Boletim de informações COVID-19 n° 787 Tatuí, 05 de agosto de 2022, sexta-feira, 11h00

5 PACIENTES HOSPITALIZADOS
217 INFECTADOS EM TRATAMENTO
8 DIAS SEM ÓBITOS PELA COVID-19
214 CASOS CONFIRMADOS EM 7 DIAS
30,57 MÉDIA MÓVEL DE CASOS POR DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 24 de março de 2015

Creche e 'campo de futebol' viram criadouro de dengue, diz população

Do G1- Os moradores do bairro Parque São Rafael, em Tatuí, reclamam que um campo de futebol alagado e uma creche abandonada viraram criadouros do mosquito da dengue. Segundo a população, ainda há outros locais, além de caçambas de lixo e entulho pelas ruas que também geram preocupação. A Vigilância Epidemiológica já foi avisada sobre o caso. A produção da TV TEM entrou em contato com a prefeitura, mas até as 12h20 não enviou respostas.

Temendo pela segurança dos netos, a dona de casa Francisca Aparecida Domingues fala que fica preocupada com as poças de água acumuladas nas ruas do bairro. “Dá medo de um mosquito acabar picando uma criança”, diz.

Para o auxiliar de produção Gilberto de Oliveira, que vive no bairro, o local só traz transtornos. “Não temos como resolver esse problema, está nas mãos do prefeito e ele não faz esse serviço rapidamente”, afirma.

Nos três primeiros meses do ano, a cidade já soma 77 confirmações de casos de dengue. Sendo 40 ocorrências importadas e 37 casos adquiridos no próprio município, de acordo com o último levantamento feito pela Vigilância na última sexta-feira (20).

Morando próxima a um dos pontos de risco, a dona de casa Mercedes Maria de Oliveira relata que o jeito é torcer para que nenhum dos pernilongos seja o transmissor. “Eles chegam a nossa porta para falar para não deixar acumular água, mas as poças atrás de casa não são de chuva”, aponta.
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Marília)

Nenhum comentário:

Postar um comentário