Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 24 de novembro de 2018

Karatecas arrecadam só R$ 375 e não viajam para torneio internacional; grupo precisava de R$ 20 mil

Atletas de Tatuí participam de um projeto da Prefeitura e tinham se classificado para o Campeonato Mundial de Karatê na Bélgica. "Uma tristeza imensa", diz um dos atletas.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Karatecas de Tatuí fizeram campanhas para conseguirem ir até campeonato mundial na Bélgica — Foto: Arquivo Pessoal/Hélio Marcio Oliveira

24/11/2018 | Os três karatecas de Tatuí que estavam se mobilizando na internet com campanhas para conseguirem realizar o sonho de participarem do Campeonato Mundial de Karatê na província Liége, na Bélgica, ficaram de fora do torneio.

Os atletas Hélio Márcio Oliveira, Pâmela Aparecida de Camargo e Paulo Sérgio Duque precisavam de pelo menos R$ 20 mil para comprarem as passagens e objetos que seriam usados nas competições. Porém, eles conseguiram arrecadar apenas R$ 375 e não viajaram para o torneio, que ocorreu nos dias 16 e 17 de novembro.

"Uma tristeza imensa não poder ir junto com meus colegas e representar o interior de São Paulo e o Brasil. Ficamos muito tristes porque achávamos que iam nos apoiar. O mais difícil, que era a classificação, conseguimos. Mas a falta de dinheiro nos impediu", lamenta Hélio Márcio Oliveira, um dos karatecas classificados.

Atletas de Tatuí se classificaram para campeonato mundial na Bélgica — Foto: Arquivo Pessoal/Hélio Márcio

Os três participam do projeto 'Karatê para Todos" em parceria com a Prefeitura, e conseguiram a classificação após conquistarem medalhas de ouro, prata e bronze no Campeonato Brasileiro.

Ainda de acordo o Hélio, que não tem uma das mãos há 21 anos após sofrer acidente de trabalho e faz karatê há dois anos, já está se preparando novamente para conseguir a classificação em 2019.

"Agora o que resta é se preparar novamente e já começar a arrecadar dinheiro desde já para não passar de novo por isso. Ia ser um sonho realizado estar lá", ressaltou.

Karatecas de Tatuí fizeram campanhas para conseguirem ir até campeonato mundial na Bélgica — Foto: Mike Adas/TV TEM

Campanha | A campanha para arrecadar dinheiro começou no final de outubro após um amigo de Hélio dar a ideia. Na época, Pâmela afirmou que a expectativa dos três irem para o campeonato era imensa.

Paulo Sérgio Duque, que também foi classificado, é o professor do projeto, que tem cerca de 150 crianças e 30 alunos.

De acordo com o secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude de Tatuí, Cassiano Sinisgalli, a Prefeitura de Tatuí em nenhum momento se comprometeu a pagar as passagens dos atletas pela falta disponibilidade orçamentária para este fim.

Hélio Márcio Oliveira é deficiente físico e faz karatê há dois anos — Foto: Mike Adas/TV TEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário