Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Pilar do Sul: Suspeito de sequestrar mulher e filha envia vídeos para família e nega crime

Moradora de Pilar do Sul de 18 anos, e a filha de 8 meses, estão sumidas há mais de 20 dias. Vídeos e fotos foram enviadas para familiares pelo suspeito; caso está sendo investigado pela DIG de Sorocaba.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Suspeito de sequestrar mulher e filha de ex-funcionário envia vídeos para família

27/11/2018 | O suspeito de sequestrar a jovem de Pilar do Sul (SP) Tainá de Queiroz Mendes, de 18 anos, e a filha dela, Sofia Helena da Silva, de apenas 8 meses, enviou vídeos e fotos para a família do marido de Tainá alegando que as duas estão bem e que não foram sequestradas.

Tainá e a filha estão sumidas desde o dia 3 de novembro. O marido da jovem, Raul Kennedy da Silva, de 19 anos, registrou boletim de ocorrência em relação ao desaparecimento, mas suspeita que o ex-patrão Luis Fernando Lourenço tenha sequestrado as duas.

De acordo com Raul, os vídeos foram encaminhados por Luís Fernando para ele e parentes logo após o desaparecimento da esposa e filha.

Policiais civis de Pilar do Sul ligaram para Luís no número usado por ele para enviar as mensagens. O suspeito disse que as duas estavam bem, mas não contou onde estavam. Depois, policiais e familiares não conseguiram mais contato.

Nas imagens é possível ver Tainá deitada em uma cama ao lado da filha. O homem que filma é o suspeito. Ele faz questionamentos e Tainá responde.

Confira a transcrição da conversa:

- Luís: Você tá bem?
- Tainá: Tô.
- Luís: Não, bem ou não. Seja sincera...
- Tainá: Tô bem
- Luís: Bem ou mais ou menos?
- Tainá: Bem
- Luís: Está sendo maltratada?
- Tainá: Não
- Luís: Está feliz?
- Tainá: Tô
- Luís: Não saiu do meio da humilhação?
- Tainá: Saí
- Luís: Você só está comigo agora por quê? Era para você estar na casa. O que aconteceu?
- Tainá: Mandaram eu ir embora
- Luís: Falaram que eu tinha quanto tempo pra te tirar da casa? Quando foi que eu recebi a ligação que estávamos no hotel?
- Tainá: Foi sexta ou sábado
- Luís: Sábado, não foi?
- Luís: Eu estou te maltratando? Fiz algum mal pra você? Seja sincera. Você tem o direito de falar
- Tainá: Eu sei
- Luís: Cuido de você como? Seja sincera. Como eu cuido? Mal ou bem?
- Tainá: Bem

Suspeita envia fotos dele com Taina e a filha — Foto: Arquivo Pessoal

Para o marido, a mulher está sendo forçada a fazer os vídeos pelo ex-patrão.

"Eu ainda acredito que ela está sendo ameaçada. Ela não ia fugir assim e não dar satisfação e ficar mandando esses vídeos. Eu tentei ligar depois para o número que enviou, mas não atendeu mais. Não temos notícias dela e nem da minha filha. Não vou desistir da minha família", afirmou.

Suspeito manda vídeos que mostram Taina e a filha — Foto: Arquivo Pessoal

Investigação | O caso de desaparecimento foi registrado na delegacia de Pilar do Sul e encaminhado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba.

Segundo o delegado Acácio Leite, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba, os vídeos não foram encaminhados para a Polícia Civil. "Assim que recebermos esses vídeos e fotos vamos pedir uma perícia e serão anexados no inquérito policial".

Jovem de 18 anos e filha de oito meses desapareceram em Pilar do Sul — Foto: Reprodução/Facebook

Ainda de acordo com o delegado, Raul foi ouvido nesta terça-feira (27) e outros familiares serão ouvidos nos próximos dias, como o pai de Tainá. "Ainda não vamos considerar como sequestro porque não houve pedido de resgate. Intimei os familiares da jovem e vamos investigar as circunstâncias desse sumiço, se realmente ele obrigou a jovem ir junto ou se ela foi por livre e espontânea vontade", diz.

Raul com a filha Sofia e a esposa Taina de Queiroz Mendes — Foto: Arquivo Pessoal/Raul Kennedy da Silva

Sumiço | Ao G1, o marido da jovem conta que viajou a trabalho para Castilho (SP) e, quando retornou para casa, não encontrou mais a esposa e a filha. Ele acredita que as duas tenham sido levadas pelo ex-patrão dele em uma empresa de Sorocaba.

Raul ainda afirma que conheceu o ex-patrão, Luís Fernando Lourenço, há quatro meses, em Sorocaba. Ele se apresentou como cantor e empresário e ofereceu emprego para o rapaz entregar outdoor em cidades do interior de São Paulo.

"Ele levou a gente em shows e se mostrava uma pessoa que tinha conhecimento, importante. Nunca tive problema com ele, mas é um cara invejoso e não aceitava ver a gente feliz. Não sei por qual motivo está fazendo isso comigo", diz.

Após Luís Fernando entrar em contato com a família da jovem, a polícia ligou para ele, segundo delegado. O empresário disse que as duas estavam bem, mas não contou onde estavam.

"Com isso, foi orientado para que ela fosse até uma delegacia informar que havia saído de casa, já que foi registrado um boletim de desaparecimento. Mas ela não foi e continua como desaparecida. O homem também não foi mais encontrado", explica o delegado Acácio.

Foragido | O homem suspeito de sequestrar a jovem de Pilar do Sul Tainá de Queiroz Mendes, de 18 anos, e a filha dela Sofia Helena da Silva, de apenas 8 meses, é foragido da Justiça há cerca de um ano, segundo o delegado Acácio Leite, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que Luís esteve preso em 22 de outubro de 2013 pelo artigo 158, que é constranger alguém mediante violência. Mas, segundo o órgão, foi solto no dia 23 de outubro.

Ainda de acordo com a SSP, Luís foi condenado por estelionato a cumprir pena de prestação de serviços a comunidade e não foi cumprida. Por isso, consta como foragido e é investigado pelo desaparecimento de duas pessoas em Pilar do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário