Boletim de informações COVID-19 n° 119 Tatuí, 26 de maio de 2020 - 11h

26 SUSPEITOS
2 ÓBITOS SUSPEITOS
106 CONFIRMADOS
77 RECUPERADOS
8 ÓBITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Votorantim é a campeã do III Torneio Estadual de Cururu

Dupla Andinho Soares e Arlindo receberam a premiação de R$ 1 mil


Os cururueiros Andinho Soares e Arlindo, representando o município de Votorantim, foram os grandes campões do III Torneio Estadual de Cururu, realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, por meio do Conservatório de Tatuí, nos dias 17, 18 e 19 de novembro. Os dois superaram Zezão Neto e Zé Vitanca, de Cesário Lange, Zacarias Camargo e José Pinto, de Tatuí, e João de Lima e Belão, que ocuparam a segunda, terceira e quarta colocação, respectivamente. A grande final aconteceu neste sábado (dia 19), no Teatro Procópio Ferreira.

O Torneio Estadual Cururu visa a estimular a difusão do Cururu no Estado de São Paulo e pretende compor a integração e a promoção do intercâmbio entre os cururueiros. Outro objetivo do evento é multiplicar o conhecimento e a divulgação da cultura popular do Estado de São Paulo, como forma legítima de expressão da música caipira, a ser preservada em nome da legítima e rica manifestação popular brasileira.

As cidades selecionadas para a primeira eliminatória, no dia 17, foram: Botucatu (Dito Moraes e Valdir Boiadeiro), Agudos (João de Lima e Belão), Porto Feliz (Nardinho e Gilmar Ignácio), Cesário Lange (Zezão Neto e Zé Vitanca). No dia 18, disputaram representantes do município de Pardinho (João Zarias e Limo Jacinto), Tatuí (Zacarias Camargo e José Pinto), São Manuel (Celso Martins e Maçarico) e Votorantim (Andinho Soares e Arlindo). Na final, disputaram a grande final os representantes de Agudos, Cesário Lange, Tatuí e Votorantim.

O júri foi formado pelos importantes cururueiros Jonata Neto e Dito Carrara, além do professor e pesquisador das culturas populares do Brasil, Alberto Ikeda. A bancada avaliou itens como “Abertura”, “Interpretação”, “Afinação”, “Ritmo/Entrosamento com o violeiro” e “Presteza na resposta e na sequência do tema sorteado/ Respeito ao tempo delimitado”.

Os cururueiros votorantinenses receberam R$ 1 mil. Prêmios de R$ 800, R$ 600 e R$ 400 foram oferecidos às duplas que terminaram em 2º, 3º e 4º lugar, respectivamente. Os quatro finalistas também receberam uma ajuda de custo de R$ 500. O Troféu “Pedro Chiquito”, em homenagem a importante cururueiro, foi designado pela comissão julgadora ao violeiro Zé Mulato, de Cesário Lange.

Cururu
É tido como uma das manifestações mais importantes da tradição caipira e tem sua raiz na região do médio Tietê. As cidades dos cururueiros são Sorocaba, Piracicaba,Votorantim, Piedade, Pilar do Sul, Laranjal Paulista, Araçoiaba da Serra, Itapetininga, Angatuba, Conchas, Pereiras, Porto Feliz, Tietê, Porangaba, Cesário Lange, Boituva, Cerquilho, Tatuí, Itu, Capela do Alto, entre outras.
As rimas devem seguir regras específicas: por exemplo, os cantores devem sempre rimar as palavras com as últimas sílabas iguais – essas rimas são denominadas de “carreiras”. No entanto, as palavras seguem sua sonoridade popular. O tema é escolhido pelos próprios cururueiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário