Boletim de informações COVID-19 n° 126 Tatuí, 02 de junho de 2020 - 11h

173 CONFIRMADOS
124 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
22 SUSPEITOS
1 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Irmão de adolescente morto é preso suspeito de participar de incêndios

Do G1- O irmão do adolescente que morreu durante um tiroteio com policiais militares foi preso na tarde de quinta-feira (20), em Tatuí. Elvis Aparecido Diniz de Oliveira, de 24 anos, foi detido suspeito de ter incendiado um dos ônibus atacados na noite de quarta-feira (19). Ele já tem passagem na polícia por tráfico de drogas.

De acordo com a Guarda Municipal, o rapaz foi detido depois que denúncias anônimas apontavam que ele teria participado do incêndio do primeiro ônibus atacado e que ele planejava novos incêndios. Foram três ônibus incendiados entre a noite de quarta-feira e a madrugada de quinta-feira

Segundo o delegado responsável pelo caso, Paulo Cezar Tolentino, o homem confessou ter participado dos crimes e também afirmou que os incêndios foram motivados pela morte do adolescente. A polícia procura outros suspeitos.

Outras prisões
Elvis Aparecido Diniz de Oliveira é o quarto suspeito detido pelos ataques incendiários a ônibus de Tatuí. Um adolescente de 17 anos já foi encaminhado para a Fundação Casa suspeito de ter participado do primeiro ataque. Outros dois adolescentes foram apreendidos pelo segundo ataque, uma tentativa de incêndio em um ônibus estacionado. Eles vão responder em liberdade.

Entenda o caso
Três ônibus sofreram ataques incendiários após a morte de um adolescente, em um tiroteio com policiais militares. O tiroteio aconteceu depois que a polícia abordou o adolescente junto com outros dois jovens em situação suspeita, às margens da Rodovia Mário Batista Mori (SP-141). A vítima tentou fugir da abordagem e atirou contra um policial.

De acordo com a Polícia Militar, o jovem de 16 anos disparou três vezes. Um dos policiais revidou com nove tiros. Quatro atingiram o menor, que morreu no local. Os outros dois adolescentes foram detidos, encaminhados à delegacia de polícia e liberados.

A PM abriu sindicância para apurar a conduta dos policiais na abordagem. A Polícia Civil também investiga o caso e se há ligação entre as ocorrências.

Incêndios criminosos
O primeiro veículo que pegou fogo é da empresa responsável pelo transporte coletivo da cidade. O veículo foi atacado no fim da noite desta quarta-feira (19), às margens da SP-141.

Em depoimento, o motorista deste veículo afirmou que os criminosos estavam à beira da rodovia e fizeram sinal para embarque. Quando o veículo estacionou, eles entraram no ônibus, expulsaram e roubaram R$ 300 do motorista, e atearam fogo no ônibus usando gasolina. Os bombeiros foram acionados e conseguiram controlar as chamas, mas o veículo ficou completamente destruído. O fogo também se alastrou pela vegetação ao lado da rua.

O segundo veículo atacado não chegou a pegar fogo. A tentativa aconteceu minutos depois no Jardim Aeroporto, bairro localizado próximo ao primeiro incêndio. Segundo a Polícia Civil, dois adolescentes atearam fogo a um pedaço de espuma e colocaram embaixo do ônibus estacionado. Policiais foram ao local e conseguiram apagar as chamas com ajuda de galhos de árvores.

O terceiro caso aconteceu por volta das 1h30 desta quinta-feira. Um micro-ônibus estacionado foi incendiado na Vila Angélica. Não havia ninguém dentro do veículo, e ninguém foi detido.
(Foto: Cláudio Nascimento / TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário