Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Em Tatuí não é feriado o dia da Consciência Negra

Dia que propõe reflexão sobre desigualdade será feriado em Sorocaba, Votorantim e mais oito cidades da RMS. Data oficial é 20 de novembro, próxima terça-feira.

Teatro Municipal de Sorocaba sediará fóruns sobre saúde e educação focados na comunidade negra. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (25/7/2012)

Jornal Cruzeiro do Sul, editado pelo DT

Na próxima terça-feira, 20 de novembro, será comemorado o Dia da Consciência Negra, data que faz referência à morte de Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares, ocorrida em 20 de novembro de 1695. Para lideranças negras de Sorocaba, o dia não é comemorativo e sim para refletir, debater e colocar em foco a resistência e importância do ativismo afrodescendente. Por isso, ainda neste mês serão realizados em Sorocaba dois eventos focados na busca pela igualdade.

Na sexta-feira, dia 23, no Teatro Municipal Teotônio Vilela, haverá o Fórum da Saúde da População Negra, que abordará protocolos de atendimento e tratamento de doenças que vitimam mais comumente afrodescendentes. No dia 29, no Centro de Referência em Educação, no Jardim Saira, haverá o Fórum de Educação Para Relações Étnico-raciais, que abordará a importância do cumprimento da Lei 11.645/08. Tal lei obriga o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio.

Feriado | O Dia da Consciência Negra (20) será feriado em Sorocaba e Votorantim e em outras oito das 27 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS): Alumínio, Araçoiaba da Serra, Itu, Iperó, Mairinque, Salto, Salto de Pirapora e Tapiraí. Declararam ponto facultativo os municípios de Araçariguama, Boituva, Capela do Alto, Pilar do Sul e Porto Feliz. Já Tatuí, Alambari, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Itapetininga, Jumirim, Piedade, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí e Tietê não incluíram a data no calendário de feriados ou pontos facultativos.

A data foi instituída por lei federal no calendário escolar do país, em 2003, com a decretação de obrigatoriedade do ensino sobre a História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas. Não sendo, portanto, um feriado nacional. Em Sorocaba, a data foi instituída como feriado em 2003, por projeto de lei do então vereador Raul Marcelo (Psol).

Reflexão | O presidente do Conselho de Participação da Comunidade Negra de Sorocaba, José Marcos de Oliveira, destaca que além de lembrar Zumbi, Dandara também é um símbolo da luta pela liberdade negra e também é reverenciada neste dia. Oliveira chama a atenção para o racismo que ainda ocorre diariamente, de forma sutil, mas que faz prosperar a desigualdade. “Embora a abolição da escravatura tenha ocorrido há 130 anos, o racismo é naturalizado na nossa sociedade e a falta de conhecimento e interesse pela história faz com estereótipos sejam mantidos”, aponta o líder.

A data de 20 de novembro, conforme o presidente do Conselho, serve para que as pessoas compreendam as condições históricas que levaram os negros, a ainda hoje, ocuparem o topo da lista de estatísticas de pobreza, criminalidade e violência. “Nossos ancestrais foram sequestrados de suas casas e escravizados. Vieram ao Brasil de forma forçada, diferente dos imigrantes europeus, que tiveram estrutura para prosperar. É isso que chamamos de dívida histórica quando defendemos as cotas raciais, por exemplo.”

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de analfabetismo atinge 9,9% de pretos e pardos, enquanto que entre brancos representa 4,2%. O salário de pretos e partos também é desigual. Segundo o levantamento, a média salarial dessa parcela da sociedade é R$ 1.570. Já o trabalhador branco recebe em média R$ 2.814. Do total de crianças vítimas de trabalho infantil, segundo o IBGE, 63,8% são afrodescendentes. A cada 10 mortes violentas, sete são de pessoas negras. “Foi concedida uma liberdade ilusória ao negro até então escravizado e isso vem se perpetuando, já que com a falta de estrutura formaram-se as favelas. Nesses locais as condições de saneamento, saúde, educação são precárias e mostram que dizer que vivemos numa sociedade igualitária é uma falácia”, aponta Oliveira.

Joana Almeida e José Marcos de Oliveira: faltam conhecimento e interesse pela história dos negros. Crédito da foto: Fábio Rogério

Joana Almeida, coordenadora de Igualdade Racial de Sorocaba, afirma que o Dia da Consciência Negra é o momento de problematizar o que chama de “mito da consciência racial”. “As pessoas, principalmente nesta data, falam que deveria existir o dia da consciência branca, ou então da consciência humana, mas mesmo diante dessas afirmações que demonstram a falta de conhecimento sobre a história, eu sinto alegria por pelo menos saber que o tema está em foco”, afirma.

Privilégios e o racismo estrutural, segundo Joana, são pautas do movimento negro e que precisam serem amplamente debatidos com toda a sociedade. “Quando a gente fala em cotas, não devemos olhar onde o cotista e o não cotista podem chegar e sim de onde eles saíram. Há um hiato enorme de oportunidades”, defende. Como mulher negra, Joana destaca que o preconceito está entranhado na sociedade e pode ser observado em uma ida ao shopping com olhares de reprovação, na abordagem policial ou na busca por uma vaga no mercado de trabalho.

domingo, 18 de novembro de 2018

Edson Lopes | Etude, Op. 38, No. 18 (Napoléon Coste)

capital da música | Trio Asafe no 9º Prêmio de Incentivo à Música de Câmara

Adolescente é resgatada após se afogar no Rio Tatuí

Menina foi resgatada pela PM e levada para o pronto-socorro.

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Polícia Militar resgata adolescente que se afogou em rio — Foto: Divulgação/PM

17/11/2018 | Uma adolescente de 12 anos foi resgatada por policiais militares após se afogar no rio Tatuí, em Tatuí, neste sábado (17). De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi informada de que a garota estava com a avó em um local conhecido como 'bombinha da Sabesp', quando foi para uma parte funda e se afogou.

Um dos policiais entrou no rio e, após atravessar o local com ajuda de uma corda, fez o resgate da adolescente. Na sequência, realizou os primeiros socorros.
Ainda segundo a polícia, a adolescente foi levada ao pronto-socorro por uma Unidade de Resgate, onde está internada em observação, segundo a Secretaria de Saúde.

sábado, 17 de novembro de 2018

Projeto de lei quer proibir o uso de canudos de plástico em comércios de Itapetininga

Ideia é substituir o canudo tradicional por recicláveis, comestíveis ou biodegradáveis. O projeto também prevê multa para quem descumprir a determinação.

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Projeto de lei em Itapetininga quer proibir o uso de canudos de plástico

16/11/2018 | Um projeto de lei proposto pelo presidente da Câmara de Itapetininga, Etson Brun, prevê a proibição do uso de canudos plásticos. A ideia é substituir o canudo tradicional pelas opções recicláveis, comestíveis ou biodegradáveis. Além disso, o projeto também prevê multa pra quem descumprir a determinação.

O texto está passando por comissões na Câmara de Vereadores para depois entrar em votação, o que deve acontecer nas próximas sessões. Porém, já divide opiniões de moradores e comerciantes.

A ajudante geral Elenilsa Martins, por exemplo, vende salgados há dois anos e conta que, em dias de pico, o canudo ajuda muito no comércio. “O canudo nos ajuda bastante porque é bem em conta. Vai fazer muita falta para os clientes, principalmente para as crianças”, conta.

Por mais que o canudo plástico traga facilidade, eles também geram preocupação. Valdir Cavalheiro afirma que já parou de usá-los devido à preocupação com a natureza. “Já faz uns meses já que parei com isso. Eu vejo muita notícia sobre a natureza. Já vi tartaruga com canudo no nariz, e um monte de porcaria assim”, afirma.

O projeto tem como justificativa reduzir a quantidade acumulada de lixo em aterros sanitários, além de preservar o ambiente natural.

Quem vende canudos plásticos diz que, se a lei for aprovada, tudo é questão de adaptação. Willians França Germano é gerente de uma loja e conta que chega a vender mais de 20 mil unidades por semana.

Uma embalagem na loja com 100 canudos custa R$ 2,45 enquanto a que é biodegradável, com 25 unidades, é vendida por R$ 11,60. Ele está preocupado com o valor e com a disponibilidade do produto no mercado. “... não é fabricado no Brasil esse papel. A máquina para fazer esse tipo de produto também não é fabricada no Brasil. Então, o custo sairá bem mais caro para a indústria, e esse custo é repassado para comércio, e a gente repassa para o cliente”, explica.

Já no restaurante do cozinheiro Anderson Filho, o preço será indiferente. Há seis meses ele trocou os canudos de plástico por alguns de inox, que podem ser reutilizados. “Diariamente eram 100 unidades mais ou menos, por dia, quando a casa estava cheia. A gente optou por esses. Então, temos 100 unidades deles na casa há seis meses e é uma grande economia”, diz.

Canudos de plástico podem ser substituídos por biodegradáveis em Itapetininga — Foto: Reprodução/TV TEM

Economia que o Felipe Elias também pensou desde o dia que inaugurou a pizzaria dele. Por lá, a bebida só é servida para o cliente em copo de vidro. “Desde a abertura nunca tivemos canudo. Ninguém deixou de tomar nada por não ter canudo”, conta.

Anderson Filho ainda afirma que, além da questão econômica, a substituição do canudo plástico é uma iniciativa social. “Não é uma questão comercial, é uma questão de ser semente, ou seja, plantar para que outros vejam a mesma iniciativa, e que a gota se torne oceano”, diz.

Restaurante usa canudos de inox ao invés de plástico em Itapetininga — Foto: Reprodução/TV TEM

Dois paraquedistas caem às margens da rodovia Castello Branco; um sofreu politraumatismo

Acidente foi registrado no quilômetro 117, em Boituva. Um dos atletas ficou preso em uma árvore e não se feriu.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Paraquedistas saltaram do Centro Nacional de Paraquedismo, em Boituva — Foto: TV TEM/Arquivo

16/11/2018 | Dois paraquedistas caíram às margens da rodovia Castello Branco (SP-280), nesta sexta-feira (16), em Boituva. Um dos atletas, de 47 anos, sofreu politraumatismo e foi socorrido em estado grave. Já o outro ficou pendurado em uma árvore e não se feriu.

De acordo com o presidente da Associação de Paraquedismo de Boituva, Nilson Pereira Leitão, durante o salto feito no Centro Nacional de Paraquedismo, uma rajada de vento fez com que os dois fossem em direção da pista. "Eles saíram numa posição que não favoreceu e o vento fez com que eles fossem para uma outra área, indo parar às margens da rodovia", diz.

Ainda segundo o presidente, o que ficou preso em uma árvore não sofreu ferimentos. Já o outro atleta foi parar em um barranco. Equipes de Resgate foram acionadas e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, o paraquedista que caiu no barranco foi socorrido e levado ao hospital de Boituva com fraturas no braço e crânio.

Em nota, o hospital informou que o atleta está em estado grave e foi transferido para hospital de Sorocaba. As causas do acidente serão investigadas.

Motorista morre após carro bater em carreta na SP 129, no trecho Tatuí - Itapetininga

Acidente foi registrado na manhã desta sexta-feira (16). Vítima de 38 anos chegou a ser socorrida, mas morreu antes de chegar no hospital.


Renan Raveli morreu após acidente em Tatuí — Foto: Reprodução/Facebook


Motorista de 38 anos morre após batida em Tatuí — Foto: Arquivo Pessoal

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

16/11/2018 | Um motorista de 38 anos morreu após bater o carro em que estava em uma carreta na rodovia Gladys Bernardes Minhoto (SP-129), em Tatuí, na manhã desta sexta-feira (16).

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, Renan Raveli seguia sentido Itapetininga-Tatuí, quando em um trecho de curva teria saído da pista para entrar em uma estrada de terra.

Motorista morre após carro bater em carreta em rodovia de Tatuí

Um caminhoneiro, que seguia no sentido contrário, tentou desviar, mas não conseguiu e acabou colidindo no carro. Em seguida, a carreta foi parar no acostamento da pista.

Com o impacto da batida, a parte da frente do carro ficou destruída. O motorista do carro chegou a ser socorrido, mas morreu antes de chegar ao hospital devido aos graves ferimentos.

Segundo a Funerária Kiyoto, o corpo de Renan foi levado ao Instituto Médico legal (IML) e deverá ser velado em Porto Feliz neste sábado (17).

Acidente entre carro e carreta deixa um morto em Tatuí — Foto: Arquivo Pessoal

A carreta estava vazia e só as rodas ficaram danificadas. O motorista do caminhão, de 60 anos, sofreu ferimentos.

Ainda segundo a Polícia Rodoviária, os dois veículos estavam com a documentação em dia. A perícia esteve no local e deve analisar o tacógrafo da carreta e se havia indícios de que o motorista do carro estaria embriagado.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Dr. Juliano Teles | A importância da vitamina B2

Mulher é presa com porções de maconha hidropônica no Fundação Manoel Guedes

Suspeita de 24 anos portava apenas uma porção da erva, mas nas imediações a PM informa que encontrou mais 76 porções embaladas. 

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Porções de maconha hidropônica são apreendidas pela PM — Foto: Divulgação/PM

15/11/2018 | Uma mulher de 24 anos foi presa ao ser flagrada com porções de maconha hidropônica, que é cultivada à base de água, no jardim Fundação Manoel Guedes, em Tatuí, nesta quarta-feira (14).

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe da Força Tática foi informada, por meio de denúncia anônima, de que havia uma mulher comercializando drogas no bairro. Chegando ao local, os policiais encontraram a suspeita jogando algo no chão. Durante a abordagem, foi com ela apenas uma porção de maconha. Mas, de acordo com a polícia, no local em que ela estava foram apreendidas mais 76 porções de maconha. Ela foi levada para a delegacia, onde foi autuada por tráfico de drogas e ficou à disposição da Justiça.

Porções de maconha são apreendidas em Tatuí — Foto: Divulgação/PM

Gonzaga deve assumir fim de mandato na Assembleia Legislativa

O ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo deve assumir pela terceira vez o mandato de deputado estadual em janeiro de 2018, para cumprir os últimos dois meses e meio do mandato da legislatura 2015-2018. A notícia foi veiculada pela imprensa local.

O político tentou concorrer ao cargo nas últimas eleições, mas foi vetado pela Justiça Eleitoral. No entanto, Gonzaga é suplente do PSDB do pleito de 2014. Como a deputada Célia Leão, que não se reelegeu, foi escolhida pelo futuro governador João Dória para assumir a Secretaria do Direito das Pessoas com Deficiência, o tatuiano, como suplente, assume até 15 de março, quando tomam posse os novos deputados.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Jequitibá-Rosa de 600 anos é descoberto por pesquisadores em Santa Rita do Passa Quatro

'Matriarca' tem 11 metros e 88 centímetros de circunferência e 44 metros de altura no Parque Vassununga. É a segunda maior árvore em diâmetro do estado de São Paulo.

Por EPTV2

Jequitibá-Rosa gigante de 600 anos é descoberto em Santa Rita do Passa Quatro

14/11/2018 | Uma equipe do Parque Estadual Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP), descobriu um jequitibá-rosa gigante de 600 anos, espécie nativa da Mata Atlântica.

A árvore tem 11 metros e 88 centímetros de circunferência e 44 metros de altura. Para dar um abraço completo na árvore, são necessárias 10 pessoas.

Localização | O agente de apoio e pesquisa Waldonésio do Nascimento trabalha há 25 anos no parque. Ele conta que as equipes buscavam as maiores árvores do estado de São Paulo quando localizaram o jequitibá-rosa através da copa, na beirada da Rodovia Anhanguera (SP-330).

"Simplesmente extraordinário. Foi uma emoção muito grande porque assim do nada, de repente, chegamos perto e surgiu aquele jequitibá monstruoso", disse Nascimento.

Jequitibá-rosa gigante de 600 anos foi descoberto em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV

Segunda maior em diâmetro | 
Fabrício da Cunha, gestor do parque, conta que Matriarca, apelido que deram ao jequitibá-rosa encontrado, é a segunda maior árvore em diâmetro do estado de São Paulo.

A primeira é o Patriarca, localizado próximo dela e que possui 12 metros e 30 centímetros de circunferência e quase quatro metros de diâmetro. Como é mais fácil medir a espessura do tronco, essa é a referência utilizada para definir se uma árvore é maior que outra.

Os pesquisadores também mediram a altura das árvores e identificaram que a Matriarca é maior. Ela possui 44 metros de altura, enquanto o Patriarca tem dois metros a menos.

Jequitibá-Rosa tem 44 metros de altura e foi descoberto em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV

Algumas características, como a presença de cavidades, sinais que o Patriarca não possui, mostram que a Matriarca pode ser mais antiga do que imaginam. A estimativa é por volta de 600 anos.

O Parque deve terminar até o ano que vem um monitoramento com drones para fazer um raio X dos jequitibás.

A descoberta de árvores como a Matriarca ajuda a preservar a espécie que é ameaçada de extinção.

"O jequitibá-rosa é a maior espécie da mata atlântica e o parque preserva as maiores florestas no estado de são Paulo. Então, em primeiro lugar [é importante] conhecer melhor essa espécie para que a gente consiga preservar essa árvore símbolo do Brasil", disse Cunha.

Jequitibás-rosa Patriarca e Matriarca estão em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV

Ford comemora 40 anos "castigando" carros no campo de provas de Tatuí


SEGS.com.br - Categoria: Veículos, com edição do DT

14/11/2018 | A Ford comemora neste mês 40 anos de operação do Campo de Provas de Tatuí, o primeiro e mais completo centro de testes para o desenvolvimento de carros, picapes e caminhões da América do Sul. Dotado de pistas e laboratórios que permitem reproduzir as condições mais severas de uso dos veículos, ele está alinhado com o que a empresa tem hoje de mais avançado em instalações similares no mundo.

Além das novas gerações globais do Ka e do EcoSport, desenvolvidas no Brasil, esse complexo foi o local que viu nascer modelos de grande sucesso da Ford nas últimas décadas, como Del Rey, Escort, Focus e Fiesta, além da linha de caminhões Cargo.

O campo de provas da Ford ocupa uma área de 4,66 milhões de metros quadrados, com 60 quilômetros de pistas pavimentadas e fora de estrada para simular diferentes condições de rodagem. Entre elas, pistas de alta e baixa velocidade com diferentes tipos de piso, incluindo asfalto, pedra, areia e lama, além de rampas com até 30 graus de inclinação.

Conta também com laboratórios para medição de desempenho e consumo de combustível, emissões, evaporação, arrefecimento, frenagem, penetração de água e poeira, corrosão em cabines de névoa salina, nível sonoro interno e externo, dinâmica veicular, suspensão, calibração e desenvolvimento de motores. Há ainda uma oficina experimental para a construção de protótipos.
 
Tecnologia e talento | Em suas quatro décadas de operação, o campo de provas da Ford já realizou mais de 230 milhões de quilômetros de testes – o equivalente a 5.750 voltas ao redor da Terra. No total, o complexo está equipado para a realização de mais de 440 tipos de testes em pistas e outros 400 em laboratório, submetendo os veículos a todo tipo de desafios para garantir um alto padrão de segurança, conforto e durabilidade, com um time de engenheiros e técnicos experiente e altamente especializado.

“Mesmo com o avanço contínuo da tecnologia e das simulações virtuais, os testes de pista e a sensibilidade dos pilotos são essenciais para o ajuste fino e validação dos veículos”, diz Alexander Chebrat, gerente do Campo de Provas da Ford. “Essa combinação é a base do chamado DNA Ford de engenharia, que garante o reconhecido padrão de desempenho e qualidade dos veículos da marca.”

Todas as pistas são dotadas de um rígido sistema de segurança, que inclui sinalização especial, controle de acesso e treinamento de todo o pessoal operacional e de apoio, além de cercas e passagens subterrâneas para animais silvestres. A equipe médica e de bombeiros da unidade também realiza frequentemente atendimentos de urgência e resgate na comunidade local, trabalhando em parceria com órgãos públicos.

Dinamômetro e simulador de rodagem | Um dos equipamentos empregados para teste de durabilidade de motores e transmissões no local é o dinamômetro de chassis de alta velocidade. Comandado por um robô totalmente automatizado, ele permite atingir 90% da velocidade máxima do veículo.

O simulador de pistas conhecido como “Four Poster” é usado para avaliar eventuais rangidos na estrutura, suspensão e níveis de vibração do veículo. Para evitar interferências externas, ele faz tudo isso com o carro parado, suspenso por quatro pilares que se movimentam sob as rodas para simular as variações do piso. Essa movimentação é feita por atuadores hidráulicos, controlados por softwares capazes de reproduzir mais de 30 tipos de pistas do Brasil e do mundo.

“O Four Poster permite, por exemplo, verificar como a suspensão de um protótipo se comporta em uma estrada da China ou da Europa sem precisar levar o carro até lá, reproduzindo as mesmas forças e frequências do piso selecionado”, explica Alexander Chebrat. 

Tecnologia do silêncio e emissões | No laboratório acústico, equipamentos sofisticados são utilizados para identificar e cancelar todas as potenciais fontes de ruído e garantir o silêncio na cabine – um fator importante na percepção de qualidade do cliente.
 
Um deles é o Noise Vision, uma tecnologia única no mundo, patenteada pela Ford, que permite visualizar as fontes de ruído do veículo. O VisiSonics é outro equipamento que conta com múltiplos microfones e câmeras para gerar um mapa de 360 graus capaz de sobrepor sons e imagens.
 
No laboratório de emissões, credenciado pelo Inmetro, são feitos testes para determinação do nível de poluentes, desenvolvimento e calibração de motores, homologações de veículos, controle de qualidade da produção e acompanhamento da durabilidade de componentes. Ele dispõe de modernos dinamômetros e sistemas analisadores de gases para ensaios de motores a gasolina, flex ou diesel, de acordo com as normas brasileiras e europeias. 

Conservação ambiental | O campo de provas da Ford também serve de refúgio para uma grande variedade de espécies da fauna e da flora local. Em relação à fazenda que ocupava o local anteriormente, sua área de vegetação hoje é muito maior do que a original. Ela cobre 3,6 milhões de metros quadrados, ou 78% da área total, o equivalente a 340 campos de futebol, funcionando como um pulmão para a cidade. Mais de 8.000 mudas de árvores nativas foram plantadas na unidade, que desde 2003 é certificada pela norma de gestão ambiental ISO 14001.

“Esse avanço da vegetação nativa também atraiu a fauna, aumentando a população de espécies como quatis, pacas, tamanduás, além de animais ameaçados de extinção, como lobo-guará, onça-parda, jaguatirica, águia-cinzenta e jacupemba”, destaca Edmir Mesz, supervisor de Qualidade Ambiental da Ford América do Sul.

Em levantamento feito recentemente por zoólogos, botânicos e engenheiros agrônomos por meio de câmeras em pontos estratégicos e da verificação de vestígios, foi detectada a presença de 368 espécies de animais – 277 de aves, 70 de répteis e 21 de mamíferos. 

Pioneiro no Brasil | Nos primórdios da produção nacional, no final dos anos 50, os carros eram testados em vias públicas, como a Rodovia Pedro Taques (atual Rodovia Padre Manoel da Nóbrega), que liga a Baixada Santista ao Vale do Ribeira, em São Paulo.
 
No final da década de 1960, a Ford sentiu a necessidade de dispor de uma estrutura própria para essas avaliações, com todos os requisitos de segurança e controle. Luc de Ferran, então supervisor da Engenharia de Veículos da Ford, encarregou o engenheiro de testes especiais Edgard Heinrich de procurar um lugar adequado para a construção das pistas. Heinrich sobrevoou a região de São Paulo, num raio de 100 km, e pelas condições do clima, topografia e altitude optou-se pela cidade de Tatuí. 

O primeiro terreno, uma antiga fazenda, foi comprado em 1970 e o segundo em 1971. No ano seguinte foi construída a primeira pista off-road, com 2 quilômetros de extensão. A inauguração oficial ocorreu em 1978, com uma pista asfaltada de 1.100 metros, trecho de baixa velocidade, algumas pistas de terra, garagem para seis veículos e escritório para 16 empregados. De lá para cá, a história do campo de provas da Ford está indissociavelmente ligada à evolução da indústria automobilística brasileira.

Fatec de Tatuí abre concurso para professores na área de eletrônica e automação

O docente atuará no Curso de Automação Industrial

13/11/2018 | A Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Tatuí divulgou pelo Diário Oficial a abertura de Processo Seletivo para contratar um professor de ensino superior temporário. A vaga está no curso de Tecnologia em Automação Industrial, na área de Eletrônica e Automação.

Com carga horária semanal de 4h semanais, o professor lecionará no período noturno para a disciplina de Automação IV. A remuneração oferecida é de R$ 31,03 hora-aula.

As inscrições devem ser feitas de 13 a 27 de novembro diretamente na Fatec, à Rodovia Mário Batista Mori, 971, ao lado do jardim Aeroporto. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira das 9h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

A seleção será feita por meio de Avaliação de Memorial Circunstanciado, onde serão verificados também os documentos comprobatórios das informações contidas no memorial. A validade da seleção é de um ano, prorrogável por igual período.

Fatec Tatuí: cinco cursos gratuitos

Vereador protesta no Facebook contra ato da Prefeitura


Vestidos de Festa - único uso - mais barato que aluguel!

Tratar com Zélia pelo whatsapp (15) 99745.8123

R$ 150,00
150,00

150,00
150,00

Aos 95 anos, idoso com Mal de Parkinson salta de paraquedas em Boituva

Antônio Foge: “Foi sensacional. Eu queria relembrar a sensação de me sentir vivo e de ter essa liberdade."

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com copidesque do DT

Idoso de 95 anos salta de paraquedas em Boituva

14/11/2018 | Aos 95 anos e com Mal de Parkinson, o idoso Antônio Foge resolveu não se importar para suas limitações e decidiu realizar um antigo sonho, que era relembrar como é saltar de paraquedas.

Com o apoio dos filhos e netos, o aponsentado se aventurou no Centro Nacional de Paraquedismo de Boituva (SP), o que inspirou a família e até os paraquedistas mais experientes.

Ao G1, o aposentado afirmou que a sensação foi de liberdade. “Foi sensacional. Eu queria relembrar a sensação de me sentir vivo e de ter essa liberdade que se tem quando você salta. Relembrar os velhos tempos. Eles [parentes] não acreditaram que eu ia, mas eu fui. Pulei mesmo."

De acordo com Antônio, o salto foi realizado no dia 4 de novembro, em um domingo ensolarado e propício para que ele mostrasse que a idade não importa para quem deseja superar os limites.

Para saltar, Antônio precisou fazer exames médicos que atestassem que estava habilitado para se aventurar. Como os resultados apontaram que ele podia, nada o impediu.

“Fiz os exames e deu tudo certo. Só o Mal de Parkinson que tenho há seis anos, mas não foi impedimento. Além disso, meu filho e neto saltaram juntos comigo. Eu cheguei lá e todo mundo ficou espantado com minha força de vontade”, diz.

Aposentado diz que relembrou os velhos tempos ao saltar de paraquedas em Boituva — Foto: Arquivo Pessoal/Baldoino Foge

Para ele, o momento da queda é o que mais deu "frio na barriga".

"Na hora de sair do avião dá muito medo e tremi bastante. É bem horrível. Mas depois a sensação é maravilhosa demais. Eu achei sensacional e farei de novo."

O aposentado conta que sempre gostou de aventura. Quando jovem, trabalhou no Exército por três anos e saltou de paraquedas em rios e matos. Além do Exército, trabalhou na Ferrovia Sorocabana.

“Sempre fui muito ativo. Saltei bastante quando jovem. No Exército fazia de tudo. Depois que sai, trabalhei na Estrada de Ferro Sorocabana, onde também me envolvi em grandes aventuras. Sempre gostei disso”.

idoso de 95 anos salta de paraquedas em Boituva e inspira a família — Foto: Arquivo Pessoal/Baldoino Foge

O filho Baldoino Foge conta que o pai inspira todos da família. “Ele sempre gostou de se aventurar e a força de vontade dele inspira todo mundo. Meu irmão e o filho saltaram e ficaram impressionados com a força dele. Ficamos muito felizes.”

Viúvo, com cinco filhos e 13 netos, o idoso garante que ano que vem quer repetir a aventura.

“Se eu tiver vivo, quero pular de novo. Por que não?”

Novo Plano Diretor de Tatuí projeta industrialização às margens das principais rodovias

Plano foi entregue à Câmara Municipal de Tatuí



A prefeita Maria José Vieira de Camargo entregou no início desta semana para a análise dos vereadores o projeto de lei que visa revisar o Plano Diretor de Tatuí, que é o instrumento básico da política de desenvolvimento do município e que é determinante para todos os agentes públicos e privados que atuam na construção e gestão da cidade.

A revisão e atualização do Plano Diretor têm por finalidade, segundo destacou a secretária Juliana Rossetto Leomil Mantovani, de Planejamento e Gestão Pública, "a execução da política urbana visando ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade urbana, destacando o planejamento e a garantia do direito a uma cidade sustentável, além de definir uma nova regulamentação para o uso do solo urbano". Segundo a secretária, o projeto visou a simplificação da legislação de parcelamento, uso e ocupação do solo, bem como pela proteção e a recuperação do meio ambiente urbano.

O Plano Diretor do Município de Tatuí foi elaborado através da Lei Municipal nº 3.885 de 18 de outubro de 2006, tendo como base a Lei 10.257/2001 - Estatuto das Cidades, a qual prevê de forma expressa a necessidade de revisão geral no mínimo a cada 10 (dez) anos após a publicação, sendo que neste caso específico, referido expirou em 18 de outubro de 2016.

Para elaborar a revisão do Plano Diretor, a Secretaria de Planejamento e Gestão Pública realizou duas audiências públicas e contou a participação popular, sendo que diversos órgãos do setor público e privado, participaram ativamente dos trabalhos, das discussões técnicas realizadas em reuniões setoriais, apresentações e encontros. Foram ouvidas todas as secretarias municipais, Associação de Engenheiros de Tatuí, Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAU (Regional Sorocaba), empreendedores, imobiliárias, loteadores, associações de bairro, bem como o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, o Conselho Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Territorial - COMPLAT, o Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico de Tatuí - CONDEPHAT, o Conselho Municipal de Cultura, o Conselho Municipal de Turismo e os vereadores.

"Aconteceram duas audiências públicas presenciais e uma eletrônica, realizada de forma inovadora, as quais foram amplamente divulgadas pelos meios de imprensa, com a finalidade de apresentar e discutir as principais diretrizes que nortearam a elaboração das propostas de revisão e atualização, bem como para validar as proposituras encaminhadas, diante da grande adesão da sociedade civil, inclusive tendo sido apresentadas diversas sugestões e alterações técnicas ao projeto preliminar", disse Juliana.

Desenvolvimento - o novo Plano Diretor de Tatuí reorganiza e direciona o crescimento de Tatuí para a próxima década. Há a previsão de expansão da Zona Industrial em direção da Rodovia Castello Branco e outras rodovias, como a SP 127 e SP 141; mas há a previsão de outros "corredores" de desenvolvimento industrial, comercial e de serviço. Mapas são partes integrantes do projeto de lei, que definem onde estão localizados estes vetores de crescimento. Toda essa documentação foi apresentada nas reuniões setoriais, nas audiências públicas e foi encaminhada para a análise dos vereadores. A expectativa da administração municipal é que a revisão do Plano Diretor seja votada ainda em 2018.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Piscinas do Parque Maria Tuca serão reabertas no sábado

A partir do Mercado Municipal terão dois horários de linhas especiais e gratuitas para o Parque Maria Tuca, sendo às 9h e às 13h. E haverá uma linha de ônibus no Parque, às 17h, para o regresso dos banhistas e visitantes.


O Parque Municipal Ecológico Maria Tuca reabrirá neste sábado (17/11) suas piscinas naturais, com seu tradicional toboágua, uma das principais atrações do local, que foi reformado por técnicos do Sítio do Carroção.

Das 9h às 17h, os banhistas poderão usufruir das piscinas naturais e da prainha, montada às margens do lago. As atrações contam com salva-vidas e patrulhamento realizado pela Guarda Civil Municipal.

Para utilizar as piscinas e a prainha não é necessário apresentar atestado médico. A única exigência é o traje de banho - sunga ou bermuda para os homens, maiô ou biquíni para as mulheres. No local não é permitido o uso de bebida alcoólica.

A partir do Mercado Municipal terão dois horários de linhas especiais e gratuitas para o Parque Maria Tuca, sendo às 9h e às 13h. E haverá uma linha de ônibus no Parque, às 17h, para o regresso dos banhistas e visitantes.

A entrada é gratuita. O Parque Municipal Ecológico Maria Tuca está situado na Estrada dos Fragas, com acesso pelo Km 117,8 da Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127). São 257 mil m², com lago, trilha ecológica, campo de futebol, quadras de areia e espaço para diversas atividades.

Segunda avaliação dos projetos do programa Futuro Cientista será na terça-feira, dia 20


Os 22 projetos científicos dos alunos participantes do Programa Futuro Cientista, fruto de um convênio entre a Prefeitura de Tatuí e a UfsCar (Universidade Federal de São Carlos), campus Sorocaba, participarão de uma segunda fase de avaliações na próxima terça-feira (20/11), das 13h às 17h.

No auditório do Núcleo de Educação Básica Municipal - Nebam Ayrton Senna da Silva, mais de 70 alunos das quatro escolas municipais de ensino fundamental participantes do programa na cidade - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo", Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam), EMEF "Profª. Ligia Vieira de Camargo Del Fiol" e EMEF "Profª Maria Helena Machado" -, apresentarão seus projetos com tema livre nas diversas áreas do conhecimento.

De acordo com a coordenadora do Programa "Futuro Cientista" em Tatuí, Andressa Ribeiro Leite, os alunos deverão responder a algumas perguntas básicas sobre as pesquisas que realizaram, tais como: o que é; por que decidiram fazer este trabalho; quais são as soluções para a sociedade; qual a metodologia usada; quais os fenômenos envolvidos no sistema; qual o contexto histórico do trabalho; e o quais as perspectivas para o futuro. "Na ocasião, o diretor do Programa, Fábio de Lima Leite, também fará outras perguntas", esclarece Andressa.

Ela explica que os resultados dessa avaliação só serão divulgados depois que os trabalhos de todas as cidades que fazem parte do Programa Futuro Cientista forem avaliados também. "Levamos em conta nesta etapa o relatório de pesquisa, que eles produzem depois dos projetos prontos, e, também, o diário de bordo, que eles escrevem durante o ano. Os melhores clubes de ciências de todas as cidades serão chamados para apresentar seus trabalhos no Encontro Regional de Futuros Cientistas, quando os vencedores serão anunciados", comenta.

Trabalhos avaliados na primeira fase da Feira de Ciências - Clube Três Curiosos - Projeto: A Formação do Tornado - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" - Integrantes: Leonardo Oliveira Carvalho, Gesyane Rebecca da Silva Mendes e Samuel de Camargo Braz. - Clube As Pesquisadoras das Flores – Projeto: A Relação das Flores com o Dia e a Noite - Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) - Integrantes: Eloah Maria Ribeiro da Silva, Juliana Vitória da Silva Fabian, Raquel de Almeida Silva e Natália de Jesus Lencione. - Clube Mini Einsteins - Projeto: Agrotóxicos - EMEF "Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol" - Integrantes: Jean Rodrigues Coelho, Guilherme Castilho Schramm, Tharllis Hélio dos Santos e João Victor da Silva. - Clube Young Scientists - Projeto: Câncer de Pele - EMEF "Profª. Maria Helena Machado" - Integrantes: Daniela Libório Santos, Luana Almeida Martins e Micaelle Fernanda da Silva Martins. - Clube Esquadrão Cientistas - Projeto: Cachoeira que vira vapor antes de chegar ao chão - Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) – Integrantes: Emily Vitoria da Silva Camargo, Hemily Rafaelly de Souza Rolim, Larissa de Oliveira Silva e Vitória Martins Vieira. - Clube Pequenos Cientistas - Projeto: Chute do Roberto Carlos – Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) – Integrantes: Caio Gabriel Machado, Kauan Bettega Viana e Pedro Carlos Fonseca Soares. - Clube A Criação da Lâmpada – Projeto: Como a Lâmpada foi Criada? – EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" – Integrantes: Guilherme Oliveira dos Santos, Ketlin Cristina Geraldo da Costa e Danielle Matos Pereira. - Clube Lunáticos – Projeto: Como se formaram as crateras na lua? - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" – Integrantes: Kevin Augusto do Carmo Silveira e Vinícius Alexandre da Silva Santos. - Clube Dark Paradise – Projeto: Depressão em Adolescentes – EMEF "Profª. Maria Helena Machado"– Integrantes: Ana Clara Batista, Ana Caroline Simão de Moura e Sabrina de Fátima dos Santos. - Clube Not Depression Teenager (NDT) – Projeto: Depressão no Âmbito Escolar - EMEF "Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol"- Integrantes: Ana Cláudia Nogueira de Oliveira, Ana Paula Nogueira de Oliveira, Giovana Trindade e Aline Fátima de Lima. - Clube Raspadinhos - Projeto: Diferença entre os lugares que chove e neva - EMEF "Profª. Maria Helena Machado"- Integrantes: Abner Mateus da Silva Martins, Bruno Buscarini Antunes e Cristiano Daniel de Jesus Ribeiro. - Clube Conseguindo um Mundo Melhor - Projeto: Efeito Estufa - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" - Integrantes: Jamile Vieira Prestes e Eduarda Rodrigues Vieira. - Clube Combatentes - Projeto: Febre Amarela - EMEF "Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol" - Integrantes: Fernando Miguel Souto Júnior, Rebeca de Arruda Coritiba, Thalya Naomi Hoshino Camargo e João Vitor Dantas Simão. - Clube Os Pesquisadores - Projeto: Filtrador Natural – Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) - Integrantes: Caio Ferreira Rezende, Isaque dos Santos Ferreira e Vitória Meira Coelho de Campos. - Clube Lígia do Futuro - Projeto: Higiene na Escola - EMEF "Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol" - Integrantes: Carlos Eduardo Souza Barbosa, Isaque Souza Barbosa, Otávio Augusto da Silva Oliveira e Jamile Maine Lima Campos. - Clube Escrevendo um Mundo Melhor - Projeto: Mata Atlântica - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" - Integrantes: Paloma Taine Campos Prado, Geovana de Paula, Izabele Estephany Rodrigues Rosa e Mariane da Silva Góes Garcia. - Clube Visão Diferenciada – Projeto: Maus tratos aos animais - EMEF "Profª. Maria Helena Machado" - Integrantes: Jéssica de Freitas Mistieri, Lavínia Maria Batista, Maele Fernanda Ribeiro e Priscila Silveira de Almeida. - Clube Quarteto Cientistas - Projeto: O YouTube - Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) -Integrantes: Nicolas Henry Kusnir, Gabrielly Amanda Campos, Gabrielly Vitória da Silva, Giselly Fogaça e Manuela Leandra de Oliveira. - Clube Refrináticos – Projeto: Os Refrigerantes - EMEF "Prof. Alan Alves de Araújo" - Integrantes: Raíssa Eduarda Rosa de Souza e Eduarda Pereira da Silva. - Clube Cáscara Rara - Projeto: Plantas - EMEF "Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol"- Integrantes: Ana Beatriz Dias Machado, Daniela Carolina de Almeida, Tábata Camilla Prestes e Vicktória Suzan Nathália Almeida de Melo. - Clube Jovens Cientistas - Projeto: Plantas em Lugares Inapropriados - Núcleo de Educação Básica Municipal "Ayrton Senna da Silva" (Nebam) - Integrantes: Helena Rocha Sagrillo, Júlia Santos Viana, Juliene Vitória Pereira e Ana Clara Paulino de Araújo. - Clube Senhores das Águas - Projeto: Vida Marinha - Água Salgada - EMEF "Profª. Maria Helena Machado" - Integrantes: Júlia Antônia Miranda Trevisan, Guilherme Camargo Corrêa e Kamilla Camargo.

Dr. Juliano Teles | Chegou a placa dos 100 mil inscritos!

Música e teatro agitam Conservatório de Tatuí

Programação cultural traz recitais, concertos e espetáculos bem variados, todos com entrada gratuita

14/11/2018 | O Conservatório de Tatuí traz uma programação cultural bem variada para os próximos dias, quando realiza a 58ª Semana da Música. Peça teatral, concertos de música clássica e popular, recital de canto lírico e mostra de musicalização infantil estão entre as atrações, todas com entrada gratuita.

Neste sábado, dia 17, a soprano Cristiane Hashizume apresenta seu recital de formatura do curso de Aperfeiçoamento em Canto Lírico. O programa traz as músicas norte-americanas “Cabaret Songs” (William Bolcom e Arnold Weinstein) e “12 Poems of Emily Dickinson” (Aaron Copland e Emily Dickson). “Trata-se de um repertório altamente relevante de canto lírico e muito pouco executado por ser de grande dificuldade técnica”, comenta a professora Cristine Bello Guse.

No mesmo dia, às 18 horas, a Cia. de Teatro do Conservatório apresenta “Senhora dos Afogados”, baseada na obra de Nelson Rodrigues. Um crime cometido no passado muda o destino de toda a família Drummond. Anos depois, a verdade vem à tona, trazendo ainda mais tormentos. A direção é de Rogério Vianna e a classificação é indicada para maiores de 18 anos.

No domingo, dia 18, a Banda Sinfônica do Conservatório faz um concerto no Teatro Procópio Ferreira às 11 horas. Sob a regência do maestro convidado Wagner Polistchuk, o grupo apresentará “Suíte Sinfônica” (Clifton Williams), “A Divina Comédia” (Robert W. Smith) e “Concerto para Trombone e Banda” (Nikilai Rimsky-Korsakov), com solo do trombonista Eduardo Machado.

Na segunda-feira, dia 19, às 14 horas, músicos e amantes do Chorinho têm um Encontro com Sizão Machado, contrabaixista consagrado no mundo da Música Popular Brasileira (MPB). O músico fará um bate-papo no Salão Villa-Lobos.

No mesmo dia, às 14h30, o Grupo de Percussão do Conservatório leva ritmos variados para o Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU das Artes. Sob a coordenação de Luís Marcos Caldana, os músicos tocarão “Interplay para percussão” (Garwood Waley), “Double trouble” (John Williams), “The Tentertainer” (Scott Joplin), “Happy” (Pharrell Williams), “M.O.S” (Douglas Gutjahr), “Diálogo de peles” (Mark Ford), “Vassoura Hilda” (Chris Crokarell), “Mãe terra, pai céu” (Ney Rosauro), “Carioquinha” e “Brasileirinho” (Waldir Azevedo).

Na terça-feira, dia 20, alunos dos cursos infantis do Conservatório farão a Mostra de Musicalização Infantil, com apresentação de vários trabalhos realizados ao longo do semestre. É no Teatro Procópio Ferreira, a partir das 9 horas.

À noite, às 20 horas, o Grupo de Choro do Conservatório assume o palco do Teatro sob a coordenação do violonista Alexandre Bauab Junior. No repertório, músicas brasileiras: “Enigma” (Garoto), “Machuca Mané” (Pixinguinha), “Fon-fon” (Ernesto Nazareth), “Fogo na roupa” (Altamiro Carrilho), “Com que roupa” (Noel Rosa), “Adonirando” (pout pourri de músicas de Adoniran Barbosa) e muito mais.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Recital de Formatura: Aperfeiçoamento em Canto Lírico
“North American Art Songs”
Cristiane Hashizume, formanda
Dayane Rodrigues, piano
Cristine Bello Guse, professora responsável e coordenação
Data: 17 de novembro, sábado
Horário: 17h00
Local: Salão Villa-Lobos
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí
Senhora dos Afogados
Projeto N Rodrigues
Rogério Vianna, coordenação
Data: 17 de novembro, sábado
Horário: 18h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita
Classificação: 18 anos

Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Eduardo Machado, trombone
Wagner Polistchuk, regente convidado
Data: 18 de novembro, domingo
Horário: 11h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Encontro com Sizão Machado
Data: 19 de novembro, segunda-feira
Horário: 14h00
Local: Salão Villa-Lobos
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí
Luís Marcos Caldana, coordenação
Data: 19 de novembro, segunda-feira
Horário: 14h30
Local: CEU das Artes
Rua Ana Rosa Monteiro, 475, Vila Santa Helena, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Mostra de Musicalização Infantil do Conservatório de Tatuí
Shirlei Escobar Tudissaki, coordenação
Data: 20 de novembro, terça-feira
Horário: 09h00, 10h00, 11h00, 14h00, 15h00 e 16h00
Local: Salão Villa-Lobos
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí
Alexandre Bauab Jr., coordenação
Data: 20 de novembro, terça-feira
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

(Conservatório de Tatuí - Sabrina Magalhães)

De 19 a 22 de novembro, a Coop oferecerá vários combos promocionais de eletroeletrônicos

Na sexta-feira, dia 23, outra série de produtos estará à venda com até 50% de desconto e pagamentos facilitados.

14/11/2018 | Com a finalidade de aumentar em 3% a venda de eletro e movimentar as demais categorias em comparação ao mesmo período de 2017, a Coop - Cooperativa de Consumo entra no clima da Black Friday e lança a Black Days Coop, uma semana inteira com ofertas especiais.

De 19 a 22 de novembro, a rede oferecerá vários combos promocionais envolvendo eletroeletrônicos, TVs e celulares. Na sexta-feira, dia 23, outra série de produtos estará à venda com até 50% de desconto e pagamentos facilitados.

Como já fez nos três últimos anos, a Cooperativa trabalhará com uma forte ação de comunicação integrada (offline e digital), além de tabloide especial.

Explosão em agência da Caixa em Cerquilho obriga ganhador da Lotomania a sacar prêmio em outra cidade

Apostador de Cerquilho ganhou R$ 857.213,96 após acertar sozinho os 20 números da loteria e também por fazer aposta que não acertou nenhuma dezena sorteada. Cidade tem histórico de ganhadores em loterias.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT


Criminosos atacaram agência bancária em Cerquilho um dia antes do sorteio da Lotomania — Foto: Bruno Casteletto/TV TEM

12/11/2018 | O apostador de Cerquilho que ganhou o prêmio de R$ 857.213,96 da Lotomania na sexta-feira (9) terá que retirar o prêmio em agências da Caixa Econômica Federal de outros municípios, já que a única agência da cidade foi explodida e atacada por criminosos um dia antes do sorteio.

Na quinta-feira (8), uma quadrilha invadiu a Caixa e atacou o estabelecimento. Os vidros da porta de entrada e da janela de um dos lados do prédio ficaram estilhaçados. O teto também ficou prejudicado pela ação, e cápsulas de fuzil e de pistola foram encontradas na frente do banco. Com isso, o atendimento foi suspenso por tempo indeterminado. 

Criminosos armados atacam agência bancária em Cerquilho

A Caixa Econômica informou que prêmios de até R$ 1.903,98 podem ser resgatados em qualquer casa lotérica. Já valores superiores, como o do apostador, são pagos exclusivamente nas agências da Caixa com a apresentação do documento de identidade, CPF e o bilhete premiado. Com isso, o sortudo poderá resgatar o prêmio nas agências de cidades vizinhas, como a de Tatuí ou Tietê, que fica a 13 quilômetros de distância de Cerquilho.

Ainda segundo a Caixa, os prêmios prescrevem após 90 dias da data do sorteio. Após o prazo, o ganhador perde o direito ao prêmio e o valor é repassado ao Fundo de Financiamento ao Ensino Superior (FIES).

Cidade 'pé quente' | O ganhador que apostou em uma das duas lotéricas que existem no município acertou sozinho os 20 números da loteria, valor que corresponde a R$ 748.648,88. Como também fez a aposta espelhada, e não acertou nenhuma das dezenas, também levou para casa R$ 108.565,08.

A cidade, que tem 45 mil habitantes, é conhecida como “pé quente” após um morador ter sido premiado com R$ 41 milhões da Mega da Virada, em 2015. Segundo o dono de uma das casas lotéricas, Marcelo da Silveira, em 2007 uma pessoa ganhou R$ 1 milhão ao ter a aposta premiada na Lotofácil. Em 2014 um pintor faturou R$ 540 mil ao completar a quina em um dos concursos da Mega-Sena. Já em janeiro de 2016, uma aposta ganhou sozinha R$ 5.314.769,73 no sorteio da Quina.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

caricatura | Deivid Leite


Corredores de Tatuí participam da BSB Half Marathon, meia maratona, em Brasília.


12/11/2018 | Neste domingo, 11/11, a equipe Contra Tempo Running/Climm participou da última etapa da Run Cities, a BSB Half Marathon. A competição é a terceira etapa da Run Cities, que além dessa etapa em Brasília conta com as etapas no Rio de Janeiro (meia maratona) e em São Paulo (meia maratona e maratona).

Tivemos 14 atletas da equipe participando da prova. Desses 14 corredores, 10 atletas conquistaram a Medalha Tripla que é uma premiação para quem completa as 3 etapas da Run Cities, foram eles: Mariane Modena, Maria Rosa Turri, Diogo Gil, Edilma Quirino, Maria Rosa Modena, Sabrina Lazzari, Ricardo Tiepo, Valquiria Oliveira, Mariana Almeida e Raquel Fiuza. 

Tivemos 3 corredores que fizeram as suas estreias na distância de 21k, que foram: Gabriel Ferreira, Bruno Gil e Priscila Rocha. E tivemos o Rogério Loturco que correu a 1ª etapa da série Run Cities e finalizou mais essa etapa. Todos os corredores completaram a prova, foram muito bem e alguns conquistaram o RP (recorde pessoal) na distância.
 
Tivemos também participações dos corredores Talita Camargo e Pedro na Corrida Medida Saudável em Quadra/SP e da corredora Luciana Poles na corrida do Rock em Limeira/SP. A Talita conquistou o primeiro lugar em sua categoria na distância de 5km.

(Assessoria Contra Tempo Runing) 

Concurso de Violão homenageia Geraldo Ribeiro

Alunos do Conservatório de Tatuí disputam a melhor interpretação das obras do compositor em audições gratuitas nesta sexta-feira, dia 16

Alunos do curso de Violão Clássico do Conservatório de Tatuí participam nesta sexta-feira, dia 16, do 6º Concurso Interno de Violão da escola. Neste ano, o concurso homenageia o compositor Geraldo Ribeiro, que integrará a banca julgadora das apresentações. As audições serão realizadas às 9 horas, 14 horas e 20 horas, no Auditório da Unidade 2 do Conservatório e são abertas ao público, com entrada gratuita.

De acordo com o coordenador do evento, professor Adriano Paes, o concurso terá seis grupos distintos: Categoria Infantil (crianças de até 11 anos), Categoria 1 (12 a 13 anos), Categoria 2 (14 e 15 anos), Categoria 3 (16 e 17 anos), Categoria 4 (acima de 18 anos) e Categoria 5 (Música de Câmara, para grupos).

Cada participante deverá apresentar uma peça de Geraldo Ribeiro determinada pelo regulamento e outra peça de livre escolha. A banca examinadora, composta por Geraldo Ribeiro e pelos professores Ricardo Grion e Fanny de Souza Lima, deve avaliar a melhor interpretação das obras. Os alunos com maior pontuação serão anunciados no mesmo dia.

“O 6º Concurso Interno de Violão do Conservatório de Tatuí tem por objetivos divulgar a obra do compositor e violonista brasileiro Geraldo Ribeiro, artista consagrado no cenário violonístico brasileiro; promover intercâmbio entre estudantes, professores e apreciadores de música; revelar e incentivar novos talentos; propiciar aos alunos um período de estudo e concentração específico; e incentivar os alunos a se apresentarem em público”, comenta o coordenador.

Geraldo Ribeiro – Natural de Mundo Novo, BA, Geraldo Ribeiro já manifestava forte inclinação para a música aos quatro anos de idade. Inicialmente um autodidata, dedicou-se ao violão por meios práticos utilizando o famoso método prático de Américo Jacomino (Canhoto). Por volta dos 13 anos, já na cidade de Assis-SP, começou a estudar com o maestro Augusto Mathias e, mais tarde, em São Paulo-SP, com Oscar Magalhães Guerra. Na capital paulista, estudou também harmonia, contraponto, composição e interpretação com Ascendino Theodoro Nogueira, que fora aluno de Camargo Guarnieri. 

Músico versátil, Ribeiro atua com desenvoltura como intérprete, compositor e arranjador, tanto na música erudita como no segmento folclórico e popular. Foi pioneiro no resgate de obras de importantes violonistas populares, como Aníbal Augusto Sardinha (Garoto), Armando Neves (Armandinho), Canhoto e Antonio Rago, fazendo transcrições, edições e gravações de suas obras. Além disso, realizou numerosas estreias mundiais em transcrições de imortais como Johann Sebastian Bach, Georg Friedrich Händel, Claude Debussy, Frédéric Chopin, Niccolò Paganini, entre outros. E originais de Souza Lima, Cláudio Santoro e, principalmente, de Theodoro Nogueira, com o qual colaborou intensamente para o registro da sua produção para violão.

Como solista, domina um vasto repertório, que abrange obras originais e transcrições engenhosas que vêm sendo acompanhadas por gerações de aficcionados, como interpretações referenciais de obras do lendário violonista paraguaio Agustin Barrios. Sua primeira gravação, no qual interpreta Barrios e Nazareth, foi incluída pela crítica especializada entre as dez melhores do ano de 1960. Dentre seus primeiros projetos destaca-se a gravação realizada no final dos anos 70 os álbuns "Bach na viola brasileira", um marco na discografia que chamou a atenção para a herança histórica desse instrumento, e o "Concertino para violão e orquestra”, de Theodoro Nogueira. Foi o primeiro a registrar as obras de Garoto, publicando em álbuns escritos e em gravação (LP). Para ele, "com Garoto, iniciava-se a era do violão moderno no Brasil". 

Como compositor, escreveu um vasto repertório, quase todo voltado para o universo do violão, abrangendo solos, música de câmara para diversas formações, constando aproximadamente de cinco cantos populares, cinco serestas, seis suítes, 25 obras românticas, duas cantatas para coro e violão, concertos para violão e orquestra, quatro fantasias e inúmeras peças para solo de violão, as quais constituem um dos maiores acervos dentre os compositores violonistas. Apenas algumas de suas composições foram editadas pela editora Ricordi e Di Giorgio. Suas abordagens estilísticas voltam-se, por um lado, para o romantismo e por outro para a linguagem nacionalista.

Geraldo Ribeiro sempre optou por viver no interior paulista, procurando aproximar-se das manifestações autênticas da cultura folclórica. Neste sentido suas criações apresentam duas vertentes: uma voltada à música urbana e outra às manifestações da música erudita nacionalista, de inspiração folclórica, foco de sua maior atenção. É o pioneiro da cátedra de violão do Brasil, da Universidade de Brasília, e, por muitos anos, foi professor do Conservatório de Tatuí, sendo responsável pela formação de grande parte dos professores atuais. Influenciou e renovou, através de sua técnica e arte interpretativa, todo o movimento violonístico de nosso país. Atualmente, dedica-se unicamente à sua carreira de concertista e compositor, na divulgação de seus clássicos preferidos e de suas mais importantes composições. (Apontamentos biográficos extraídos parcialmente do texto de Giovanni Matarazzo).

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
6º Concurso Interno de Violão Clássico do Conservatório de Tatuí
Homenagem a Geraldo Ribeiro
Adriano Paes, coordenação
Data: 16 de novembro, sexta-feira
Horário: 09h00, 14h00 e 20h00
Local: Auditório da Unidade 2
Rua São Bento, 808, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

(Sabrina Magalhães)

Aluna do CDMCC faz recital de Canto Lírico

Cristiane Mota apresenta-se nesta quinta-feira, dia 15, às 19 horas, no Salão Villa-Lobos, com entrada gratuita


O Conservatório de Tatuí promove nesta quinta-feira, dia 15, um Recital de Canto Lírico com a soprano Cristiane Bevilaqua Mota, aluna da escola. A apresentação será às 19 horas, no Salão Villa-Lobos, com entrada gratuita.

As canções escolhidas para o programa incluem “Stizzoso mio stizzoso” (Giovanni Pergolesi), “Già il sole dal Gange” (Alessandro Scarlatti), “Gli Sguardi tratieni” (Christoph Gluck), “Wiegenlied” (Johannes Brahns), “En Prière” (Gabriel Fauré), “Wishing you were somehow here again” (Andrew Lloyd Weber e Charles Hart), “The Lord’s Prayer” (Albert Hay Malotte), “Deep River” (Harry Thacker Burleigh), “Acalanto da rosa” (Cláudio Santoro), “Fiz da vida uma canção” e “Uma canção de amor” (Waldemar Henrique). O acompanhamento é da pianista Dayane Rodrigues.

Cristiane Mota iniciou seus estudos de canto lírico com o maestro Flávio Araújo Garcia no grupo Associação Coral Artística de São Paulo (Acasp) em 2007. Ingressou no Conservatório de Tatuí em 2012, passando pelas classes dos professores Marcos Baldini, Marilane Bousquet e, atualmente, Cristine Bello Guse. Dentre as atividades artísticas realizadas nesta instituição, participou do Coro de Câmara do Conservatório de Tatuí em relevantes concertos, como “Carmina Burana” de Carl Orff, “Oratório de Natal” de Camille Saint-Saëns e o espetáculo “Mambos, Boleros e Chá-chá-chás”. 

Participou também de diversas formações camerísticas, como Ecovoice, Duo Belle, Duo Escarlate e Duo Old Melodies; e dos recitais coletivos Talentos do Canto Lírico e Gala Lírica do Conservatório de Tatuí. Dentre as atividades pedagógicas, frequentou o Encontro Nacional de Corais do Conservatório (2014), curso Introdução ao Canto Coral nas Escolas, Coreto Paulista - Seminário de Regência como ouvinte e master class da soprano Rachel Inselman na Semana Especial do Canto Lírico.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Recital de Canto Lírico
Cristiane Mota, formanda (conclusão de disciplina)
Dayane Rodrigues, piano
Cristine Bello Guse, professora responsável e coordenação
Data: 15 de novembro, quinta-feira
Horário: 19h00
Local: Salão Villa-Lobos
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

(Sabrina Magalhães)