Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Prefeitura de Tatuí realiza montagem da ponte da Colina Verde

 Vigas são instaladas por guindaste telescópico 

Depois de muito trabalho e alguns imprevistos motivados pelas chuvas que tiveram grande volume no segundo semestre de 2013, a Prefeitura de Tatuí iniciou nesta sexta-feira, 27, a etapa final de construção da ponte da Colina Verde. O dispositivo recebeu vigas utilizando estrutura pré-moldada já que a fundação e o trabalho de base já haviam sido concluídos. No sábado, 28, as obras terão continuidade com aplicação da laje. 

Para tanto uma megaoperação foi realizada para colocação das vigas que pesam em média 20 toneladas cada. Além da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura, e da Rone Construções, responsável pelo empreendimento, o Departamento Municipal de Trânsito, o Corpo de Bombeiros, o Samu, a Sabesp e a Elektro foram mobilizados. A distribuição de energia elétrica foi interrompida durante boa parte do dia. Duas carretas e dois guindastes hidráulicos com lanças telescópicas e capacidade de 220 toneladas fizeram parte do trabalho. 

Segundo o engenheiro responsável pelo projeto, Paulo Wesley Camargo Soares, restos de outras quatro pontes que foram construídas anteriormente e acabaram caindo foram encontrados nas encostas do Ribeirão do Manduca. Ele explica que a principal preocupação da Prefeitura foi a qualidade da obra. “Fizemos um projeto minucioso e bem estruturado para que essa ponte seja definitiva e feita para durar”, argumentou.

Já o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, lembrou que outras medidas serão necessárias como complemento à construção da ponte. Já em 2014, será implantado no local um novo projeto de drenagem para escoamento das águas de chuva, em especial nas ruas Caridade Terceira e Rotary Club. “Sofremos uma dura campanha da oposição. Os mesmos responsáveis pela construção precária e pela falta de manutenção adequada resolveram nos acusar por um incidente meteorológico acontecido logo no início do ano. Até mesmo o CQC foi chamado para tentar polemizar o caso. Mas, com responsabilidade, planejamento e apoio do Governo do Estado, estamos agora entrando na parte final dessa obra”, argumentou.

A próxima etapa será a conclusão da cabeceira, dos quatro muros-ala, aterramento e aplicação do pavimento. 

Entenda o caso

No dia 17 de fevereiro de 2013, devido às intensas chuvas registradas no município, a ponte cedeu. Um dia depois do incidente o prefeito Manu e o vice-prefeito Vicente Menezes, através de articulação do secretário de Estado e deputado estadual, Edson Giriboni, iniciaram tratativas com a Casa Militar e com o próprio governador Geraldo Alckmin para liberação do recurso emergencial para construção. 

Após toda tramitação de projetos e laudos técnicos, a assinatura do convênio aconteceu no dia 18 de junho. Depois do processo de concorrência pública para contratação de empresa especializada, a obra foi iniciada no dia 22 de agosto. 

Chuvas

As chuvas dos meses de setembro, outubro e novembro de 2013 contabilizaram 284 milímetros, com pico de 139 milímetros em outubro, segundo dados da própria Defesa Civil. Em cada dia com chuva superior a cinco milímetros, ou seja, cinco litros de água a cada 24 horas, por metro quadrado, qualquer obra é interrompida. Em caso de volume superior, o solo fica encharcado é necessário aguardar o escoamento para retomada das atividades. O montante pluviométrico gerou paralisação total de 19 dias de trabalho. [Comunicação Tatuí]

Nenhum comentário:

Postar um comentário