Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Morre paraquedista que caiu às margens da Castello Branco em campeonato de quebra de recorde

Acidente foi registrado no quilômetro 117 da rodovia, em Boituva. Ronaldo Alberto de Souza, de 47 anos, sofreu politraumatismo; enterro foi realizado em Sorocaba.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Ronaldo Alberto de Souza morreu após cair em rodovia durante salto — Foto: Reprodução/Facebook

02/12/2018 | O paraquedista Ronaldo Alberto de Souza, que caiu às margens da rodovia Castello Branco (SP-280) durante um salto realizado em um campeonato de quebra de recorde, em Boituva, não resistiu aos ferimentos e morreu na sexta-feira (30), segundo a funerária Ossel.

O atleta, de 47 anos, sofreu politraumatismo e estava internado em estado grave desde o dia 16 de novembro no Complexo Hospitalar de Sorocaba (SP). Ainda de acordo com a funerária, o enterro foi realizado na tarde de sábado (1º) no cemitério Memorial Park.

Paraquedista caiu às margens da Castello Branco, em Boituva — Foto: Mike Adas/TV TEM

Acidente | Segundo o presidente da Associação de Paraquedismo de Boituva, Nilson Pereira Leitão, Ronaldo participava de um campeonato de quebra de recorde do número de pessoas em queda livre. O evento envolveu cerca de 40 pessoas.

Contudo, durante o salto feito no Centro Nacional de Paraquedismo, uma rajada de vento fez com que Ronaldo e outro paraquedista fossem em direção da pista. "Eles saíram numa posição que não favoreceu e o vento fez com que eles fossem para uma outra área, indo parar às margens da rodovia", diz.

Ainda segundo o presidente, o que ficou preso em uma árvore não sofreu ferimentos. Já Ronaldo foi levado em estado grave ao Hospital de Sorocaba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário