Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí comemora 25 anos e a continuidade de sua missão

Grupo criado para unir alunos e professores fez a primeira apresentação em junho de 1992



Em abril de 1992 aconteceu o primeiro ensaio. Em junho já acontecia a primeira apresentação do conjunto musical que, a partir dos resultados alcançados desde então, tornou-se único no Brasil. Em seu 25º aniversário, a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí comemora principalmente a continuidade de sua missão original: unir em um trabalho de ritmo profissional alunos e professores do Conservatório de Tatuí.

Inicialmente chamada de “Banda Sinfônica Semi Profissional do CDMCC” e regida pelo então diretor da escola, Antonio Carlos Neves Campos, o conjunto estreou nos palcos no dia 14 de junho de 1992, em um concerto no Teatro Procópio Ferreira. A apresentação era em prol da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí e itens como pratos, talheres, xícaras e aventais podiam ser trocados por ingressos. Conforme o programa daquele concerto, a primeira música apresentada formalmente pela Banda Sinfônica é “Deep River Rhapsody”, de Harold Walters.

Dos 49 instrumentistas que integraram a banda no concerto de estreia, muitos eram alunos. Até então, o convite para tocar ao lado dos professores era algo inédito no Conservatório de Tatuí. “Nessa formação pedagógico-artística, com remuneração, a Banda Sinfônica foi a primeira do Conservatório. A partir dela, a escola foi fazendo o mesmo com outros grupos”, relata o trompetista e professor João José Xavier da Silva, integrante da primeira formação da banda.

Acolher os estudantes e não só manter o padrão de excelência, mas buscar a evolução, tem sido o norte da Banda Sinfônica nestes 25 anos. Dario Sotelo, responsável pelo conjunto desde 1993, afirma que ele vem evoluindo de maneira fantástica muito em virtude do repertório executado: “No início era desenvolvido um programa popular, a exemplo das outras bandas brasileiras. A ideia de expor o conjunto ao repertório internacional foi construindo essa evolução técnico-musical”, explica.

Marcelo Afonso toca requinta na Banda Sinfônica desde a fundação e guarda boa memória dessa época de transição no conjunto. Ele lembra que a primeira obra escolhida por Dario Sotelo era uma sinfonia de Morton Gould. “A gente não tinha muita noção do que era um repertório sinfônico, porque antes das mudanças, no passado, a banda tinha um cunho mais popular. O Dario veio com um trabalho mais sinfônico, porque ele estava em Londres, em contato com orquestras e bandas de lá”, comenta o requintista. Pouco depois o novo regente executou a “Terceira Sinfonia”, de Alfred Reed. “Foi uma coisa doida. É uma sinfonia difícil, mas de uma exuberância fantástica. A banda já começou a ter outra cara”, acrescenta Afonso.

A exigência que até hoje aparenta ser dificuldade é tratada desde 1992 como oportunidade para os alunos. Segundo João José, ela ajuda muito no desenvolvimento dos instrumentistas. “Temos passagens extremamente fortes, explosivas, para logo em seguida fazermos passagens líricas. Para tanto, o músico tem que ter um domínio de técnica instrumental muito grande”.

Madeiras, metais e percussão caracterizam a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Metais, madeiras e percussão: diversidade musical
O foco sinfônico introduzido por Sotelo não significa que o conjunto tenha abandonado a música popular. São justamente as possibilidades sonoras mencionadas pelo trompetista João José que permitem à Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí transitar com muita liberdade e desenvoltura entre os dois gêneros.

Tecnicamente, a Banda Sinfônica é um conjunto de sopros e percussão. A característica principal é a presença dos naipes de madeiras, na qual se destacam a flauta, o oboé, o clarinete, o fagote e o saxofone; e do naipe de metais, com trompete, trombone, trompa, tuba, eufônio, entre outros. Aos instrumentos de sopro somam se os aparelhos de percussão, um universo variado que se cresce ou diminui conforme a obra executada.

Sotelo ressalta que, como um conjunto completo, a Banda Sinfônica pode permear todos os estilos musicais, tanto o sinfônico quanto o popular. “A grande diferença de se fazer isso com um conjunto sinfônico e uma formação menor é exatamente a diversidade de sons que nós encontramos”.

Desta forma, dos mais de dez concertos anuais da Banda Sinfônica, dois costumam ser exclusivos do repertório popular. No dia 20 de abril de 2017, o conjunto executou um programa com obras do compositor argentino Astor Piazzolla, obtendo excelente aprovação do público que lotou o Teatro Procópio Ferreira. “Ainda neste ano teremos um concerto só com música latina”, antecipa o regente.

Dario Sotelo: “Espero que a Banda Sinfônica esteja sempre ligada à formação. Somos parte do Conservatório de Tatuí”
Vinte e cinco anos construindo o protagonismo
Muitos são os aspectos que colocam a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí em posição de destaque nacional. Uma das principais faces do protagonismo é a encomenda de obras de compositores brasileiros – também preservando o equilíbrio entre os gêneros musicais. De acordo com Dario Sotelo, em 25 anos houve mais de 120 encomendas, o que coloca o conjunto da escola como um dos principais incentivadores da produção de obras originais para bandas no país.

Dentre as encomendas, destaque para a “Sinfonia Nº 1”, de Edmundo Villani-Côrtes e a “Sinfonia Nº 1 (Sinfonia Anõia)” de Sergio Vasconcelos Correa – premiada pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) como “melhor obra sinfônica” de 1999. “São duas obras icônicas. Mas há ainda Edson Beltrami, Hudson Nogueira, Ricardo Silva e tantos outros que escreveram obras originais para a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí”, comenta o maestro.

Muitas das músicas encomendadas de compositores brasileiros foram documentadas, através da gravação de oito CDs e um DVD. “Isso também é importantíssimo. Existe no Brasil uma grande tradição das bandas militares, mas poucas gravaram música como nós fizemos”, ressalta Sotelo. Os nomes dos três primeiros discos lançados não deixam dúvidas: “Compositores Brasileiros”, em 1995; “Pró Banda – Compositores Brasileiros” em 1997; e “Arranjadores Brasileiros”, em 2000. A estes trabalhos seguiram-se os CDs “Retratos” (2002); “Pró Banda” (2003); “Do Coração e da Alma – Obras de Hudson Nogueira” (2004); “15 Anos” (2006); e “20 Anos” (2012). Em 2007 houve a gravação do DVD “15 Anos”, com um documentário sobre o grupo e obras de Astor Piazzolla, Tom Jobim e Zequinha de Abreu.

Fora do Brasil a Banda Sinfônica também é reconhecida, tendo executado cerca de cem estreias brasileiras de repertório internacional. A mais recente é “Korn Symphony”, do inglês Peter Meechan, cuja estreia latino-americana aconteceu no dia 8 de abril, em Tatuí. A próxima será “Menu”, do espanhol Carlos Pellicer, que a Banda Sinfônica executará no dia 1º de julho. “Alguns poucos conjuntos, de diferentes partes do mundo, apresentarão essa obra pela primeira vez e nós estamos entre eles”, explica Sotelo.

Ainda no cenário internacional, o conjunto tatuiano tem notoriedade por ter se apresentado com alguns dos mais importantes regentes do mundo. É o caso de Frank Battisti, que trabalhou com Henrique Autran Dourado nos Estados Unidos. Considerado o grande regente dos conjuntos de sopros, ele esteve em Tatuí como convidado de honra da Banda Sinfônica do Conservatório em 2011. Já em 2016, o conjunto recebeu Felix Hauswirth, tido como principal regente da Europa Central. “Assim haveria 20 ou 30 nomes de maestro consagrados que poderiam ser citados”, orgulha-se o titular da banda.
Professores e alunos do Conservatório de Tatuí atuam lado a lado na Banda Sinfônica
Uma banda com a vocação de ensinar
Na época da criação da Banda Sinfônica, o integrante mais jovem era Gerson Brandino, com apenas 13 anos. Dois anos antes ele havia ingressado como aluno do Conservatório e, diante da oportunidade de integrar o novo conjunto, encontrou uma forma prática de aprendizado. “Eu era o mais novo e tinha um pouco de medo de tocar. Ficava sentado lá na ponta, olhando para os professores das primeiras estantes e tentando tocar junto com eles”.

