Boletim de informações COVID-19 n° 127 Tatuí, 03 de junho de 2020 - 11h

182 CONFIRMADOS
125 RECUPERADOS
11 ÓBITOS
33 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 22 de março de 2012

Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí abre comemorações do 20º aniversário com “Sinfonia Fantástica”

O concerto acontece no sábado (24) e conta com a participação especial do trompetista Flávio Gabriel, da Osesp

O concerto de abertura da temporada 2012 da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí, corpo artístico do Governo do Estado e da Secretaria da Cultura, com a formação completa (professores e bolsistas) vai ser especial. Além de marcar o início das comemorações dos 20 anos do conjunto, o grupo vai se apresentar ao lado do trompetista Flávio Gabriel, como solista convidado, executando um programa que abrange compositores de diversas partes do mundo. A apresentação acontece neste sábado (24), às 20h30, no Teatro Procópio Ferreira.
 
A composição “Club Europe”, de Martin Ellerby, abrirá o programa da noite festiva. De acordo com Sotelo, a música tem características “alegres e virtuosas”. O concerto segue com “Suite Sinfônica – O Ano do Dragão”, de Philip Sparke, obra que se relaciona com o ano do dragão no horóscopo chinês. “Sparke mostra em música os símbolos universais presentes na figura do dragão, único animal imaginário do horóscopo chinês. Ímpeto, mostrado através de figuras rítmicas, surpresas sonoras e melodias como segundo elemento”, afirmou o maestro.

Para a execução do “Concerto para Trompete”, de Thomas Sleeper, a Banda Sinfônica receberá o trompetista Flávio Gabriel, considerado, de acordo com Sotelo, uma grande revelação dos instrumentos de metal nos últimos anos. O músico obteve o 2º prêmio no Concurso Internacional de Música Primavera de Praga, em 2010, inédito na história do Brasil. Atualmente, integra o naipe de trompetes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP).

O ápice da apresentação será a execução dos dois movimentos de uma das mais importantes obras sinfônicas de todos os tempos: a “Sinfonia Fantástica”, de Hector Berlioz. A música “inaugurou” formalmente a sinfonia descritiva. Ou seja, composições sobre um roteiro, texto ou poema. “Com um tema chamado de ‘Idéia Fixa’, o compositor divaga em sua imaginação sobre o grande amor, sendo esta viagem motivada pelos efeitos o ópio, droga vigente naquele momento”, analisa Sotelo.

Encerrando o programa da noite, a obra “Solemnitas – Solenidade”, de Franco Cerarini, tendo com conjunto de variação e fuga um grande coro final dos metais.



Banda Sinfônica: 20 anos

O concerto de abertura da temporada 2012 marca também o das comemorações do 20º aniversário do grupo pedagógico-artístico do Conservatório de Tatuí. A temporada contempla ainda diversos projetos importantes, dentro do universo dos sopros sinfônicos, incluindo uma turnê pelo Estado de São Paulo.

Em atuação desde 1992, a Banda surgiu a partir de um processo de semi-profissionalização dos músicos da instituição. Até o ano de 1996, era a única oportunidade de alunos de níveis avançados “estagiarem” com músicos já profissionais, em apresentações oficiais, propiciando uma troca de experiências entre seus componentes.

“O resultado é um conjunto versátil, coeso, que apresenta obras de grande dificuldade, como ‘O Pássaro de Fogo’,de Stravinsky. O repertório, que vai de transcrições de obras para orquestra a um imenso material original para Banda Sinfônica, tem sido explorado pelo maestro Dario Sotelo com grande versatilidade. Nesses 20 anos, ele deu forma ao som do grupo, dando-lhe caráter próprio inconfundível. É um marco na história da instituição”, explicou Henrique Autran Dourado, diretor executivo do Conservatório de Tatuí.

Primando por repertório eclético, o grupo conta com vida fonográfica bastante ativa. O primeiro CD foi gravado em 1995, denominado “Compositores Brasileiros”, marcando o trabalho de documentação de diversos gêneros.

A Banda realizou ainda a primeira gravação em DVD na história do Conservatório de Tatuí. O DVD “15 Anos” traz documentário sobre o grupo, além de repertório que inclui Astor Piazzolla, Tom Jobim e Zequinha de Abreu.

Atua fortemente na execução de obras encomendadas a arranjadores e compositores brasileiros, tornando-se fundamental no incentivo de produção de obras originais para bandas. Entre as mais importantes estão “Sinfonia nº 1”, de Edmundo Villani-Côrtes; “Sinfonia Anõia”, de Sergio Vasconcellos-Corrêa - que mereceu prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de melhor obra sinfônica de 1999 -, “Retratos do Brasil”, de Hudson Nogueira; “Portrait” e “Concerto para Banda”, de Edson Beltrami, entre muitas outras. Seu repertório conta com mais de 120 obras originais especialmente escritas para o grupo.

“A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí é considerada um projeto altamente positivo e modelo para outras instituições musicais no Brasil e na América Latina. Possibilitou abertura de campo de trabalho a músicos e professores de instrumento da instituição tatuiana, que tiveram também a possibilidade de ensinar aos estudantes diretamente, o repertório abordado somente por conjuntos profissionais”, afirmou Sotelo.

Ao longo de sua existência, recebeu dezenas de regentes destacados da cena musical como convidados especiais. Dentre eles, destacam-se os americanos Arnald Gabriel, Virginia Allen, Daniel Havens, Isaac Daniel Jr., Pamela Bustos, Thomas Lee, Lowell Graham, Thomas O’Neal, Mark Whitlock, Dwight Satterwite e Matthew George, os argentinos Hadrian Avila, David Antezana e Juan Ringer, os espanhóis Francisco Grau Vegara, Pablo Sanches Torrella, Rafael Sanz-Espert, o suíço Felix Hauswirth além do canadense Glenn Price e dos brasileiros Marcelo Jardim, Marcelo Maganha, Roberto Farias e Wagner Polistchuck e Marcos Sadao.

Em 2011 recebe como Maestro Convidado de Honra o “von Karajan das Bandas”, Maestro Frank Battisti, referência maior no mundo dos sopros sinfônicos, um dos grandes responsáveis pelos novos conceitos da banda sinfônica, juntamente com Frederick Fennel.

Outra característica importante da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí é seu esforço em formar novas platéias por meio de concertos didáticos. Ao longo dos últimos anos, a banda vem realizando ações didáticas com objetivos de educar e envolver crianças e adolescentes no universo da música erudita. Nesse sentido, destacam-se projetos especiais como “Guia para Banda”, “Villa-Lobos encontra Guarnieri”, “A Vinda da Família Real ao Brasil”, “MomoPrecoce”, “Sonho de Criança” e “Stravisnky e seu Petrushka”. x

Nenhum comentário:

Postar um comentário