Boletim de informações COVID-19 n° 126 Tatuí, 02 de junho de 2020 - 11h

173 CONFIRMADOS
124 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
22 SUSPEITOS
1 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Tatuí registra o menor índice de homicídios de sua história em 2013

Na semana em que mais uma ação de combate à criminalidade gerou represália e culminou com a queima de três ônibus em Tatuí, a Secretaria de Estado da Segurança Pública divulgou números sobre os índices de violência em todas as cidades paulistas. O resultado: Tatuí chegou em 2013 ao menor número de homicídios da série histórica iniciada em 2001. Apenas quatro ocorrências dessa natureza foram registradas no ano passado.

O número de assassinatos atingiu o seu pico em 2003, com 35 registros. Em 2005, queda para 24 casos. Nos últimos 13 anos, foram nada menos que 200 homicídios, média de 15,4 por ano. A tendência de diminuição gradual se repetiu até o recorde alcançado no ano passado. Em relação a 2012, a queda foi de 33,4% - passando de seis para quatro. Outro dado positivo se refere à diminuição nos índices de furtos e roubos de veículos. Em 2012, foram 207 registros e no ano passado 196. A maior incidência também aconteceu em 2003, com 331 casos notificados.
Segundo o secretário de Governo, Segurança Pública e Transportes, vice-prefeito Vicente Menezes, o novo desafio é diminuir o número de furtos e roubos que ainda se mantém com variações, ora positivas, ora negativas ao longo dos últimos anos, reflexo também da tendência gradual.
“A estratégia passa pela integração das forças policiais, a partir da criação do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública, do aumento do efetivo da guarda municipal e também do investimento em tecnologia, matérias que fazem parte da agenda positiva do setor já para 2014”, argumentou.

Já o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, destacou que os últimos acontecimentos referem-se à repressão à criminalidade que vem sendo feita de maneira contundente no município. “Tivemos um ano de reestruturação também da Guarda Municipal que estava sem viaturas, sem armamentos e até mesmo com coletes vencidos. Compramos novos uniformes. Investimentos na autoestima dos nossos homens, com capacitação em cursos de tiro e de manutenção de armas. O resultado já pôde ser sentido nos números fornecidos pelo Governo do Estado. Em 2014, vamos avançar ainda mais”, finalizou.

Na semana passada, prefeito e vice reuniram-se com o delegado Onofre Machado da Silva Junior para tratar de medidas conjuntas entre a Polícia Civil e Guarda Municipal. Na pauta do encontro estiveram o agendamento de reuniões periódicas das forças policiais, além de um novo aparto de proteção a vítimas e testemunhas que deve ser implantado em breve na Delegacia de Polícia Central que foi revitalizada e está prestes a ser inaugurada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário