Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quinta-feira, 10 de maio de 2018

Tribunal do Juri condena autor de dupla tentativa de homicídio a 13 anos de reclusão

Salão do Juri do Fórum da Comarca de Tatuí (Foto: Rubens Oficial / DT)

O Tribunal do Juri de Tatuí teve nova sessão na tarde de terça-feira, 8, com a condenação do réu Jean Wilian de Oliveira a 13 anos de reclusão no regime inicial fechado por tentativa de homicídio, qualificada por motivo torpe e facilitação de corrupção de menor.

O crime ocorreu em Capela do Alto, no dia 29 de maio de 2016. Segundo a denúncia do Ministério Público, Jean Wilian, auxiliado por um adolescente, tentou matar a tiros seus desafetos José Jhonatan Barros Nicoletti e Alisson Tales dos Santos, para vingar desavença anterior, na casa de Jhonatan. Certo é que não logrou êxito em alvejá-los, acertando um dos tiros em um terceiro, Ciro Rodrigues Filho, que foi socorrido eficazmente. 

A acusação foi sustentada pelo promotor de justiça Carlos Eduardo Pozzi. A defesa do réu esteve a cargo da advogada Jacira Provasi, assistida pela também advogada Kátia Laís Fernandes, requerendo a sua absolvição por negativa de autoria ou desclassificação do delito para lesão corporal e disparo de arma de fogo, que acabou não convencendo o Conselho de Sentença.

A sessão, que durou seis horas e meia, foi presidida pela juíza Mariana Teixeira Salviano da Rocha, auxiliada pela escrevente Vanilda Bastos de Barros e pelos oficiais de justiça Mizael Torres e Luiz Carlos Silveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário