Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Metalúrgicas de Tatuí dispensam 20% do quadro de funcionários em 2015

Diretor de Indústria orienta trabalhadores a
procurarem cursos (Foto: Reprodução/TV TEM)
Setor tinha 6 mil trabalhadores em janeiro; 1,2 mil foram dispensados.
Empresas estão com dificuldades no pagamento, diz presidente de sindicato.


Do G1- As indústrias metalúrgicas de Tatuí registraram a demissão de 20% do quadro de funcionários em 2015, segundo a Diretoria de Indústria da cidade. No início do ano, o setor contava com 6 mil trabalhadores e, até o início de dezembro, 1,2 mil foram dispensados. O município possuí 21 fábricas. Conforme presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Ronaldo Mota, empresas estão com dificuldades no pagamento.

“Duas das empresas de Tatuí estão com dificuldades. Nós fizemos a homologação para os funcionários receberem o Fundo de Garantia e seguro desemprego porque a rescisão está sendo parcelada. Tem funcionário que aceitou e outros que não. Mas, independente disso, o órgão já entrou com ação para resguardar o direito destes trabalhadores”, afirma Mota.

Desempregada, Elisângela Hanf conta que trabalhava como analista e foi demitida com outros 400 trabalhadores em uma metalúrgica do município. Na empresa, ela entrou como auxiliar de produção. Segundo ela, a justificativa dada foi a queda no faturamento anual. “O clima era bastante tenso. Nós saíamos para trabalhar e não sabíamos se a gente iria conseguir cumprir a carga horária devido aos boatos sobre as demissões. No meu caso, só ligaram falando que era para ir ao ambulatório. Naquela hora suspeitei que era demissão”, relata.

O diretor de Indústria da cidade, Marcos Bueno, entende que não é possível estimar qual é o real impacto das demissões. De acordo com ele, o resultado das dispensas só será avaliado a partir de março de 2016, quando os funcionários dispensados procurarem vagas no mercado.

Para ajudar os funcionários que foram demitidos, o diretor indica que a pessoa se readeque a nova realidade e procure cursos de qualificação. Ele ressalta que a cidade busca saídas para contribuir na retomada profissional dos desempregados. “Neste sentido, entramos em contato com o Governo do Estado, procurando na Secretaria do Trabalho, cursos de qualificação para trazer ao município”, completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário