Boletim de informações COVID-19 n° 635 Tatuí, 23 de outubro de 2021, sábado - 11h00h

18.344 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
17.881 PACIENTES RECUPERADOS
456 ÓBITOS CONFIRMADOS
7 INFECTADOS EM TRATAMENTO
2,14 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 17 de junho de 2021

Último grupo de prioritários começou a ser vacinado contra a Influenza em Tatuí

Estão incluídas pessoas com comorbidades ou deficiências, caminhoneiros, motoristas de ônibus, trabalhadores portuários, das Forças de Segurança e Salvamento, das Forças Armadas, funcionários do Sistema Prisional e detentos.

Para a vacinação é preciso levar o cartão SUS, um comprovante de endereço do município de Tatuí e um documento com foto/CPF.

17/06/2021 | A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde iniciou, na quarta-feira (09/06), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza) para o último grupo prioritário do calendário. Nesta terceira fase, podem procurar os postos de vacinação para se imunizarem as pessoas com comorbidades e as portadoras de deficiência, os caminhoneiros, os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbanos e de longo curso, os trabalhadores portuários, das Forças de Segurança e Salvamento, das Forças Armadas, os funcionários do Sistema Prisional, a população privada de liberdade e os adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

A vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, na UBS Central (CS1/Postão), UBS Dr. Laurindo, UBS Valinho, ESF Rosa Garcia, PSF Santa Rita, ESF Santa Luzia, ESF CDHU, PSF Vila Angélica, ESF Tóquio, ESF São Cristóvão e ESF Jardins de Tatuí. Já nas UBS Santa Cruz, UBS Mirandas e UBS Vila Esperança as doses da vacina são aplicadas de segunda a sexta-feira das 8h às 12h. 

É preciso levar o cartão SUS, um comprovante de endereço do município de Tatuí e um documento com foto/CPF.

Vale ressaltar que as pessoas que tomaram uma ou duas doses do imunizante contra a COVID-19, devem aguardar o intervalo de 14 dias para se vacinarem contra a Influenza. 

O Ministério da Saúde alerta que a vacina contra a gripe não tem eficácia contra a Covid-19, mas auxiliará os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para esse vírus, visto que os sintomas são parecidos, reduzindo, assim, a procura por serviços de saúde.

As pessoas que pertencem aos outros grupos prioritários, que já tiveram a imunização contra a gripe iniciada anteriormente, mas por algum motivo não foram vacinadas – entre elas crianças (de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que deram à luz há 45 dias ou menos), trabalhadores da área da Saúde, idosos de 60 anos de idade ou mais, e professores das redes pública e privada -, também devem se dirigir aos postos de vacinação. O imunizante é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

Mais informações podem ser obtidas na Unidade de Saúde mais próxima de sua residência ou com a Vigilância Epidemiológica, pelo telefone (15) 3305-8855.

Nenhum comentário:

Postar um comentário