O trompista Rafael Proença é outro integrante do conjunto desde a primeira formação. Ele reforça o papel da Banda Sinfônica, desde o surgimento dela, como referência para os estudantes, inclusive para os que ficavam na plateia. “Naquela época era difícil para os estudantes de Tatuí irem para a capital e assistir apresentações de grupos musicais”. Para o trompetista que ingressou com 13 anos, a oportunidade de estar no palco sustentou uma carreira profissional. “Na época eu era aprendiz e hoje eu sou líder de naipe”, comenta o trompetista, que se tornou professor do instrumento no Conservatório. “Eu acredito que esse sistema de trabalho seja o melhor para o aluno que está iniciando a carreira como músico profissional”, aponta Proença.

Único clarone (clarineta baixo) da atual formação da Banda Sinfônica, Edevandro Bernabé tocava clarinete quando da criação do conjunto. “Logo no início eu comprei um clarone e o regente se interessou. Eu achei que fosse só para um repertório, mas estou tocando clarone até hoje”. Da história de 25 anos, ele destaca o resultado proporcionado pela presença de alunos avançados e a orientação dos professores instrumentistas. “É muito bom ver esse encaixe que a banda proporciona”.

“No início foi uma fase de experiências. Era a primeira vez que a gente estava iniciando um grupo grande. Nós começados do zero mesmo. Hoje a palavra é gratidão, por tudo que eu aprendi na banda como músico e como pessoa”, relata o percussionista Agnaldo Francisco da Silva.

Assim como Brandino, Proença, Bernabé e Silva, Rafael Palaes (o popular Rambinho) integra o conjunto desde o início. Ele também começou como aluno e permanece até hoje na condição de músico profissional e professor. Palaes afirma que um trabalho como o da Banda Sinfônica é muito difícil de ser encontrado em outro lugar do Brasil. “Hoje o nosso repertório é bem difícil e exige muito dos alunos e mesmo de nós profissionais. É realmente uma experiência profissional”, comenta. “Muitos alunos saíram daqui prontos para sentar em qualquer grupo”, acrescente Marcelo Afonso.

Marcelo Afonso, Rafael Proença, João José, Gerson Brandino, Agnaldo Silva, Rafael Palaes e Edevandro Bernabé
A continuidade do modelo de trabalho que marcou os primeiros 25 anos é o que o regente Dario Sotelo almeja para o futuro. “Além disso, espero que a Banda Sinfônica esteja sempre ligada à formação. Somos parte do Conservatório de Tatuí”, ressalta o maestro. O terceiro ponto que ele defende são os projetos ligados às escolas públicas. Neste sentido, também há resultados há comemorar nos primeiros 25 anos.

As ações didáticas com o objetivo de aproximar a música clássica de crianças e adolescentes têm resultado em projetos de grande importância, tais como “Guia Para Banda”, “Villa-Lobos encontra Guarnieri”, “A Vinda da Família Real ao Brasil”, “Momo Precoce”, “Sonho de Criança”, “Stravinsky e seu ballet Petrushka”, “As Estórias de Tião”, entre outros. “São projetos em que há um trabalho prévio em sala de aula e posteriormente os alunos vêm ao Teatro Procópio Ferreira para assistir a um de nossos concertos”, explica Sotelo. Uma nova ação do gênero acontecerá em setembro.

Em outra linha didática, a Banda Sinfônica constou foi o conjunto residente de diversos eventos nacionais e internacionais no Conservatório de Tatuí. Entre os mais importantes, as Conferências Latino-americanas em 2002 e 2004, com as principais bandas do Brasil. Em 2014, dentro das atividades dos 60 anos da escola, realizou o Concurso Nacional de Composição para Banda, reunindo a estreia de 21 obras brasileiras. “Temos ainda o Seminário de Regência, que é um serviço técnico que a Banda Sinfônica oferece ao Brasil inteiro. Em 2016 houve 160 inscritos”, acrescenta Sotelo.

“Quer dizer: a dimensão daquilo que se ensina na Banda Sinfônica está em muitos estratos. Desde a atuação do aluno dentro do conjunto, no aprendizado dele ao lado dos profissionais e ainda na formação de plateia. A partir do momento que nós selecionamos repertório e o apresentamos, forma-se todo um ambiente musical em que a música de banda sinfônica será cada vez mais apreciada”, finaliza Dario Sotelo.

Apoio Cultural – Para a temporada do ano de 2017, o Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e Grupo CCR SPVias.

Carlos Alexandre Martins faz recital de conclusão de curso de viola barroca

Apresentação acontece no dia 30 de maio, às 19h, no Salão Villa-Lobos


O aluno de viola barroca Carlos Alexandre Martins faz recital de conclusão de curso no dia 30 de maio, terça-feira. A apresentação com entrada gratuita acontecerá às 19h, no Salão Villa-Lobos. O curso integra a Área de Performance Histórica do Conservatório de Tatuí, coordenada por Débora Ribeiro.

O concluinte é aluno do professor Juliano Buosi. No recital ele apresentará quatro músicas, sendo a primeira de Giovanni Bassano: “Ricercata Terza 1585”. A segunda peça é “Suíte N°3 para viola solo em dó maior – BWV 1009”, de Johann Sebastian Bach. “Vestiva i colli, sobre o tema de Palestrina”, de Rognoni, é a terceira obra e, a quarta, novamente com Bach, é “Suíte N°2 para viola solo em ré menor – BWV 1008”.

Carlos Alexandre Martins formou-se no Conservatório de Tatuí no curso de viola, sendo orientado pelo professor Carlos Blassioli, e atuou na Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí entre 2013 e 2015. Em 2013 começou a fazer aulas de violino e viola barrocos com Juliano Buosi e participar do Ensemble de Performance Histórica do Conservatório de Tatuí, orientado pelo professor João Guilherme Figueiredo.

Participou dos concursos de cordas do Conservatório nos anos de 2013 e 2014, obtendo primeira colocação em ambos. Em 2015 passou a ter aulas com o professor Renato Bandel no projeto “Jovens Músicos”, em Piracicaba. Esteve no Festival Música nas Montanhas, em Poços de Caldas (MG), nos anos de 2013, 2014 e 2017, participando de masterclasses ministradas por Renato Bandel, Marcelo Jaffé e Betina Stegmann. No ano de 2014 participou do V Feimep, realizado em Piracicaba, tendo aulas com Alexandre Razera e Rudolfo Haken.

Participou do Encontro de Música Antiga da Emesp, de 2014 a 2017, tendo masterclasses com Luis Otávio Santos, Sigiswald Kuijken e Ryo Terakado, e atuando na orquestra do encontro ao lado dos professores do Núcleo de Música da instituição. Participou, em 2016, da oficina de música em Curitiba, tendo masterclasses com Manfredo Kraemer e Rodolfo Richter.

Atualmente participa da Orquestra Barroca da Emesp, grupo formado em 2016 e orientado por Luis Otávio Santos; da Oficina de Música Antiga da Escola Municipal de São Paulo, onde tem aulas de música de câmara e prática de conjunto com Juliano Buosi; e estuda Regência de Banda, no Conservatório de Tatuí, tendo aulas com Dario Sotelo.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Recital de conclusão de curso de viola barroca
Carlos Alexandre Martins, formando
Carlos Blassioli, professor responsável
Débora Ribeiro, coordenação
Data: 30 de maio, terça-feira
Horário: 19h
Local: Salão Villa-Lobos (rua São Bento, 415, Tatuí)
Entrada gratuita
Informações: (15) 3205-8464

Jazz Combo do Conservatório de Tatuí presta homenagem a Victor Assis Brasil

Músicas do compositor e saxofonista carioca serão apresentadas no dia 28 de maio



O compositor e saxofonista carioca Victor Assis Brasil será homenageado pela Jazz Combo do Conservatório de Tatuí em apresentação no domingo, dia 28 de maio. O grupo coordenado por Rodrigo Ursaia tocará sete músicas do homenageado, que morreu em abril de 1981, aos 35 anos, quando estava no auge da carreira.

As obras que integram a apresentação são: “Tema pro Einhorn”, “Waltz for Phil”, “Puzzle”, “Blues for Mr. Saltzman”, “Waltzin”, “Balada Para Nádia”, e “Pro Zeca”. A apresentação acontecerá no Teatro Procópio Ferreira, com início às 18h e ingressos a R$ 12 (R$ 6 para crianças, estudantes, idosos, aposentados e professores da rede estadual).

“Victor Assis Brasil foi um dos grandes instrumentistas da música brasileira. Além disso, as composições dele são uma melhor que a outra. Estudava muito e foi muito importante para a época dele”, afirma o coordenador da Jazz Combo. Além de Rodrigo (saxofone e flauta), o conjunto terá Leo Ferrarini (piano), Felipe Brisola (baixo), Everton Barba (bateria), Lucy B. (voz), Breno Cavalcanti (flauta), Pablo Marques (trompete), Arthur Rita (trombone) e João Lovato (guitarra).

Victor Assis Brasil
Considerado por muitos o maior saxofonista brasileiro de jazz, Victor Assis Brasil teve um irmão gêmeo: o pianista João Carlos. Nascido em 1945, Victor começou a tocar saxofone aos 17 anos, com Paulo Moura. Logo passou a fazer apresentações, inclusive no Little Club, em Copacabana. Nesta época a Bossa Nova estava ganhando popularidade, processo no qual o jovem saxofonista teve importante participação.

Em 1965 Victor passou a tocar no “Clube de Jazz e Bossa”, sendo visto pelo pianista e maestro austríaco Friedrich Gulda, grande apreciador de jazz. Surgiu o convite para que o saxofonista participasse de um concurso internacional de jazz em Viena, onde obteve o terceiro lugar na categoria de saxofone. Aproveitando a viagem, Victor participou do Festival de Berlim, recebendo o prêmio de melhor solista.



Em 1966 ele gravou o primeiro disco, “Desenhos”, tocando ao lado do pianista Tenório Júnior, o jovem contrabaixista Edison Lôbo e Chico “Batera”. O trabalho é caracterizado pela extraordinária capacidade de improvisação do saxofonista e pelas influências de John Coltrane e Phill Woods. Em 1969 ganhou uma bolsa na Berklee School of Music, em Boston, permanecendo cinco anos nos Estados Unidos. Além de aprimorar a técnica e estudar composição e arranjo, e apesar das dificuldades, o carioca apresentou-se ao lado de grandes nomes do jazz local, como Dizzy Gillespie, Jeremy Steig, Richie Cole, Clark Terry, Chick Corea, Ron Carter e Bob Mover.

Voltou para o Brasil como um músico conhecido – mais fora do que no próprio país. Mantendo sempre a linguagem do jazz, Victor conseguia expressar as raízes brasileira e carioca. Depois de “Desenhos”, lançou oito discos, entre os quais “Victor Assis Brasil toca Antônio Carlos Jobim”, em 1970. Após a morte por doença rara, em 1981, a mãe do saxofonista encontrou duas malas trancadas. Em 1988 elas foram entregues ao irmão João Carlos, que descobriu mais de 400 partituras inéditas em seu interior.

Apoio Cultural – Para a temporada do ano de 2017, o Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e Grupo CCR SPVias.

SERVIÇO
Jazz Combo do Conservatório de Tatuí
Homenagem a Victor Assis Brasil
Rodrigo Ursaia, coordenação
Data: 28 de maio, domingo
Horário: 18h
Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)
Informações: (15) 3205-8464

Grupo de Performance do Conservatório de Tatuí faz apresentação no dia 27 de maio

Serão 12 peças que reúnem música, artes cênicas, danças, cenografia e adereços

O Grupo de Performance do Conservatório de Tatuí faz apresentação às 20h deste sábado, dia 27 de maio, no Teatro Procópio Ferreira. Serão 21 participantes, apresentando 12 performances de palco, reunindo música, artes cênicas, danças, cenografia e adereços. A entrada é gratuita.

Dirigido por Míriam Braga e com direção cênica de Dalila Ribeiro, o Grupo de Performance é resultado das atividades da Área de Música de Câmara, reunindo também alunos do Setor de Artes Cênicas. São duas apresentações ao ano, uma a cada semestre. “Este é um grupo artístico que liga a música e as artes cênicas, bem como dois gêneros musicais, o popular e erudito”, afirma Dalila Ribeiro.

“Propõe-se o estudo dirigido da produção musical para conjuntos camerísticos nos diversos períodos da história da música, buscando aspectos da técnica instrumental, da disciplina corporal, da dicotomia tensão/relaxamento, do direcionamento gestual e respiratório em função da melhor performance”, acrescenta Míriam Braga.

Repertório
A abertura e o encerramento, com todos os integrantes do grupo, serão com a obra “Samba Lelê”, do folclore brasileiro. O Quarteto Volta Seca, com Abraham Narrea (violino), Brenda Olivieiri (harpa), Daniele Silveira (violoncelo) e Leticia Felicia (contrabaixo) apresentará “Acorda Maria Bonita, de Antonio dos Santos (Volta Seca) e arranjos de Abraham Narrea. Formado por Jesiel da Rocha Cardoso, Jhonatan Henrique Severiano, Kethin Yasmin da Silva, Isac Batista Lopes Filho, Cleyton Menezes, Caio Cesar Nascimento Ferreira e Maura Jansson, o Grupo de Metais e Percussão tocará a obra “Dois Corações”, de Pedro Salgado.

De responsabilidade da professora Elen Ramos Pires e formado por Samuel Takehara (violino), Heitor Salesse (violino), Leonardo Santos (viola) e Alester Macleuz (violoncelo), o Quarteto Apollo apresentará “Prelúdio e Fuga”, de O. Lacerda. O Trio Misiseilá, de Juan Enrique Santa Cruz (clarinete), Dhydhy Romero Pichilingue (saxofone) e Ernandes Justino (clarone) se apresentará com “Claro de Luna”, de compositor anônimo e arranjo de Cesar A. O professor responsável é Juliano de Arruda Campos.

O Duo Baita Amigos de Violões, formado por Carlos de Moraes Lopes e Rafael Vieira dos Santos, tocará “Inflexão Modinheira”, de Geraldo Ribeiro. Já o Duo Interior de Violões, de Alexandre Hartung Jr. e Pedro Floriano Camargo Santos, participará com “Choro Nº 6”, de Armando Neves e arranjos de Edson Lopes. Os dois duos têm Márcia Braga como professora responsável. Tiago Augusto fará performance solo com o texto Semblante Zumbi, escrito por Caio Nascimento.

O Duo Violão e Voz, com Carlos Eduardo de Souza (violão) e Sarah Arcanjo (voz), apresentará “O mundo é um moinho”, de Cartola. O Quarteto Royale, formado por Sérgio Cuba (1º violino), Angel Arrayo (2º violino), Marina Costa (viola) e Júnior Sartori (violoncelo) tocará duas modinhas compostas por Olivier Toni. O professor responsável é Tiago Almeida.

O Duo Camaleão, que tem Samuel Cartes ao piano e canto de Talitha Lessa, apresentará “Sete cantigas para voar”, composição de Vital Farias e arranjos de Samuel Cartes. Haverá participação especial da contrabaixista Leticia Felicia. O grupo Il Primo Trio, que reúne os cantores Ana Laura de Almeida e Felippe Souza e a pianista Lara Eloísa de Oliveira, fará apresentação com a música “Bess, you is my woman now (Porgy and Bess)”, de Gershwin, G. Professora responsável: Marilane Bousquet.

Apoio Cultural – Para a temporada do ano de 2017, o Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e Grupo CCR SPVias.

SERVIÇO
Grupo de Performance do Conservatório de Tatuí
Míriam Braga, direção geral
Dalila Ribeiro, direção cênica
Data: 27 de maio, sábado
Horário: 20h
Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Classificação livre
Entrada franca
Informações: (15) 3205-8464
O Conservatório de Tatuí é um dos indicados ao Prêmio Governador do Estado, na categoria “música”. Vote e ajude a escola a obter mais esta importante conquista: https://goo.gl/cIcjHy






Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí mostra o início e o fim do Romantismo

Obras de Beethoven e Sibelius serão executadas em concerto no dia 26 de maio



A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí apresentará na sexta-feira, dia 26 de maio, obras “Concerto para Piano Nº 1 em dó maior – Opus 15”, do alemão Ludwig van Beethoven, e “Sinfonia Nº 2 em ré maior – Opus 43”, do finlandês Jean Sibelius. A primeira é dos primórdios do Romantismo e, a segunda, foi composta quando a Europa já se aproximava do fim deste movimento.

“São duas obras de grande envergadura, que podem ser vistas como duas portas, uma de entrada e outra de saída, para a estética musical do século 19”, anuncia o maestro João Maurício Galindo, regente da Orquestra Sinfônica. O concerto, com solo de piano de Domingos Sarto Neto, acontecerá no Teatro Procópio Ferreira, com ingressos sendo vendidos a R$ 12 (R$ 6 para crianças, estudantes, idosos, aposentados e professores da rede estadual). Será o concerto de conclusão do curso de aperfeiçoamento do pianista, que é aluno de Luis Carlos Morales Sanches na área coordenada por Cristiane Blóes.

A peça de Beethoven (1770 – 1827) tem três movimentos: Allegro con Brio / Largo / Rondo – Allegro. Ela data do ano de 1797 e mostra o que estava por vir no século seguinte. “O primeiro movimento, de caráter imponente, e o segundo, introspectivo e solene, já apresentam indícios do Romantismo, que o próprio Beethoven viria a inaugurar em um futuro próximo”.

A segunda obra da noite, de Sibelius (1865 – 1957), tem quatro movimentos: Allegretto / Tempo Andante, ma rubato / Vivacissimo (attacca) / Finale – Allegro moderato. O regente classifica a obra como um verdadeiro monumento de poderosas sonoridades e refinadíssima engenharia musical. “Concluído em 1902, seria uma das últimas grandes sinfonias do Romantismo Musical Europeu, que logo seria sucedido pelos ares da modernidade”, completa Galindo.

“Sinfonia Nº 2” é uma das obras de maior envergadura de Sibelius, que começou a compô-la durante uma viagem à Itália. Galindo vê uma influência clara da cultura deste país sobre a composição do finlandês. “Todas as sinfonias de Sibelius são magníficas e surpreendentes, mas nenhuma delas apresenta o calor emocional desta segunda, que certamente é fruto das emoções vividas pelo compositor naquele que, para muita gente, é o mais belo e caloroso país do mundo”.



Domingos Sarto Neto
Natural de Araçatuba, Domingos Sarto Neto iniciou os estudos de piano em 1991, no Instituto Villa-Lobos de Ensino Artístico, de Adamantina, onde se formou em 1996. Teve como seus mais importantes mestres Luiz Fernando Garcia e Gilberto Tinetti, dos quais recebeu bolsa de estudos integral. Participou de master classes com Belkiss Carneiro de Mendonça, Homero de Magalhães, Yara Bernette (Brasil/Alemanha), Maria José Carrasqueira, Luis Senise, Hans-Walter Stucki e Sylvia Schwarzenbach (Escola Superior de Música de Berna – Suíça) e Beatrice Berthold (Alemanha/Chile).

Esteve em diversos festivais, com destaque ao 24º Festival de Música de Londrina, no qual participou ativamente em recitais solo e de câmara e com a orquestra de bolsistas sob regência de Manfredo Schmidt; e duas edições do Encontro Internacional de Pianistas do Conservatório de Tatuí.

É detentor de 20 prêmios em competições de piano de âmbito nacional e sul-americano, dentre os quais as edições do Concurso Nacional de Piano Paulo Giovaninni, em Araçatuba; Concurso Sul Americano de Piano Estância Turística de Barra Bonita; Concurso Nacional de Piano Morada do Sol, em Araraquara; e Concurso Nacional de Música Brasileira “Maestro Spartaco Rossi”, em Tatuí. Realizou entre 2003 e 2004 a primeira audição e gravações de peças do compositor gaúcho Vitor Peixoto, que lhe dedicou a peça “Toccata Nordeste”.

No Conservatório de Tatuí, vem complementando sua formação voltada à performance através dos cursos de aperfeiçoamento em piano nas modalidades Música Brasileira, Repertório Romântico e Concertos Solistas, sob orientação de Cristiane Blóes, Miriam Braga e Luis Carlos Morales Sanchez, respectivamente. Também é integrante da equipe de pianistas correpetidores do Conservatório de Tatuí, atuando no setor de sopros/madeiras desde 2015.

Com o Trio Élégiaque, em 2016, venceu o VII Prêmio de Música de Câmara. No mesmo ano, como parte da programação do Concurso Interno de Piano do Conservatório de Tatuí, apresentou a palestra “Chopin – Vida, obra, época e ambiente”. Apresentou-se em recitais solo nos estados de São Paulo (MuBe, Theatro Municipal, Sala São Luiz, Conservatório Souza Lima), Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí
João Maurício Galindo, regência
Domingos Sarto Neto, piano
Data: 26 de maio, sexta-feira
Horário: 20h
Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)
Informações: (15) 3205-8464
O Conservatório de Tatuí é um dos indicados ao Prêmio Governador do Estado, na categoria “música”. Vote e ajude a escola a obter mais esta importante conquista: https://goo.gl/cIcjHy

Feira do Tricô do Fusstat começa no dia 8 de junho

Feira do Tricô é realizada através de uma parceria com tricoteiras de Tatuí.



Nos dias 8, 9 e 10 de junho acontecerá a Feira do Tricô, uma parceria das tricoteiras de Tatuí e do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT).

O evento acontecerá na sede do FUSSTAT, que fica no Centro Cultural localizado na Praça Martinho Guedes, a Praça da Santa. Será possível adquirir diversas peças feitas em tricô, como blusa, cachecol, polainas, meias, ponchos e enxoval infantil. A renda será revertida para as tricoteiras de Tatuí.

No local também funcionará o tradicional Café Solidário, com deliciosas tortas, pães, bolachinhas, docinhos e café preparados pela Padaria Artesanal do FUSSTAT.

Na quinta e sexta-feira, dias 8 e 9, o bazar funcionará das 9h às 21h, e no sábado, dia 10, das 9h às 18h.

Novos bairros de Tatuí terão coleta de materiais recicláveis a partir do dia 30

A Cooperativa está situada na Rua Luiz de Camargo Barros, Km 127, bairro São Cristóvão.

A Cooperativa de Reciclagem de Tatuí passará a recolher os materiais recicláveis de novos bairros a partir da próxima terça-feira, dia 30 de maio.

As terças-feiras os bairros que receberão o caminhão da coleta seletiva são: Vila Esperança, São Cristóvão, Jardim Tóquio, Europark, Jardim Juliana, Vila Angélica, Jardins de Tatuí e Jardim Aeroporto. As quartas-feiras: Vale dos Lagos, Enxovia, Congonhal, Rio das Pedras e Lagoa Vermelha (de 15 em 15 dias). As quintas-feiras: Fundação Manoel Guedes, Jardim Mantovani, Jardim Saba e Jardim São João. As sextas-feiras: CDHU ao lado do Jardim Wanderley, Residencial Atlanta e Jardim Planalto.

Os moradores dos novos bairros contemplados poderão separar para a coleta seletiva papel (jornal, revista, papelão, papel branco ou colorido, caixinha de leite), vidro (garrafa, pote e frascos), plástico (embalagens de produtos de limpeza, garrafa pet, sacola plástica, potes de margarina), metal (latinha de alumínio, lata de aço, lata de óleo, lata de molho de tomate), lixo eletrônico (computador, celular, televisão, rádio) e óleo vegetal.

Vale lembrar que na Cooperativa de Reciclagem é possível levar além dos materiais recicláveis, eletrônicos, pneus, madeiras, sofás, colchão, lâmpadas e pilhas. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. A Cooperativa está situada na Rua Luiz de Camargo Barros, Km 127, bairro São Cristóvão. Mais informações com Célia pelo telefone (15) 9-9660-0208 ou com Cíntia pelo telefone (15) 99727-9413.

Semana do Meio Ambiente volta a ter eventos no Parque Ecológico Municipal Maria Tuca.

DEFINIDA A PROGRAMAÇÃO OFICIAL DA SEMANA DO MEIO AMBIENTE


A Prefeitura de Tatuí, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, definiu a programação da Semana do Meio Ambiente, que acontecerá de 2 a 13 de junho, com atividades educativas, recreativas e culturais. O objetivo do evento é que o maior número de pessoas tenha acesso a informações ambientais de relevância para o município, a fim de preservar e melhorar o ambiente onde vivemos.

As atividades começam no dia 2 de junho, sexta-feira, com atividades de educação ambiental e conhecimento sobre todas as funções e necessidades de um viveiro de mudas nativas. A ação será feita no Viveiro de Mudas Municipal, pelo Setor de Educação Ambiental junto com os adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas do Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS).

O Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, será comemorado com a abertura oficial da Semana. O Setor de Educação Ambiental realizará uma palestra sobre Biodiversidade e uma oficina de origamis aos idosos do Projeto Envelhecer com Qualidade de Vida, mantido pelo Fundo Social de Solidariedade de Tatuí, o FUSSTAT. O evento será das 9h às 11h, no Parque Municipal Ecológico Maria Tuca. Neste dia também estarão no Parque Maria Tuca cerca de 100 alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio do Colégio Bem Me Quer Positivo, realizando uma trilha ecológica e o plantio de mudas, com apoio e parceria da Prefeitura Municipal.

Outra atividade da Semana do Meio Ambiente que está acontecendo nos terceiros anos do Ensino Fundamental das Escolas Municipais “Prof. Firmo Antonio de Camargo Del Fiol”, “Prof. José Galvão Sobrinho” e “Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol” é um concurso de desenhos com o tema “Animais e seus Habitats”. Cada escola selecionará 25 alunos que tenham feitos os melhores desenhos e, no dia 5 de junho, fará uma exposição com os mesmos no Parque Municipal Ecológico Maria Tuca. Como prêmio do concurso os 75 alunos selecionados participarão, também, de uma trilha ecológica com a professora Inajara. Após a trilha, as crianças farão atividades físicas ambientais, com o Setor de Educação Ambiental: um Circuito dos Resíduos, onde irão coletar as imagens de lixo espalhadas pelo caminho; uma Queimada na Floresta, jogo de queimada com explicação sobre o quanto as queimadas são prejudiciais; e um Tatu Sai da Toca, brincadeira sobre biopirataria e caçadores. Terminando as atividades físicas ambientais os alunos receberão um lanche no local da exposição de seus desenhos e terão uma breve explicação sobre os animais e seus habitats. Depois do lanche, partirão para o plantio de seis mudas no Parque Maria Tuca, sendo duas mudas para cada escola. Para concluir o passeio serão entregues cartilhas da Campanha Abrace Tatuí e da Educação Ambiental.

Já no dia 6 de junho, terça-feira, acontece no auditório do CEU das Artes a entrega dos certificados aos alunos do Núcleo de Educação Básica Municipal (Nebam) que participaram do programa Aprendizes da Sustentabilidade, promovido pelo Setor de Educação Ambiental. O projeto começou em março e abordou atividades sobre quatro temas: água, resíduos sólidos, biodiversidade e arborização. Serão 20 alunos certificados no período da manhã, das 9h às 11h, e mais 23 alunos no período da tarde, das 14h às 16h.

Na quarta-feira, dia 7, às 14h, será o Lançamento da Primeira Nascente Modelo de Tatuí, situada no Bairro Santa Cruz. O local abriga a nascente mais preservada do município. O ato contará com a presença dos alunos do curso de Meio Ambiente da ETEC “Sales Gomes”.

No dia 8 de junho, no período da tarde, mais 94 alunos, aproximadamente, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental do Colégio Bem Me Quer Positivo irão ao Parque Municipal Ecológico Maria Tuca. Lá participarão de uma trilha ecológica, do plantio de mudas e das atividades físicas ambientais: Circuito dos Resíduos, onde irão coletar as imagens de lixo espalhadas pelo caminho; Queimada na Floresta, jogo de queimada com explicação sobre o quanto as queimadas são prejudiciais; e Tatu Sai da Toca, brincadeira sobre biopirataria e caçadores. Para concluir o passeio serão entregues cartilhas da Campanha Abrace Tatuí e da Educação Ambiental.

No dia 9 de junho, sexta-feira, acontecerá a doação de mudas de espécies nativas e frutíferas do Viveiro de Mudas Municipal. Técnicos da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente estarão, das 9h às 11h, distribuindo 140 mudas no Chafariz da Praça Olívio Junqueira, em frente à Prefeitura Municipal, e mais 60 mudas no Poupatempo.

Outro evento que promete agitar a Semana do Meio Ambiente é o Pedaleco, organizado pela ETEC Sales Gomes, com apoio da Prefeitura Municipal, no dia 11 de junho, domingo. O tradicional passeio ciclístico da ETEC terá a concentração na Praça Paulo Setúbal, conhecida como a Praça do Barão, às 9h, e irá percorrer as ruas da cidade até o Jardim Alvorada, onde haverá o plantio de 100 mudas ao redor da nascente do afluente do Ribeirão do Manduca. A inscrição poderá ser feita no dia do evento, bastando levar 1 litro de leite em prol do Banco de Alimentos de Tatuí.

O encerramento das atividades relacionadas ao Meio Ambiente será com um evento intermunicipal. No dia 13 de junho, às 9h, na Sala do Pregão do Paço Municipal, haverá uma capacitação sobre Licenciamento Ambiental para os técnicos ambientais dos sete munícipios da região de Tatuí (Porangaba, Guareí, Tatuí, Cesário Lange, Quadra, Cerquilho e Boituva) que integram o programa Munícipio Verde Azul. A capacitação será ministrada pela engenheira ambiental Daiane Aparecida Bueno dos Santos Machado, coordenadora do Setor de Licenciamento e Controle Ambiental de Tatuí.

Semana do Meio Ambiente - A Semana do Meio Ambiente é comemorada devido ao Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho. Esse dia foi escolhido pela ONU (Organização das Nações Unidas) durante a Conferência de Estocolmo, na Suécia, pois foi a partir dessa Conferência que se iniciou uma mudança no modo de ver e tratar as questões ambientais ao redor do mundo, além de serem estabelecidos princípios para orientar a política ambiental em todo o planeta. 

Agenda da Cidade

Festival do Minuto - Cinema Ponto MIS
Museu Paulo Setúbal
De terça-feira (23) a domingo (28), das 9h às 17h

Terça-Feira - Projeto Terça Autoral
Toda terça-feira, à noite, no A Fábrica Pub - Avenida das Mangueiras, próximo ao Paço.
Música autoral ao vivo - Artistas diversos 

Quinta-Feira - Feira Noturna do Produtor
Toda quinta-feira, a partir das 17 horas, na praça da Concha Acústica
Organização da Cooperativa Agrícola de Tatuí

Exposição de livros de Chiquinha Rodrigues e Paulo Setúbal
Biblioteca Municipal de Tatuí - Centro Cultural - Praça do Pinheirão
De 04 a 31 de maio

5º Seminário de Regência do Conservatório de Tatuí
Matthew George, maestro convidado
Dario Sotelo, coordenação
Datas: de 15 a 18 de agosto
Local: Conservatório de Tatuí (rua São Bento, 415, Tatuí)
Inscrições: R$ 30
Informações: (15) 3205-8464

3ª Semana de Performance História
Débora Ribeiro, coordenação
Datas: de 22 a 26 de maio
Horários diversos

Local: Salão da Unidade 2 (rua São Bento, 808, Tatuí)
Entrada franca nos recitais
Contato: (015) 3205-8464

Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí
João Maurício Galindo, regência
Domingos Sarto Neto, piano
Data: 26 de maio, sexta-feira
Horário: 20h

Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)
Informações: (15) 3205-8464

Exposição Dia do Artista Plástico
Centro Cultural de Tatuí - Praça do Pinheirão
De 26 de maio a 25 de junho.

Grupo de Performance do Conservatório de Tatuí
Míriam Braga, direção geral
Dalila Ribeiro, direção cênica
Data: 27 de maio, sábado
Horário: 20h

Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Classificação livre
Entrada franca
Informações: (15) 3205-8464

Jazz Combo do Conservatório de Tatuí
Homenagem a Victor Assis Brasil
Rodrigo Ursaia, coordenação
Data: 28 de maio, domingo
Horário: 18h

Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)
Informações: (15) 3205-8464

Sábado - Projeto Música na Praça
Todo sábado, pela manhã, no coreto da Praça da Matriz
Apresentações musicais - grupos diversos.

Dia 27/05 - Banda Jovem Pró-Arte de Tatuí

II Festival Interno de Canção da Fatec Tatuí
30 e 31 de maio - A partir das 19h
Auditório da Fatec Tatuí

Recital de conclusão de curso de viola barroca
Carlos Alexandre Martins, formando
Carlos Blassioli, professor responsável
Débora Ribeiro, coordenação
Data: 30 de maio, terça-feira
Horário: 19h

Local: Salão Villa-Lobos (rua São Bento, 415, Tatuí)
Entrada gratuita
Informações: (15) 3205-8464

Dia do Desafio: Tatuí x Votorantim
31 de Maio
Caminhada pela manhã, na Avenida das Mangueiras.
Praça da Matriz, nos períodos da manhã e da tarde, haverá um palco de eventos relacionados com futebol, vôlei, basquete, skate, crossfit, slackline, judô, karatê, boxe e dança.
À noite, festa com apresentações de dança e banda para encerrar a participação do município.

7º Fatec Games
03 de junho - Das 11 às 19h
Local: Fatec Tatuí

Campeonato Vale do Tietê de Hipismo - IV Etapa de Salto
04 de junho de 2017
Centro Hípico de Tatuí
Rodovia Senador Laurindo Minhoto, km 24,5 - Trevo da Ceagesp, Tatuí
Promoção: Abhir - Associação Brasileira dos Cavaleiros de Hipismo Rural

Feira do Tricô e Café Solidário
Dias 8, 9, das 9 às 21 horas, e dia 10 de junho, das 9 às 18 horas.
Local: Centro Cultural de Tatuí.

Doação de mudas de espécies nativas e frutíferas do Viveiro de Mudas Municipal.
Semana do Meio Ambiente.
Dia 9 de Junho, das 9 às 11 horas.
Local: Praça do Chafariz e Poupatempo.

Pedaleco - Passeio Ciclístico e plantio de mudas.
Semana do Meio Ambiente
Dia 11 de junho, domingo, às 9 horas.
Concentração: Praça Paulo Setúbal (Quintal do Saber), a Praça do Barão.
Plantio: Margem do Ribeirão do Manduca, no Jardim Alvorada.
Inscrição no dia do evento. Levar 1 litro de leite em prol do Banco de Alimentos de Tatuí.
Organizado pela ETEC Sales Gomes

Dia 25. Parabéns, hoje é o seu Dia!

Odailson Toth

Luciane Caresia

Beatriz Bia

Junior Vaz
Vanessa Estevão
Thiago C. Ribas

Michele Barros de Oliveira

Fatec de Tatuí promove o II Festival Interno de Canção nos dias 30 e 31

O evento, com entrada gratuita, terá a participação de artistas locais.

Com o objetivo de revelar novos talentos e proporcionar lazer cultural gratuito, a Faculdade de Tecnologia de Tatuí, por meio do curso de Tecnologia em Produção Fonográfica, realizará nos dias 30 e 31 de maio, o II FICA (Festival Interno de Canção). Na oportunidade, serão apresentadas composições autorais que disputarão o prêmio da gravação de um EP em estúdio e assessoria profissional para lançamento digital.

Os participantes serão avaliados pelo júri convidado, composto por nomes como Alê Gaiotto, produtor vencedor do Grammy Latino com o álbum de Chitãozinho e Xororó - 40 Anos Sinfônico na categoria Melhor Álbum Sertanejo de 2012, Marcelo Segreto e da cantora e compositora Larissa Baq. 

O evento será apresentado por Tchello Gaspa e Ananda Roda e, ainda contará com participação da Nossa Trupe Teatral e shows ao vivo de Chu Diniz (vencedor da primeira edição do FICA) com a participação do gaitista Igor Kasuya, Conrado Bragança (TOP 4 do reality X-Factor Brasil) e do rapper Visel MC.

A entrada para o II FICA é gratuita. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3205-7780 ou, pelo e-mail: nucleoprocult@gmail.com . A Fatec Tatuí está localizada à Rodovia Mário Batista Mori, 971, Jardim Aeroporto.

EVENTO
II Festival Interno de Canção da Fatec Tatuí
DATA
30 e 31 de maio
HORÁRIO
A partir das 19h
LOCAL
Auditório da Fatec Tatuí

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Fatec Tatuí realiza o 7º Fatec Games

Evento reunirá diversas atrações no sábado, dia 03 de junho.

No sábado, dia 03/06, das 11 às 19h, a Faculdade de Tecnologia “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo” (Fatec Tatuí) promove a sétima edição do Fatec Games. Entre as atrações, estão programados campeonatos, caricaturas e tudo que remete à cultura Geek. Além disso, haverá apresentações musicais com artistas da região.

Segundo um dos organizadores do Fatec Games, Professor Lucas Meneguette, o evento deste ano reunirá tudo o que os amantes dos jogos gostam de ver e jogar. “Vai rolar ‘freeplay’ de jogos clássicos: Counter-Strike 1.6, Just Dance, Hearthstone, Need for Speed: Most Wanted, Smash Bros. e outros. Outro destaque são os campeonatos de LoL, Hearthstone, Injustice 2 e FIFA 17”.

A entrada para o 7º Fatec Games será um quilo de alimento não perecível (preferencialmente café e açúcar), que será doado à Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José, em Tatuí. Para os campeonatos, os participantes devem doar mais um quilo de alimento. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3205-7780. A Fatec Tatuí está localizada à Rodovia Mário Batista Mori, 971, Jardim Aeroporto.

EVENTO
7º Fatec Games
DATA
03 de junho
HORÁRIO
Das 11 às 19h
LOCAL
Fatec Tatuí                                                          

Fatec de Tatuí oferece 380 novas vagas

Interessados podem se inscrever até 12 de junho. Taxa de inscrição custa R$ 75.

A Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec) de Tatuí oferece 380 novas vagas. As inscrições podem ser feitas até às 15h de 12 de junho (confira os cursos abaixo).

Para concorrer a uma das vagas o candidato deve ter concluído ou estar cursando o ensino médio. As inscrições deverão ser feitas pelo site da Fatec onde o candidato deve preencher a ficha de inscrição e o questionário socioeconômico, e pagar o boleto referente a taxa de inscrição de R$ 75.

No ato da inscrição é possível escolher duas opções de curso. O candidato com deficiência, que precise de condições especiais para fazer a prova, deve mencionar sua necessidade na ficha de inscrição, além de encaminhar um laudo médico, emitido por um especialista.

O manual do candidato com todas as normas e orientações para o processo seletivo está disponível no site para download gratuito.

Cursos:

Automação Industrial:
40 vagas (tarde)
40 vagas (noite)

Gestão da Tecnologia da Informação:
40 vagas (manhã)
40 vagas (noite)

Gestão Empresarial:
40 vagas (tarde)
40 vagas (noite)
20 vagas (ensino a distância)

Manutenção Industrial:
40 vagas (manhã)
40 vagas (noite)

Produção Fonográfica:
40 vagas (tarde)

Comédia israelense 'Aviva, Meu Amor' é atração no Sesi Tatuí

Filme será exibido nesta quinta-feira (25). Entrada é gratuita e a classificação livre para todas as idades.

Por G1 Itapetininga e Região 24/05/2017 10h10

Filme 'Aviva, Meu Amor' tem exibição gratuita nesta quinta-feira em Tatuí (Foto: Divulgação)

O filme israelense “Aviva, Meu Amor” será atração no Sesi em Tatuí nesta quinta-feira (25). A sessão faz parte do projeto Cine Sesi-SP no Mundo. Durante os meses de maio e junho o projeto trouxe diversos filmes que mostram a vida no Oriente Médio.

Em Tatuí, o filme será exibido às 14h. A entrada é gratuita e o filme é livre para todas as idades.

A comédia acompanha Aviva, uma cozinheira que está cansada de seu trabalho e decide se dedicar à escrita. Com ajuda de um escritor famoso, ela transforma contos de conflitos em histórias onde seus personagens têm que costurar belos vestidos enquanto suas cabeças se transformam em melancia.

Serviço:
Data: 25 de maio - Horário: 14h
Local: Sesi – Avenida São Carlos, 900, Vila Doutor Laurindo

Concurso no Conservatório de Tatuí tem vaga para jornalista ganhar mais de R$ 7 mil


A Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí abriu concurso para a contratação de um gerente de comunicação. O processo seletivo prevê o pagamento de R$ 7.410,57 por 40h de trabalho por semana. Para se candidatar, é preciso ter superior completo em jornalismo, seis meses de experiência em impresso e residir ou ter disponibilidade para morar em Tatuí, no interior de São Paulo.

O processo seletivo aceita inscrições até quarta-feira, 24. Para participar, o candidato deve acessar a ficha de inscrição neste link e preencher de forma digital. Feito isso, é necessário anexar cópia simples do RG, CPF, comprovante de experiência mediante registro em carteira de trabalho, declaração de tempo de serviço e de escolaridade. Todos os documentos devem ser reunidos e encaminhados à Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí pelo correio (via Sedex) para o seguinte endereço: Rua São Bento, nº 415, Centro, Tatuí – SP, CEP 18270-820, com a seguinte referência: “Processo Seletivo 2017– Gerente de Comunicação – Inscrição”. Os interessados podem fazer a postagem até a data limite de inscrição.

O cronograma do processo seletivo inclui etapa de verificação dos requisitos obrigatórios, contagem e pontuação da experiência profissional e titulação acadêmica, prova escrita e prova oral. O conteúdo das provas são: língua portuguesa, língua inglesa, informática e redação. Todo o processo deve ter data final entre 12 e 20 de junho deste ano, quando a associação vai revelar em seu site o nome do profissional escolhido.

O jornalista aprovado terá como principais atribuições se reportar à diretoria executiva em cargo de confiança, coordenar atividades dos profissionais ligados à imagem e comunicação, organizar notícias a serem difundidas, planejar a distribuição de informações, abastecer os bancos de dados da associação e avaliar o resultado do trabalho.

Para conhecer todos os detalhes do edital, clique aqui.

Dia 24. Parabéns, hoje é o seu Dia!

Ivonete Bachega

Victória Sabrina

Renan de Moura Ferraz

Buracos na Estrada do Congonhal dificultam a vida de motoristas: 'Intransitável', diz moradora

Prefeitura diz que fará reparos no local.

Por G1 Itapetininga e Região 24/05/2017 08h23

Moradores de bairro em Tatuí sofrem com falta de manutenção das ruas

Buracos na estrada de terra que liga o bairro Congonhal, na zona rural de Tatuí, ao centro da cidade estão preocupando motoristas. É frequente o número de carros e caminhões que ficam atolados. A auxiliar de enfermagem Maria Nanci Mota Ribeiro é um exemplo de quem teve problemas ao passar pela via recentemente. Em um dia de chuva, o carro dela atolou e só saiu com a ajuda de um trator. “Tivemos que chamar o vizinho com trator. Não dá para ter sossego, está intransitável a estrada”, reclama.

A Prefeitura de Tatuí afirma que há uma equipe de reparos em estradas rurais que desde março trabalha na recuperação das estradas. No Bairro Congonhal a previsão de reparos é para o início do segundo semestre, diz a prefeitura.

Enquanto os reparos não são feitos, até quem passa com caminhão pela estrada sofre. É o caso do feirante Rafael Shitara. Ele precisa ir ao Centro toda semana para vender os produtos colhidos na propriedade dele. Mas só na semana passada, o caminhão dele caiu duas vezes nos buracos.

“A gente tentou passar durante a chuva, mas o caminhão veio a escorregar caiu de tal forma que não conseguia colocar a mãe em cima do baú do meu caminhão. Tive um prejuízo calculado de mais de R$ 500. Aí o lucro que tive na feira acabou virando prejuízo com o que tive de gastar com o caminhão”, lamenta.

Caminhão do feirante Rafael Shitara atolou duas vezes em uma semana na estrada (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Tatuí e Iperó fazem a festa pela Copa Record de Futsal Feminino

Em Boituva, moradores ficam atentos com capivaras após mortes por febre maculosa

Motivo é que animal é ligação entre carrapato transmissor da doença e humanos. Duas pessoas morreram pela febre em um ano.

Por G1 Itapetininga e Região 23/05/2017 20h08

Após casos de febre maculosa, moradores em Boituva se atentam às capivaras

As duas mortes causadas por febre maculosa em um ano em Boituva (SP) estão fazendo com que a população fique atenta às capivaras. Isso porque os animais são a ligação entre o carrapato que transmite a doença e os humanos. A enfermeira da Vigilância Epidemiológica Rejane Barros orienta:

“Queremos alertar a população. Se a pessoa vai para uma área onde tem capivaras, ela deve ficar atenta. Se aparecer um carrapato no corpo precisa tirar sem espremer, girando o inseto e descartá-lo no vaso sanitário. Também olhar bem as roupas para ver se não há carrapatos grudados”, alerta.

A Secretaria de Saúde do Estado classificou o município como área de risco de transmissão da doença. O último caso aconteceu em janeiro deste ano e chamou atenção pela vítima trabalhar próximo à região da primeira que morreu da doença, no Bairro Chácara dos Pinhais.

Carrapatos transmitem doença de capivaras infectadas a humanos (Foto: Reprodução/ TV TEM)

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato estrela, depois que ele pica um animal já infectado pela doença, normalmente uma capivara e, em seguida, entra em contato com o ser humano. Ano passado, 36 pessoas morreram no estado de São Paulo depois de pegarem a febre maculosa. Este ano, três mortes já foram registradas.

Depois que a Prefeitura de Boituva foi notificada, uma campanha de prevenção está sendo elaborada para orientar moradores e visitantes que frequentam os mesmos espaços em que os mamíferos costumam aparecer.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica Rejane Barros explica que os sintomas da febre maculosa podem levar de 12 a 14 dias para se manifestarem e, muitas vezes, são confundidos com os da meningite ou até dengue. Febre alta, dor de cabeça, perda de apetite, náusea ou vômito, manchas vermelhas na pele, olhos vermelhos ou sensíveis à luz são os principais.

Carrapato estrela é o transmissor da febre maculosa. Inseto transmite a doença após picar capivara infectada (Foto: Reprodução/TV Tem)

Medidas simples podem ser adotadas para evitarem a transmissão da doença, mas a principal é evitar os locais onde se tem o conhecimento da presença de capivaras.

"Locais onde não há esse animal, não tem problema. Mas se precisar frequentar essa área, tem que olhar bem para seu corpo e roupa. De preferência, se você mora num lugar com capivaras próximo, deixar o mato sempre roçado, bem baixinho, assim é mais difícil para o carrapato grudar no seu corpo ou no pelo de algum animal", diz a enfermeira.

Capivaras costumam ficar em áreas de mata com água (Foto: Reprodução/ TV TEM)

A febre maculosa tem cura desde que o tratamento seja feito nos primeiros dois ou três dias do surgimento dos sintomas. Atraso no diagnóstico pode provocar complicações graves, como comprometimento do sistema nervoso central, rins e pulmões, podendo levar a morte. Ainda não existe vacina contra a doença.

"Geralmente em sete dias já aparecem os primeiros sintomas. É importante avisar ao profissional de saúde que se esteve em área com capivaras porque também faremos um trabalho com os profissionais da área médica para pensarem em febre maculosa”, esclarece Rejane.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Tatuí recebe projeto 'Viagem Literária

Ação conta com apresentações em bibliotecas municipais e comunitárias até 2 de junho na região.

Por G1 Itapetininga e Região

Programa Viagem Literária vai ser promovido na região até 2 de junho (Foto: Divulgação/ Secretaria da Cultura de São Paulo)
O projeto “Viagem Literária” continua nesta semana na região. Nesta quarta-feira (24) a cidade que recebe a ação é Tatuí. A Biblioteca Brigadeiro Jordão receberá o grupo Poesia Viral, que apresenta o espetáculo “Aldeia de Histórias” em dois horários: 10h e 14h. A participação é gratuita.

O intuito da apresentação é promover a troca de saberes e difusão das tradições indígenas por meio de três contos: “A Barca da Tartaruga”, “O Caso do Jabuti” e o “Esperto Carumbé”. As sessões gratuitas são realizadas até 2 de junho em bibliotecas de Boituva (SP), Salto de Pirapora (SP), Taquarituba (SP) e Alambari (SP).

Tatuí
Poesia Viral apresenta “Aldeia de Histórias”
Data: 24 de maio às 10h00 e às 15h00
Local: Biblioteca Brigadeiro Jordão
Endereço: Praça Martinho Guedes, 12 - Centro - Tatuí/SP.

Veja as vagas de emprego disponíveis no PAT de Tatuí

O PAT é um órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social.

O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Tatuí (PAT) tem vagas de emprego. São elas: 
  1. jardineiro (duas vagas); 
  2. auxiliar de jardineiro (duas vagas); 
  3. mecânico de caminhões (uma vaga).
O PAT é um órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social. O atendimento ao público é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, na Rua Adauto Pereira, nº 325, na Vila Minghini. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4766.

Idosos que recebem o BPC devem estar no Cadastro Único e mantê-lo atualizado

Para mais informações, basta ligar, gratuitamente, no telefone 0800-707 2003.


O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário divulgou nesta semana que todos os idosos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem estar inscritos no Cadastro Único e mantê-lo atualizado, para que o benefício seja mantido e para acessar outros programas e benefícios, tais como Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso.

O não cadastramento, ou a não atualização do cadastro, pode acarretar na perda do benefício. Portanto, o responsável pela família deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social - (CRAS) no mês de aniversário do idoso, levando o CPF de toda a família. Se o aniversário tiver passado, o cadastro já pode ser feito. O prazo vai até o dia 31 de dezembro de 2017.

Para mais informações, basta ligar, gratuitamente, no telefone 0800-707 2003.

O que é o BPC - O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um benefício assistencial no valor de um salário mínimo para o idoso a partir de 65 anos e a pessoa com deficiência. Para recebê-lo, é obrigatório que a família esteja inscrita no Cadastro Único.

A família do idoso ou da pessoa com deficiência deve comprovar ser incapaz de prover sua manutenção, a renda da família dividida pelo total de pessoas tem que ser menor do que um quarto do salário mínimo, o idoso deve comprovar ter 65 anos ou mais de idade (não é preciso ter contribuído para a Previdência). Também, a família do idoso ou da pessoa com deficiência deve estar inscrita no Cadastro Único e manter os dados atualizados sempre que houver modificação na família ou no período máximo a cada dois anos. Tudo isso é verificado no momento do pedido do benefício no INSS.

Banda Jovem da Pró-Arte se apresenta no sábado no “Música na Praça”

Marcelo Afonso é o regente da Banda Jovem da Pró Arte.


No sábado, dia 27, a Banda Jovem da Pró-Arte de Tatuí, regida por Marcelo Afonso, será a grande atração do projeto Música na Praça, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Turismo, Lazer e Juventude da Prefeitura de Tatuí. A apresentação será às 11h, na Praça da Matriz, e integrará o Dia do Brincar, produzido pela Secretaria da Educação.

A Banda Jovem da Pró-Arte é o resultado final do ingresso de crianças e adolescentes no aprendizado musical dentro da Associação Cultural “Pró-Arte” de Tatuí. Nos últimos anos, a Banda tem realizado apresentações em Tatuí e em outros municípios e, por onde passou, foi muito aplaudida, tornando-se referência para as autoridades locais tomarem o grupo como modelo. O grupo já participou do Concerto de Encerramento do Master Class, com os professores D. Tadeu Coelho - USA e Judith Saxton - USA, em 2015, do Concerto no Festival de Inverno de Boituva, também em 2015, e do Rock Sinfônico “Legião Urbana in Concert”, no ano de 2016. Os alunos que participam da banda, também auxiliam nas atividades com alunos novos, proporcionando assim, o avanço mais rápido na formação das próximas turmas.

Tatuí conquista recurso para construção de um Centro de Triagem de Material Reciclável

O contrato prevê recurso de R$ 312 mil para construção de um Centro de Triagem de Material Reciclável.


Na sexta-feira (19), a prefeita Maria José Vieira de Camargo assinou no Paço Municipal contrato com o Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), no valor de R$ 312.844,50, recurso para a construção de um Centro de Triagem de Material Reciclável.

Os recursos foram conquistados através de projeto aprovado no Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Sorocaba e Médio Tietê. “Temos que pensar no futuro e para melhorar a coleta de reciclados (sic), temos que avançar e nos organizar. Este é o primeiro passo para nos reorganizarmos. Para 2017, temos outros projetos importantes no Fehidro, de onde aguardamos boas notícias”, destacou a prefeita Maria José.

Na reunião do secretariado, na segunda-feira (22), o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Célio Valdrighi, revelou que há estudos para que este Centro de Triagem de Material Reciclável tenha foco para os materiais descartáveis ou inservíveis relacionados a eletrônicos. O local onde será implantado o Centro de Triagem está sendo estudado pela secretaria e deve ser anunciado em breve.