Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

domingo, 22 de abril de 2018

Gonzaga intermedeia iniciativa que pode levar Conservatório a Peruíbe

Projeto também tem apoio de Samuel Moreira e visa criar 2º polo de música

Gonzaga recebe projeto de implantação de polo do Conservatório de Tatuí em Peruíbe das mãos de Du e da maestrina Elizete da Silva Pires


por Cristiano Mota

Famoso internacionalmente pelo ensino de excelência, o Conservatório de Tatuí poderá ter um segundo polo para cursos de música. A futura unidade, que se somará à de São José do Rio Pardo, está sendo pleiteada por representantes da cidade de Peruíbe, situada na Região Metropolitana da Baixada Santista.

Segundo informou a maestrina Elizete da Silva Pires, gestora da Escola Municipal Livre de Música “Maestro Zivaldo Ribeiro”, o projeto visa à democratização do ensino da música. A meta é atender a uma região de mais de dois milhões de pessoas que podem estudar música ou beneficiar-se com a parceria.

A regente esteve na cidade na manhã de sexta-feira, 20, para discutir a ideia com o ex-prefeito de Tatuí e ex-deputado estadual Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (PSDB). Gonzaga está intermediando um entendimento entre a Prefeitura de Peruíbe e os representantes da maior escola de música da América Latina.

Representando o prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira, Elizete participou de duas reuniões para definir os primeiros passos. Em ambas, ela esteve acompanhada pelos assessores parlamentares do deputado federal Samuel Moreira (PSDB), José Augusto Pires (Du) e Nivaldo Miranda.

O primeiro compromisso aconteceu no escritório político de Gonzaga, a quem a regente entregou uma cópia do projeto; o segundo, no Conservatório de Tatuí.

De acordo com a maestrina, além de Peruíbe, as populações de mais de 25 cidades podem ser impactadas pelo possível novo polo do Conservatório. Entre elas, Tapiraí, Juquiá, Miracatu, Itariri, Pedro de Toledo, Itanhaém, Mongaguá e Santos.

“Peruíbe é uma cidade com localização estratégica. Está próxima ao Vale do Ribeira e integra a Região Metropolitana da Baixada Santista. Um polo do Conservatório lá proporcionaria acesso gratuito ao ensino de música de excelência”, relatou.

Em princípio, o polo do Conservatório poderá ser instalado nas dependências da unidade da Escola Municipal Livre de Música. Posteriormente, ele deverá ser transferido para uma área própria. As possibilidades dependerão das exigências técnicas apresentadas pela escola de música.

Atualmente, a “Maestro Zivaldo Ribeiro” atende a 400 famílias de Peruíbe e entorno. “São pessoas que sonham com a música e vivem dela”, contou a maestrina. “Ao nos ajudar, o Gonzaga está agindo diretamente na vida dessas pessoas, transformando os sonhos delas em realidade”, adicionou a musicista.

Elizete disse, ainda, que Peruíbe tem intensificado o trabalho no ensino da música. Por meio da “Maestro Zivaldo Ribeiro”, o município litorâneo vem expandindo as atividades e mirando no aprofundamento do conhecimento musical dos alunos.

“Nossa cidade tem ações muito fortes, ligadas a bandas de músicas, corais evangélicos. Entretanto, o ensino é inicial e de base. Quando as pessoas querem aprofundar-se no conhecimento, precisam buscar cursos pagos”, contou a regente.

No entendimento dela, a ida do Conservatório de Tatuí a Peruíbe por meio de um polo vai permitir a profissionalização. Elizete destacou que a instituição tatuiana não tem somente fama, mas um trabalho consolidado no cenário mundial.

O polo em Peruíbe deverá atender a pessoas de todas as idades e expandir as atividades da escola municipal. Atualmente, a unidade oferece cursos nas áreas de sopros (flauta transversal, clarinete, saxofone, trompete, trombone, eufônio e tuba), percussão, bateria, baixo elétrico, guitarra e violão, cordas sinfônicas (violino, viola, chelo e contrabaixo), e musicalização infantil.

No encontro desta semana – o segundo já realizado com o propósito de implantação de um polo –, Gonzaga reforçou o compromisso em brigar pela expansão do Conservatório de Tatuí. Ele explicou que está atuando em parceria com Samuel Moreira para possibilitar que haja a celebração de um convênio.

“Minha expectativa para esse projeto é a melhor possível. Acredito muito no trabalho que está sendo desenvolvido pela diretoria do Conservatório, nas pessoas do assessor artístico, Gustavo Barbosa-Lima, assessor executivo Pedro Persone, do diretor administrativo e financeiro, Luiz Carlos Vinha, e do diretor executivo, Ary Araújo Júnior”, disse Gonzaga.

Nos próximos dias, ele participará de novas reuniões para avaliar o andamento da proposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário