Atualmente, o trabalho vem sendo desenvolvido pelo estagiário Iago Felipe Antunes. “O trabalho não é apenas escanear, mas também organizar o acervo para que possa ser consultado de forma clara e fácil”, disse ele, que dedica-se à função pelo menos cinco horas por dia.

O processo de digitalização do acervo envolverá, numa segunda etapa, a recuperação de todo material gráfico e, também, dos programas. “É um trabalho demorado, mas que nos traz muita satisfação. Descobrimos histórias, identificamos pessoas e, ao compartilharmos publicamente as imagens, recebemos o reconhecimento dos fotografados que têm, nesse material, muitas vezes a única fonte de lembrança”, afirma Deise Voigt, gerente de comunicação.

Entre as muitas histórias encontradas nesse processo, está o registro fotográfico do 7º Concurso Estadual de Piano, cujas finais foram realizadas no Conservatório de Tatuí nos dias 20 e 21 de novembro de 1971. Na ocasião, foram homenageados os compositores brasileiros Edino Krieger, Guerra Peixe e Osvaldo Lacerda. Os três, além de Miguel Proença e Fernando Lopes, compunham a banca de jurados do concurso, que recebeu candidatos de conservatórios e escolas de música de Campinas, São José do Rio Preto, São Paulo e Tatuí.

Do“O que chama a atenção é que, entre os competidores, havia pelo menos cinco nomes que tornaram-se expressões da música nacional e internacionalmente: Aracele Chacon Sobrinha, Fabio Luz, Sônia Rubinsky, Neide Esperidião, Cynthia Priolli, entre outros”, afirmou o assessor pedagógico, compositor e pianista Antonio Ribeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário