Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 14 de abril de 2018

poema / Flor Priscila

Livros

Flor Priscila

Gosto de viajar, viajar quieta,
Das viagens que deixam os olhos bem abertos,
As mãos suadas e a mente esperta,
Viagens com água, poltrona e livros,
Daquelas que santificam as vontades,
E justificam os inacessíveis desejos,
Despetrificam os sonhos,
Desafiam os indolentes anseios,
Gosto de me descobrir viajando,
E de perceber que, o que antes era,
O ínfimo, o inacessível, o deslocado,
Viajando com e por palavras,
Torna-se palpável, sensível, saboroso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário