Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Homem com problemas mentais que sumiu de Itapetininga foi visto em Tatuí, mas não foi localizado pela família

Milton Rodrigues Alves, de 42 anos, está desaparecido desde 9 de agosto 

Segundo a família, ele precisa de medicamentos para o coração todos os dias

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Milton Rodrigues Alves sumiu em Itapetininga (Foto: Arquivo Pessoal/Nilson Rodrigues Alves)

10/09/2018 - A família do morador de Itapetininga (SP) Milton Rodrigues Alves, que está desaparecido desde o dia 9 de agosto após sair de casa, continua fazendo buscas na região. Ao G1, o irmão de Milton afirmou que ainda não há pistas de onde ele possa estar.

"Eu não consigo mais dormir. Ninguém dorme direito desde que o Milton sumiu. Não sabemos mais o que fazer. Saímos todos os dias procurando por ele. É horrível demais estar sem informação. Tememos que algo de ruim aconteça porque ele precisa dos remédios para o coração todo dia", afirma Nilton Rodrigues Alves.

De acordo com Nilton, um morador de Tatuí chegou a entrar em contato com a família e disse que viu o irmão dele andando pela cidade.

"Porém, não achamos ele lá. Fizemos buscas e nada. Só peço para Deus que possamos encontrá-lo bem e o mais rápido possível", diz.

Sumiço / Nilton afirma que o irmão mora no Jardim Boa Vista. Ele saiu de casa enquanto o pai estava tomando banho e não foi visto mais. "Meu pai contou que estava tomando banho, quando ao sair percebeu que o Milton tinha aberto a porta e saído de casa. Procuramos ele perto do bairro, mas nada."

Ainda de acordo com Nilson, o irmão costumava sair sozinho, mas só perto da casa e já retornava. "Todo mundo aqui conhece ele. Quando viam ele caminhando, já falavam para ele voltar e ele sempre voltou. Porém, dessa vez não", diz.

Investigação / Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia e de acordo com a Polícia Civil buscas estão sendo feitas em bairros de Itapetininga. "Estamos investigando o caso, mas até o momento não há nenhuma pista de onde ele possa estar. As buscas continuam", afirmou o delegado Agnaldo Ramos, da Delegacia de Investigações Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário