Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 27 de junho de 2010

Dois casos de agressões com uma morte em Tatuí

Do sie www.oprogressodetatui.com.br
Dois casos graves de agressões ocorreram em Tatuí nesta semana. No primeiro deles, a vítima, um idoso de 69 anos, precisou passar por cirurgia e perdeu a visão de um dos olhos; no outro, um homem teve traumatismo craniano e morreu. A violência abalou e revoltou familiares, que pedem justiça.
A primeira agressão ocorreu por volta das 10h de segunda-feira, 21, nas proximidades do Mercado Municipal. O idoso teria sido espancado por um mototaxista depois de discutir com ele o valor da corrida. A vítima havia discordado do preço pedido (R$ 2,50) para o transporte da rua 7 de Abril até a avenida Cônego João Clímaco de Camargo (avenida das Mangueiras).
Conforme um familiar do aposentado, que preferiu não se identificar, não concordando com o valor, a vítima teria devolvido o capacete. “Nessa hora, o mototaxista começou a agressão”, contou. O aposentado teria sido golpeado várias vezes na cabeça e, antes de ser socorrido, registrou boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial. O agressor, segundo o parente da vítima, teria sido liberado após prestar depoimento.
Na delegacia, o aposentado começou a passar mal e teve de ser transportado até o pronto-socorro. De lá, seguiu para o Hospital Modelo, de Sorocaba. “No percurso, ele teve três ameaças de infarto. A oxigenação do sangue chegou a quase zero”, relatou o parente. O paciente foi estabilizado e precisou de cirurgia. Segundo o familiar, ele teve fratura em três partes do rosto - uma delas atingiu o olho, provocando um coágulo - e teve de implantar uma placa na face.
A segunda vítima teria sido agredida entre a terça-feira, 22, e a quarta-feira, 23. Conforme informou um parente, que também preferiu não se identificar, o homem sumiu depois de sair de sua oficina mecânica em direção à casa. Preocupada, e sem notícias, a família iniciou uma busca que durou toda a madrugada. “Quando ele apareceu, estava muito machucado”, declarou o familiar.
Levado ao pronto-socorro, ele precisou ficar em sono induzido, por conta do grau da agitação. A família suspeita de roubo seguido de agressão, já que o homem estava sem carteira e dinheiro. “Ele teve traumatismo craniano e um AVC (acidente vascular cerebral, ou derrame)”, contou o parente. Por conta da gravidade, teve de permanecer na UTI (unidade de terapia intensiva), onde faleceu.
Ambos os casos serão investigados pela Polícia Civil, que deve abrir inquéritos

Nenhum comentário:

Postar um comentário