sábado, 23 de julho de 2016

Moradores protestam contra pedágio durante visita de Geraldo Alckmin

Moradores de Tatuí pediram que retorno em rodovia fosse reaberto. Protesto pacífico aconteceu durante visita do governador à cidade.

Do G1 Itapetininga e Região

Moradores dos bairros rurais Santa Adelaide e Jurumirim protestaram contra o preço do pedágio na rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127) durante visita do governador Geraldo Alckmin (PSDB) no município de Tatuí nesta sexta-feira (22).

De acordo o morador Donizetti Cunha Brito, o retorno que os moradores tinham para irem até a área central da cidade foi fechado em 2013 e a única alternativa, desde então, é seguir pela rodovia e passar por um pedágio de R$ 10,10. Segundo Donizetti, o pedágio traz prejuízos aos moradores dos dois bairros que precisam ir para o centro de Tatuí. 

“Toda vez que vamos para a área central de Tatuí temos que pagar pedágio e, para nós moradores, é caro. Tem dia que vamos duas vezes para a cidade. A outra alternativa seria uma estrada rural de 14 quilômetros, mas ela é perigosa e cheia de buracos”, afirma.

Durante a manifestação, um representante da Artesp conversou com os moradores e alegou que representantes da concessionária CCR-SPVias vão marcar uma reunião. “Disseram que vão conversar com a gente. Queremos uma solução porque é inviável pagar pedágio caro”, ressalta Donizetti.

O governador Geraldo Alckmin esteve em Tatuí para anunciar o início das obras de implantação de vias nas marginais da rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127), que liga Tatuí a Itapetininga. Segundo o governador, as melhorias incluem ainda um novo acesso e uma passarela. O investimento é de mais de R$15 milhões e garante mais segurança aos motoristas.

Moradores protestaram com faixas e cartazes durante visita do governador (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Moradores pedem que retorno na rodovia de Tatuí seja reaberto (Foto: Reprodução/TVTEM)

2 comentários:

maria conceição disse...

É lamentável o que acontece com o povo, os moradores lutam por este retorno há anos . Fizeram um retorno no nível da rodovia de
Pois do pedágio e fecharam o outro que beneficiava o bairro
,porque alegaram perigo , por ser
No nível da rodovia.Da outra vez que o governador esteve aqui, fez promessas que ficaram no esquecimento.

maria conceição disse...

É lamentável o que acontece com o povo, os moradores lutam por este retorno há anos . Fizeram um retorno no nível da rodovia de
Pois do pedágio e fecharam o outro que beneficiava o bairro
,porque alegaram perigo , por ser
No nível da rodovia.Da outra vez que o governador esteve aqui, fez promessas que ficaram no esquecimento.

Postar um comentário