Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 23 de julho de 2013

Salões de festas oferecem recreação nas férias escolares em Tatuí

Do G1 Itapetininga e Região

Em Tatuí, donos de salões especializados em festas infantis têm usado a criatividade para diversificar as atividades. Durante o período de férias, a novidade nesses locais é a abertura dos espaços para recreação monitorada.

A iniciativa tem sido aprovada por pais que não têm onde deixar os filhos durante o recesso escolar de julho. O gasto médio diário para deixar os filhos nos buffets é de R$ 20 por quatro horas.

A dona de casa Lucimara Nogueira resolveu aproveitar a adaptação e levou o filho Alysson Ryan, de 5 anos, para ter uma tarde diferente de brincadeira. No salão escolhido por ela, o menino pode escolher diversos brinquedos como piscina de bolinhas, cama elástica, basquete, escorregadores, entre outros. Outra opção ainda era participar de oficinas de pintura e desenho. Todas as atividades são acompanhadas por monitores.

Para Lucimara, durante as férias os pais precisam buscar atividades para ocupar as crianças. Com os espaços abertos para atender os pequenos, não teve dúvidas. “As crianças gostam e precisam se divertir. Como aqui eu sei que ele está sendo cuidado, há monitores, fico despreocupada”, comenta.

A técnica de contabilidade Jociane Geraldo também escolheu o buffet infantil para ‘distrair’ a criançada. No caso dela, a diversão foi para a filha e quatro sobrinhas que estão em férias em casa. “Em todas as férias a gente tem que ter algum evento para as crianças. Elas adoram”, diz.

De acordo com a gerente de uma das unidades da cidade, Alessandra Gomes, todas as atividades são acompanhadas por adultos. “O buffet fica todo liberado com brinquedos. Fora isso, a gente trabalha com oficina de arte também”, comenta

Em outro salão, passa por dia em média 30 crianças durante as férias. As crianças mais corajosas se aventuram também nas atividades mais radicais como a tirolesa, o gira-gira maluco, alpinismo e a tirolesa. De acordo com a estudante Sayuri Yakuda, de 10 anos, a tirolesa foi o mais divertido. “É bem aventura”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário