Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 11 de novembro de 2018

Araçoiaba da Serra e Votorantim poderão ganhar classificação de MIT

Estado de São Paulo poderá ganhar mais 43 Municípios de Interesse Turístico

Por Valdinei Queiroz

Itapetininga foi incorporada à Região Metropolitana de Sorocaba a posteriori

Está sendo analisado desde segunda-feira (5) pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação o projeto de lei (635/2018) que classifica 43 cidades como Municípios de Interesse Turístico (MITs). A proposta é de autoria dos 94 deputados estaduais. Da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), duas cidades poderão ser completadas com a proposta de lei: Araçoiaba da Serra e Votorantim. Os MITs recebem recursos anuais do governo do Estado para investimentos na infraestrutura turística. A utilização da verba deve fomentar a ampliação e o fortalecimento das atividades econômicas da região.

Segundo Raul Marcelo (PSOL), a proposta vai contribuir, sobretudo, os pequenos municípios. "Os MITs são de suma importância, pois há cidades que estão precisando de recursos financeiros para muitas atividades, e este é um recurso extra, um incentivo a mais para melhorar a renda, em especial, dos municípios menores", afirmou.

As 43 cidades paulistas que deverão receber o título são: Adamantina, Adolfo, Anhembi, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília, Mogi Mirim, Palmeira D'Oeste, Pauliceia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara D'Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim.

MITs - Para que seja considerado de Interesse Turístico, a cidade deve ter atrativos turísticos, serviço médico emergencial, de hospedagem, de alimentação, informações turísticas e abastecimento de água potável e esgoto. A classificação garante a cada cidade o recebimento de cerca de 600 mil reais por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário