Boletim de informações COVID-19 n° 125 Tatuí, 01 de junho de 2020 - 11h

157 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
21 SUSPEITOS
1 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mostra de Teatro do Conservatório de Tatuí começa quinta-feira

Peças são produzidas por professores e alunos da entidade.
São nove espetáculos no palco do Teatro Procópio Ferreira.


Do G1 Itapetininga e Região

Começa nesta quinta-feira (1) a Mostra de Teatro do Conservatório de Tatuí, interior de São Paulo. Serão apresentadas nove peças produzidas por professores e alunos do setor de artes cênicas da instituição, todas com entrada gratuita. Os espetáculos vão acontecer no palco do teatro Procópio Ferreira até o dia 3 de dezembro.

A programação começa às 15h com a peça infantil “O Menino que Brincava de Ser”, com direção de Fernanda Mendes e texto de Cleiton Echeveste, que conta a história de um garoto de seis anos apaixonado por brincadeiras de faz de conta, o que desperta a preocupação dos pais.

Às 18h será encenado o espetáculo “Dois”, com direção de Ludmila Castanheira. Para encerrar a programação, às 20h30 os alunos apresentam o “Teatro do Improviso”, uma peça-jogo com interação com a platéia sob a direção de Carlos Ribeiro.

No segundo dia de apresentações, começa a peça “Anabela Procura e Acha Muito Mais do que Procura”, às 15h, com direção de Erica Pedro e Adriana Afonso, em que a protagonista sai à procura de sua filha sequestrada pelo Homem da Capa Preta. A narração é feita por um retirante nordestino, Zé das Couves, que a acompanhou durante a viagem.

Às 18 será exibido o espetáculo “Cromossomo X”. A peça retrata uma organização baseada em encontros e é tida pelos autores como um recorte do universo feminino. A peça “Homens de Papel”, que tem direção de André Luis Camargo, encerra as apresentações da noite, às 20h30. A história gira em torno de um grupo de catadores de papel e do conflito que acontece quando um homem, ao comprar o papel coletado, rouba no peso e no preço para revendê-lo.

O último dia, sábado (3), a Mostra de Teatro está reservada para os espetáculos “TRI-BO-BÓ City”, às 15h, "Esperando Godot", às 18h e “Terror e Misérias do III Reich”, às 20h30. A primeira peça, sob a direção de Dalila Ribeiro, conta a história de Marly Marlene, única herdeira da Tribobó Farm (Fazenda Tribobó). Ela é sequestrada por bandidos que colocam uma impostora em seu lugar.

A peça "Esperando Godot" – que tem na direção o professor Marcos Caresia -, foi escrita originalmente em francês. Ela foi encenada pela primeira vez em 1953 e permaneceu em cartaz por aproximadamente 400 apresentações.

Já a peça “Terror e Miséria do III Reich”, sob a direção de Carlos Ribeiro, foi escrita pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht entre 1935 e 1938. É um panorama da sociedade alemã sob o domínio nazista. A peça começa no dia 30 de janeiro de 1933, data em que Adolf Hitler é empossado como chanceler da Alemanha e termina no dia 13 de março de 1938, quando Hitler entra em Viena, anexando a Áustria ao Reich. Para esta montagem, foram selecionada nove cenas da peça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário