Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quinta-feira, 23 de maio de 2013

A maioria das pessoas não caem no golpe

Entre as pessoas que receberam a ligação e não registraram boletim de ocorrência, está um senhor que não quis se identificar. Segundo ele, foram duas ligações nos últimos 15 dias. Em ambas a mesma situação, um número não identificado e do outro lado da linha uma mulher que chorava e dizia estar em poder de sequestradores. “Uma moça ligou chorando, dizendo: ‘Pai, pai, fui sequestrada! Conversa com eles aqui’. Ai ela passou o telefone, e uma voz masculina atendeu dizendo que estava com a minha filha, que tinha sequestrado a minha filha e que queriam conversar sobre valor”, afirma.

Apesar do susto ao receber a ligação, o homem manteve a calma e acionou a filha. Ele entrou em contato com ela e percebeu que se tratava de um falso sequestro. “Dois, três minutos depois, eles ligaram novamente. Mas, como eu tinha acabado de conversar com a minha filha no celular eu nem considerei, porque sabia que não era nada disso”, conta.

Já na segunda vez que recebeu a ligação, o homem descartou a possibilidade na primeira impressão. Dessa vez, ele estava dormindo. “Foi de madrugada. Por volta das 3h ligaram a cobrar com a mesma conversa. Disseram que estavam com a minha filha. Eu só falei: ‘De novo!?’ Aí cortaram a ligação, não ligaram mais”, explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário