Boletim de informações COVID-19 n° 127 Tatuí, 03 de junho de 2020 - 11h

182 CONFIRMADOS
125 RECUPERADOS
11 ÓBITOS
33 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 22 de março de 2012

Pintor sobe em torre e deixa 5 cidades sem energia

Sorocaba, Capela do Alto, Iperó, Araçoiaba e Boituva foram afetadas. Homem foi resgatado e levado ao Hospital Regional.
Foto de Paloma Ferreira
Adriane Souza
Do G1 Sorocaba e Jundiaí

Durante quase uma hora, grande parte da população de Sorocaba, (SP), sofreu com os efeitos da interrupção do fornecimento de energia elétrica na tarde desta quinta-feira (22). Além disso, as cidades de Capela do Alto, Araçoiaba da Serra, Iperó e Boituva também foram afetadas. Mais de 600 mil pessoas foram atingidas com a falta de eletricidade. O abastecimento foi interrompido para que o Corpo de Bombeiros pudesse resgatar um pintor de 47 anos que subiu numa das torres de distribuição, na região central. Ele foi resgatado por volta das 15h30.

“Alguns clientes vêm aqui usar o microondas, outros gostam de pagar no cartão e, bem na hora do almoço ficamos sem eletricidade, foi bem complicado”, conta José Pereira, que tem um restaurante no Centro de Sorocaba. O trânsito também foi prejudicado. As avenidas Dom Aguirre e São Paulo apresentaram lentidão nas proximidades da região central. O fluxo só voltou ao normal alguns minutos depois do pintor ser resgatado.

A rua Paula Souza, que também dá acesso ao centro e a uma escola particular do município, foi interditada. O local foi utilizado por viaturas da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Urbes – Trânsito e Transporte, Samu e CPFL. Ao todo, mais de 50 pessoas trabalharam em equipe no resgate do pintor e no controle do tráfego de veículos.

Homem sobe em torre e prejudica cerca de 600 mil pessoas em toda a região (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Ação prejudicou cerca de 600 mil pessoas em toda a região
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Controle
Quatro bombeiros escalaram a torre de alta tensão – que fica ao lado da ponte que liga a avenida São Paulo à rua XV de Novembro – onde o homem estava desde às 12h. Segundo testemunhas, ele chegou aos pés da torre, tirou a camisa, o relógio, a carteira e subiu. “Ele pediu demissão do trabalho, ingeriu bebidas alcoólicas e veio para a torre”, conta Valdir Rocha, irmão do pintor.
Pintor passou por um metro de farpas metálicas para subir em torre (Foto: Gilson Hanashiro/Agência BOM DIA)
Foto: Gilson Hanashiro/Agência BOM DIA


A esposa do homem também esteve na torre, mas optou por não se pronunciar oficialmente sobre o assunto. Um segundo familiar que estava no local contou que o casal brigou após a mulher descobrir uma suporta traição do marido. Ele saiu de sua casa, na Vila Santana, por volta das 11h, e seguiu para o Centro.

O pintor ficou na torre por quase quatro horas. Os bombeiros que o resgataram possuem curso de escalada. “É um trabalho de técnica, paciência e vontade de ajudar o próximo. A equipe trabalhou muito bem e tivemos sucesso neste resgate”, destaca o subcomandante do Corpo de Bombeiros Carmelino Zaccari.

Consequências
O pintor de 47 anos foi resgatado e encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Regional. Ele deverá passar por exames. Uma ocorrência sobre o incidente foi registrada no Plantão Policial Sul. “Ainda não sabemos a natureza dos crimes que este homem cometeu, pois teremos que contabilizar os transtornos que as cidades sofreram e os danos ao patrimônio público do município. Só então ele será criminalmente responsabilizado”, explica o tenente Calazans.

Todos os serviços interrompidos durante o incidente voltaram ao normal depois que o homem foi resgatado.
Muitas pessoas pararam para observar a movimentação dos bombeiros  (Foto: Gilson Hanashiro/Agência BOM DIA)
Foto: Gilson Hanashiro/Agência BOM DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário