Boletim de informações COVID-19 n° 124 Tatuí, 31 de maio de 2020 - 11h

157 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
21 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Polícia Civil considera esclarecidos os ataques a ônibus em Tatuí

A Polícia Civil de Tatuí, por meio do Deinter 7, divulgou nesta terça-feira (25) informações sobre as investigações dos ataques a três ônibus na cidade entre a noite da última quarta-feira (19) e a madrugada de quinta (20). De acordo com Delegacia Seccional, a polícia local considera esclarecidos os crimes. Sete suspeitos de envolvimento foram detidos, sendo dois rapazes maiores de idade e cinco adolescentes.

Ainda de acordo com a polícia, as investigações demonstraram que os incêndios foram uma reação à morte de um adolescente, que se encontrava em liberdade assistida – depois de ficar apreendido na Fundação Casa por tráfico de drogas – em confronto com policiais militares na tarde do dia do início dos ataques. As ações criminosas ocorreram em ruas próximas à residência do adolescente morto. A polícia destaca que os ataques foram promovidos por grupos de jovens formados por amigos e parentes do menor. Eles foram liderados pelo irmão do adolescente morto, um rapaz de 24 anos que também foi preso.

De acordo com o diretor do Deinter 7, delegado Júlio Guebert, a elucidação dos crimes teve apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal, além do trabalho do Ministério Público da Comarca, que analisou as representações da delegacia e decretou as prisões e apreensões dos envolvidos.
Entenda o caso
Três ônibus sofreram ataques incendiários após a morte de um adolescente, em um tiroteio com policiais militares. O tiroteio aconteceu depois que a polícia abordou o adolescente junto com outros dois jovens em situação suspeita, às margens da Rodovia Mário Batista Mori (SP-141). A vítima tentou fugir da abordagem e atirou contra um policial.

De acordo com a Polícia Militar, o jovem de 16 anos disparou três vezes. Um dos policiais revidou com nove tiros. Quatro atingiram o menor, que morreu no local. Os outros dois adolescentes foram detidos, encaminhados à delegacia de polícia e liberados.

Incêndios criminosos
O primeiro veículo que pegou fogo é da empresa responsável pelo transporte coletivo da cidade. O veículo foi atacado no fim da noite de quarta-feira (19), às margens da SP-141.

Em depoimento, o motorista deste veículo afirmou que os criminosos estavam à beira da rodovia e fizeram sinal para embarque. Quando o veículo estacionou, eles entraram no ônibus, expulsaram e roubaram R$ 300 do motorista, e atearam fogo no ônibus usando gasolina. Os bombeiros foram acionados e conseguiram controlar as chamas, mas o veículo ficou completamente destruído. O fogo também se alastrou pela vegetação ao lado da rua.

O segundo veículo atacado não chegou a pegar fogo. A tentativa aconteceu minutos depois no Jardim Aeroporto, bairro localizado próximo ao primeiro incêndio. Segundo a Polícia Civil, dois adolescentes atearam fogo a um pedaço de espuma e colocaram embaixo do ônibus estacionado. Policiais foram ao local e conseguiram apagar as chamas com ajuda de galhos de árvores.

O terceiro caso aconteceu por volta das 1h30 da quinta-feira (20). Um micro-ônibus estacionado foi incendiado na Vila Angélica. Não havia ninguém dentro do veículo, e ninguém foi detido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário