Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 13 de junho de 2010

Fatec de Tatuí está entre as 5 melhores do Estado

Tatuí tem uma das cinco melhores Fatecs (Faculdades de Tecnologia) do Estado de São Paulo, segundo pesquisa do Ceeteps (Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza”). A faculdade “Wilson Roberto Ribeiro de Camargo” teve desempenho de 3,9% acima da média das unidades de ensino tecnológico paulistas, conforme dados do SAI (Sistema de Avaliação Institucional).
Nessa avaliação, que é basicamente a média de três itens, a Fatec local obteve índice de 74,9%. “O SAI avalia cada uma das unidades do centro em três itens principais, que são o produto, o processo e os benefícios que trazem os resultados”, explicou o professor Mauro Tomazela, diretor da unidade de Tatuí.
O produto está relacionado ao perfil profissional atendido pela unidade local; o processo, aos benefícios proporcionados pelos cursos oferecidos pela faculdade; e o resultado corresponde à produtividade. Os itens são avaliados a partir de um questionário aplicado por representantes do “Paula Souza”. Na pesquisa aplicada em Tatuí, o Ceeteps entrevistou 72% dos alunos, 46% dos professores, 50% dos coordenadores e 63% dos funcionários.
Além do desempenho dos estudantes, o SAI avalia o do corpo docente. Conforme o resultado do ano passado, divulgado em maio deste ano, a unidade local possui 39 professores, dos quais 4 são doutores, 16 mestres, 9 especialistas e 10 graduados. A pesquisa também analisa qual é o curso mais procurado pelos estudantes. O de automação industrial aparece em primeiro lugar, com 61%; gestão empresarial contabilizou 33%; e manutenção industrial, 6%.
“Tudo é avaliado e somado, disso se tira uma média que é comparada com a das demais unidades do Estado”, comentou Tomazela. Conforme ele, o SAI é importante para verificar se a unidade possui “produtividade”. “Se 40 alunos entram, mas somente 35 saem, é preciso verificar o que ocorreu durante o processo – se existe um problema de infraestrutura, de qualificação de docentes, entre outros -, e corrigir o que está prejudicando o ensino”, disse o diretor.
Dentro dos parâmetros avaliados, o Ceeteps também leva em consideração as entrevistas realizadas com os alunos formandos e as parcerias formadas pela instituição com as entidades locais. “Também são verificados a produção científica e quantos artigos já foram publicados pelos professores”, adicionou Tomazela. O destaque da Fatec de Tatuí foi a parceria, em que a unidade obteve 94% de índice, o maior de todas as unidades vinculadas ao “Paula Souza”.
Para Tomazela, tudo isso contribuiu para que a unidade crescesse mais do que a média estabelecida pelo Estado. “Nós crescemos 6%, enquanto que a previsão era de 2%. Além disso, pulamos de um para cinco cursos em quatro anos. Nesse mesmo período, a Fatec de Sorocaba criou somente dois novos cursos e a de Itapetininga duplicou (abriu novas turmas) os dois que mantinha”.
O resultado divulgado neste ano refere-se a 2009, quando a pesquisa foi aplicada em Tatuí. O desempenho, segundo o diretor, aumenta a responsabilidade da equipe, especialmente da direção da unidade, pois impacta no BR (bônus resultado) concedido aos professores. Se o desempenho da unidade cair, comparando-se 2009 com 2010, a gratificação sobre o salário também despenca, proporcionalmente. “Além disso, a responsabilidade aumenta, porque nos tornamos referência. A partir daí, não se pode cair”, disse o diretor.
Comparando-se 2008 com 2009, a Fatec registrou aumento no desempenho geral, saltando de 62,8% para 74,9%. “Nós crescemos 12,1%, por isso, ficamos entre as cinco melhores do Estado”, comentou Tomazela. O diretor, contudo, não soube dizer qual a posição que a unidade local ocupa no ranking. “Ainda não temos o resultado das outras quatro Fatecs para comparar e saber em que posição, dentro das cinco melhores, nós estamos”.
Segundo o diretor, o resultado representa motivação para a equipe da unidade, além de significar uma espécie de atestado da qualidade do ensino. “Isso demonstra, também, um melhor uso do dinheiro público”. Ainda que não tenha relação direta com o repasse de verbas do Ceeteps às unidades, o SAI ajuda indiretamente no aumento de recursos para a Fatec do município. “Não existe uma relação muito direta de investimento do governo com essa avaliação, mas há uma relação subjetiva”, concluiu o professor.

Do site www.oprogressodetatui.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário