Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Acidentes com morte aumentam em rodovias de Tatuí e Avaré, diz estudo

Pesquisa foi realizada pelo governo do Estado de São Paulo.
Segundo a Polícia Rodoviária, imprudência é a causa dos acidentes.

Do G1 Itapetininga e Região

O número de mortes em acidentes de trânsito pelas rodovias aumentou nos municípios de Tatuí e Avaré no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2015, segundo uma pesquisa divulgada pelo governo do Estado de São Paulo. Segundo os dados, Tatuí registrou 10 mortes nos seis primeiros meses de 2016. Em 2015, a cidade registrou 8 mortes. Já em Avaré, foram 11 mortes registradas contra 6 no ano passado.

Pesquisa analisou número de mortes no trânsito no Estado de SP (Foto: Reprodução/TV TEM)

De acordo com a pesquisa, 80% do total de mortes no Estado de São Paulo envolveram homens, 19% mulheres e em 1% dos casos as vítimas não tiveram o sexo informado. A pesquisa ainda aponta que o maior grupo de vítimas é o de pedestres, que respondem por 31% dos casos. As mortes com motocicletas também estão entre as que mais acontecem, com 27% do total.

Ainda segundo a pesquisa, o único município da região que apresentou redução foi Itapetininga. De janeiro a junho deste ano, foram 18 mortes. No mesmo período em 2015, a cidade registrou 26 mortes.

‘Imprudência’
Para o capitão e comandante da Polícia Rodoviária em Itapetininga, Nelson Modesto da Silva, a falta de cautela dos motoristas e a imprudência são as grande responsáveis pelo crescimento no número de mortes. “Na área específica onde ocorreu o aumento, a razão é a imprudência dos condutores em ultrapassagens proibidas ou em algumas situações que geram riscos a outras pessoas”, afirma.

O capitão ainda comenta que, entre outras ações, a travessia de pedestres em pontos proibidos nas rodovias também provoca mortes. “Muitas vezes acontece a falta de educação das pessoas em utilizar uma passarela ou viaduto próximo. Elas preferem cruzar a pista onde não há nenhuma segurança”, completa.

A dona de casa Janaína da Silva conta que já presenciou pessoas em situações de risco. “Passa bastante gente pela pista. Eu utilizo a passarela porque acho mais seguro”, diz.

TV TEM flagra pedestre atravessando rodovia em local proibido (Foto: Reprodução/TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário