10 anos


terça-feira, 19 de novembro de 2013

Tatuí inicia nova etapa da campanha contra raiva no próximo sábado

Tatuí inicia no próximo sábado a campanha que já foi realizada nos 32 bairros da zona rural, acompanhada de um senso para mensuração do número e condições de sobrevivência dos animais e já vacinou 2.500 animais, chega à zona urbana. 

A vacinação neste sábado, 23, acontece na Vila Angélica, Escola Professora Lígia Vieira de Camargo Del Fiol; Jardim Tóquio, Escola Professor Semíramis Turelli Azevedo; São Cristóvão, Escola Yolanda de Castro Del Fiol; Vila Esperança, Escola Ary de Almeida Sinisgalli; Centro, Escola Chico Pereira; Santa Cruz, Escola Tomaz Borges; Vila Brasil, Pré-Escola Professora Iramaia de Melo Sá; CDHU, Escola José Celso de Mello; Jardim Lucila, Escola Fernando Guedes; Valinhos, Escola Professora Maria Conceição de Oliveira Marcondes. 

Já no dia 30, será a vez do Jardim Santa Rita, no Posto de Atendimento Comunitário de Saúde e na Escola Magaly Azambuja de Toledo; Rosa Garcia I, UBS Dr. Medardo Costa Neves; Rosa Garcia II, Pré-Escola Cyro Rodrigues Alves; Boqueirão, Escola Altina Maynardes de Araújo; Dr. Laurindo; Garagem da Frota e Base da Guarda Civil Municipal; São Lázaro, Pré-Escola Eni Vani Campos; Centro, Projeto Melhor Idade, na Avenida das Mangueiras; e Junqueira, Corpo de Bombeiros. 

Já os bairros como Inocoop, Jardim Saba, Andrea Ville, Jardim São João, Jardim Mantovani, Residencial Donato Flores, Jardim Thomaz Guedes, Jardim Primavera, Vale da Lua, Vila Santa Luzia, Jardim Primavera, Jardim América, São Conrado, Jardins de Tatuí, Senna Ville, Jardim Europa, Perdizes, Jardim Gonzaga, Jardim Aeroporto, Vila Cesp, Jardim Paulista, Colina Verde, Bela Vista e Residencial Astória terão vacinação casa a casa, coordenada pela equipe de combate à dengue.
A imunização já foi iniciada nesta segunda-feira, 18.

Segundo as estimativas da Secretaria de Estado da Saúde, Tatuí tem hoje 27.023 cães e 4.500 gatos. A meta é chegar a pelo menos 80% desse total. Para tanto, a estratégia montada envolverá postos fixos e vacinação casa a casa. Os dois últimos sábados de novembro, 23 e 30, terão mutirões em espaços públicos nos bairros de maior concentração populacional, sempre das 8h às 16h. 

Os animais devem ter mais de quatro meses, estar em perfeito estado de saúde e sem consumir antibióticos ou anti-inflamatórios. Cães devem usar coleiras e guias. Animais bravos e agressivos como cães da raça pitbull, rottweiller e fila brasileiro, por exemplo, terão que usar focinheiras. Já os gatos devem ser levados preferencialmente em caixas de transporte ou gaiolas bem seguras. Somente maiores de 18 anos poderão se responsabilizar pelos animais vacinados. “As vacinas são de excelente qualidade, que podem ser encontradas inclusive em consultórios particulares. Toda população deve participar. Trata-se de uma maneira eficaz de combater essa doença que traz prejuízos aos animais e também às pessoas”, argumentou a veterinária e coordenadora do setor de zoonoses, Mara Rúbia Fornazari.

A raiva é uma doença transmissível tanto de animal para animal, quanto de animal para o ser humano. Ela é caracterizada pelo contágio direto, ou seja, por meio de mordida, arranhões ou lambedura de cães, gatos ou morcegos infectados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário