Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 19 de maio de 2019

Em Boituva, voluntários colocam 'geladeira comunitária' na rua para pessoas carentes

Geladeira está instalada ao lado do Terminal Rodoviário há um mês

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Voluntários criam 'geladeira comunitária' para ajudar moradores necessitados em Boituva — Foto: Reprodução/TV TEM

17/05/2019 | Um grupo de voluntários em Boituva decidiu ajudar moradores carentes colocando uma 'geladeira comunitária' com diversos alimentos perto do Terminal Rodoviário.

A iniciativa é de cerca de 20 pessoas que se uniram e formaram o grupo “Ação Solidária”. O responsável pelo grupo, Sérgio Antonio da Silva, conta que a geladeira foi instalada há um mês. “A gente consegue abastecer ela todos os dias. Se todo mundo trouxer um pouquinho ela não vai ficar vazia. Não tem preço isso”, conta.

O local onde a geladeira foi colocada fica na loja de Danilo Rodrigues de Almeida. Ele afirma que também presta atenção nas câmeras de segurança para acompanhar a movimentação no local. “Eles estavam precisando de um espaço que seria de grande fluxo e estratégico. A gente olhou para a loja nessa lateral que tem e eu pensei ‘Por que não?”, conta.

Geladeira comunitária foi criada por voluntários de Boituva — Foto: Reprodução/TV TEM

A geladeira foi abastecida pelas voluntárias Juliana de Freitas e Priscila Galdino. Elas explicam que os voluntários revezam todos os dias para o abastecimento. “Nós trazemos sempre sopa, alimento que fazemos diferente, e um achocolatado”, afirma Juliana.

Além disso, Priscila conta que os produtos colocados são procurados rapidamente pelos moradores. “É muito rápido. A gente coloca e já está saindo e chegando gente. Isso está sendo muito gratificante.

'Atitude'

Grupo de Boituva cria 'geladeira solidária' para ajudar moradores

O Wagner Pampanini também foi um dos voluntários na ação. Para ele, a ação é questão de atitude dos moradores. “Ação social não é feita por obrigação, é feita com o coração. É só ter atitude, nada é impossível”, diz.

Cláudio João da Silva chegou há pouco tempo de Pernambuco e estava sem dinheiro. Ele afirma que está fazendo “bicos” para se manter, e a geladeira comunitária tem ajudado. “Muitas vezes não temos condições. A gente passa com fome e não tem um dinheiro, sabe? É uma boa opção”, diz.

Quem passa pelo local, reconhece a ação do grupo e fica admirado com a solidariedade, como é o caso de Leonardo Marcos Batista Figueiredo. “É uma iniciativa bacana para ajudar a população. Tem pessoas necessitadas que precisam de uma alimentação, moradores de rua. Precisamos ajudar, fazer o bem sem olhar a quem”, conclui.

Moradores de Boituva criam geladeira comunitária em prol da população — Foto: Reprodução/TV TEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário