Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Fundo Social de Tatuí realiza campanha em favor das vítimas de Itaóca

Mutirão para coleta de água e produtos de higiene pessoal acontece no dia 25 Depois de colaborar com as vítimas do tornado que assolou Taquarituba com seis mil litros de leite e caminhões de horti-fruti, o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí vem realizando nova campanha dessa vez para atender aos desabrigados de Itaóca que no domingo passado, 12, foi devastada pelas fortes chuvas. A ação terá como ponto alto um mutirão que será realizado no dia 25, sábado. Diversas instituições, empresas, clubes de serviço e entidades de cunho sócio-assistencial foram mobilizadas para o trabalho. Os interessados em colaborar poderão entrar em contato com o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí pelo telefone (15) 3305-3408.

Um estande estará montado na Praça da Matriz, das 9h às 13h, para arrecadação de água mineral e produtos de higiene pessoal – duas das principais carências das vítimas. Esta semana, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí, Ana Paula Cury Fiuza Coelho, entrou em contato com as equipes da Defesa Civil e de assistência social do Itaóca para identificar quais as maiores urgências da população local. “Queremos direcionar nossa campanha para auxiliar de maneira efetiva, já que o momento é muito delicado. Gostaríamos de contar e conclamar a sensibilidade e a generosidade do povo tatuiano para que possamos estender as mãos às vítimas de Itaóca”, explicou.

O Banco de Alimentos também complementará as arrecadações com um caminhão de frutas, verduras e legumes. 

No dia 12 de janeiro a cidade de Itaóca no Vale do Ribeira, que fica a 360 quilômetros da capital do estado, foi atingida por uma forte enxurrada que destruiu grande parte da cidade de 3,5 mil habitantes. Mais de 100 casas foram atingidas e 19 moradias acabaram completamente destruídas pela força da água, 17 pessoas morreram, muitos ficaram feridos e nove ainda estão desaparecidos. Mais de 100 famílias estão desalojadas e 19 desabrigadas. 

A enxurrada que devastou a cidade de Itaóca foi o resultado de uma forte chuva localizada em uma região cercada por rios, serras e montanhas. O temporal começou por volta das 19h e durou até o amanhecer do dia 13. Segundo dados do Instituto Geológico, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, o nível de um dos rios que rodeia a cidade subiu entre quatro e cinco metros e acabou transbordando. Estima-se que, em seis horas, a chuva atingiu cerca de 150 milímetros, o equivalente a cinco dias de chuvas de verão que chega a atingir volumes máximos de 30 milímetros por dia. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário