Boletim de informações COVID-19 n° 303 Tatuí, 25 de novembro de 2020, quarta-feira - 11h00h

3799 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
3630 PACIENTES RECUPERADOS
85 ÓBITOS CONFIRMADOS
84 INFECTADOS EM TRATAMENTO
31,71 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Márcio França usa Tatuí para dar exemplo de voto

“Renunciar a mandato é uma coisa que é ‘torta’ para a população”, declarou o candidato do PSB.

05/11/2020 | Na briga por uma vaga no segundo turno das eleições pela Prefeitura de São Paulo, o candidato Márcio França (PSB) disse nesta quinta-feira, 5, que só ele e Bruno Covas (PSDB) têm condição de cumprir a promessa de ficar no cargo durante os quatro anos de mandato. Isso porque os demais concorrentes têm vices com cargos de deputados federais e estaduais, que terão de renunciar ao mandato para assumir o cargo de vice-prefeito – o que, na teoria do ex-governador, é sinal de que os titulares teriam de dar lugar aos companheiros de chapa em algum momento.

“Todas as candidaturas principais têm alguém que vai descumprir palavra, exceto a minha e do Bruno (Covas), porque todos eles têm na chapa um deputado”, argumentou França. Ele usou a linha de raciocínio para uma crítica à vice do candidato Guilherme Boulos (PSOL), com quem está tecnicamente empatado mas pesquisas de intenção de voto.

“Suponha que eu moro em Tatuí (no interior paulista) e votei na (deputada federal Luiza) Erundina. Se ela renunciar para ser vice-prefeita o meu voto foi desperdiçado”, disse França. “Renunciar a mandato é uma coisa que é ‘torta’ para a população”.

Do site IstoÉ Dinheiro, com copidesque do DT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE