Boletim de informações COVID-19 n° 711 Tatuí, 25 de janeiro de 2022, terça-feira - 11h00h

24.079 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
23.090 PACIENTES RECUPERADOS
464 ÓBITOS CONFIRMADOS
525 INFECTADOS EM TRATAMENTO
143,14 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 31 de março de 2015

Moradores reclamam de obras públicas paradas em Itapetininga

Ginásio Municipal e Centro Cultural estão abandonados, dizem residentes.
Prefeitura informou que está fazendo levantamento de custos.


Do G1 - Moradores de Itapetininga (SP) reclamam de obras públicas que estão paradas ou com atraso na entrega. Segundo eles, pelo menos duas importantes obras na cidade estão paralisadas e outra segue em ritmo lento. Na região central, o Ginásio Municipal de Esportes ‘Mário Carlos Martins’ e o Centro Cultural e Histórico estão abandonados. Na Vila Mazzei, a Unidade Básica de Saúde (UBS) e a quadra da Escola de Educação Infantil ‘Professor Francisco Fabiano Alves’ precisam de reparos.

Enquanto não há definição sobre quando o processo de reforma desses locais deve terminar, quem depende de alguns serviços de saúde procura atendimento em bairros vizinhos.

Reforma de Ginásio foi suspensa há mais de dois anos (Foto: Reprodução/ TV TEM)

A reforma do ginásio foi suspensa em dezembro de 2012, de acordo com a prefeitura, porque a empresa responsável rescindiu o contrato alegando que os recursos financeiros liberados estavam defasados. A ampliação estava orçada em um R$ 1 milhão e a conclusão da obra seria em seis meses.

O cabeleireiro Jota Lean afirma que jogava futebol no local e é difícil presenciar o abandono. “A comunidade usava muito e é um desperdício ver um ginásio desse tamanho parado. Os jovens ao invés de estarem nas ruas podiam estar aí praticando esportes.”

Centro Cultural data 1878 e está com obras atrasadas(Foto: Reprodução/ TV TEM)

Na região central da cidade existe o prédio que abrigava o Centro Cultural, que está fechado. Ele é a mais antiga construção do poder público em Itapetininga e data 1878. No local já funcionaram a cadeia, o fórum e a câmara municipal de Itapetininga.

De acordo com o tratorista Miguel Ferreira de Almeida, o local podia servir como ponto de visitação de turistas. “Quem vem de fora podia visitar, mas era necessário preservar. No entanto, as obras estão muito atrasadas.”

Quem concorda é a dona de casa Rita Marta: “É um ponto histórico da cidade, mas abandonado.”

Na unidade de saúde da Vila Mazzei a prefeitura já anunciou que a inauguração será nesta segunda-feira (30). A obra, orçada em R$ 248 mil, deveria ter sido entregue em dezembro de 2012.

Unidade de Saúde deverá ser inaugurada nesta segunda-feira (30)(Foto: Reprodução/ TV TEM)

A UBS está pronta desde 2013, mas permanecia com os portões fechados. Isso porque, de acordo com a secretaria de saúde, os equipamentos para o posto precisavam passar pelo processo de licitação e era necessária abertura de concurso público para contratar profissionais.

Outra obra parada é na área da educação. De acordo com os pais dos estudantes, a quadra da escola infantil ‘Professor Francisco Fabiano Alves’ está há dois anos interditada por causa de duas telhas que quebraram depois de um temporal. As crianças estão tendo aula de educação física no pátio.

“No sol as crianças sofrem. Com chuva, eles não podem fazer atividades físicas. É uma situação complicada”, conta o técnico em enfermagem, Fábio Fogaça.

Quadra de escola está há dois anos interditada (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Em dezembro do ano passado, a TV TEM esteve na escola e a prefeitura informou na época que a obra estava orçada em R$ 150 mil.

“É um descaso total. Pagamos nossos impostos, então não há desculpa sobre falta de verba”, diz o cabeleireiro Isaias de Proença.

Nota da Prefeitura

Por meio de nota a Prefeitura de Itapetininga informou que está fazendo um levantamento de custos para abrir um processo de licitação para início das obras no Ginásio de Esportes. A expectativa é que o processo licitatório seja aberto ainda no primeiro semestre deste ano. Esse processo pode levar de 1 a 6 meses, dependendo dos recursos das empresas participantes.

Sobre o Centro Cultural e Histórico, a prefeitura informou que já recuperou a parte interna do prédio e abriu pregão para a contratação de uma empresa que vai reformar a fachada. Duas empresas se candidataram, porém faltaram documentos para que elas fossem habilitadas a participar. Foi aberto prazo para que as empresas entreguem a documentação necessária, só então após análise dos papéis serão abertas as propostas e indicada a vencedora. A previsão para o término da licitação é no final de abril.

A UBS da Vila Mazzei deve ser inaugurada nesta segunda-feira (30) e o telhado da quadra da escola também depende de levantamento de custo. Ainda conforme a prefeitura, o orçamento de R$ 150 mil é referente à reforma de toda a quadra, necessidade que teria sido verificada após visita de técnicos no local. A licitação para as obras no local deve ser aberta em abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário