Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Polícia liberta condenado que seria executado em 'tribunal do crime' em Tatuí

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Quatro homens foram presos e dois adolescentes apreendidos. Vítima já cumpriu pena por estupro e alegou que seria executada, diz polícia.

Do G1 Itapetininga e Região

Um homem de 37 anos que havia sido sequestrado na última terça-feira (26), em Votorantim (SP), foi encontrado pela Polícia Militar em uma residência no jardim Santa Rita, em Tatuí. Segundo a polícia, a vítima, que é ex-presidiária e já cumpriu pena por estupro em Sorocaba (SP), alegou que estava sendo torturada, mantida em cárcere privado e que seria executada durante uma espécie de ‘tribunal do crime’. Quatro homens foram presos e dois adolescentes apreendidos.

De acordo com a polícia, uma equipe realizava patrulhamento pelo bairro, quando foi informada de que uma residência era ponto de tráfico de drogas. Os policiais foram até o endereço informado e encontraram um rapaz com um revólver calibre 32, porções de maconha, dois pés de maconha, R$ 462,00 em dinheiro e cadernos com contabilidade do tráfico. Em seguida, encontraram a vítima com marcas de agressão.

Ainda segundo a polícia, o morador afirmou que estava esperando mais pessoas para vender drogas. Os policiais notaram que uma adolescente chegou em um veículo com outros quatro ocupantes. Eles tentaram fugir, mas foram detidos e os policiais apreenderam mais R$ 2 mil e cadernos de anotações.

Ainda segundo a polícia, todos foram encaminhados para a delegacia, onde o ex-presidiário contou que havia sido sequestrado e que seria executado em Tatuí durante um julgamento feito pelo grupo, o que chamam de “tribunal do crime”. Os policiais constataram que um boletim de ocorrência de sequestro havia sido registro em Votorantim e, após ser ouvido, o homem foi liberado.

Já os quatro homens e os dois adolescentes foram autuados por tráfico de drogas, associação ao tráfico, porte ilegal de arma de fogo de numeração suprimida, sequestro e cárcere privado. Os dois adolescentes serão encaminhados à Fundação Casa e os demais permanecerão à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário