Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 28 de maio de 2018

Ford apresenta em Tatuí a versão FreeStyle do Ka, que tem a pretensão de ser SUV com preço salgado

Ford apresenta o Ka FreeStyle, versão aventureira do hatch compacto que revela como será a linha 2019 do modelo. Tem motor 1.5 três-cilindros e câmbio automático de seis marchas

Versão aventureira FreeStyle tem alguns adereços, além de novos para-choques e faróis escurecidos 

De Tatuí (SP) - A onda dos hatches aventureiros que querem ser SUV não para de crescer e confundir a cabeça do consumidor. São produtos distintos e devem ser vistos como tal, mas algumas montadoras insistem no fenômeno da transformação. Agora é a vez da Ford, que apresentou o novo Ka FreeStyle afirmando que ele tem “atributos de um utilitário”. Mas o carrinho é na verdade mais um hatch aventureiro com a suspensão ligeiramente elevada e alguns adereços de plástico. Ele revela como será a linha 2019 do Ka, que traz alterações de estilo e terá preço a partir de R$ 44.780 na versão de entrada S 1.0. Já a versão FreeStyle 1.5 tem preço inicial de R$ 63.490, com câmbio manual, e R$ 67.990 com transmissão automática.

A altura em relação ao solo aumentou para 18,8cm, um ganho de 1,7cm

A Ford não tem motivos para reclamar do desempenho do Ka no mercado brasileiro, já que, de acordo com o relatório de emplacamentos da Fenabrave (entidade que representa os distribuidores de veículos), o modelo aparece como o terceiro mais vendido nos quatro primeiros meses deste ano, com 32.790 unidades. Segundo a montadora, desde o lançamento do novo Ka, em 2014, já foram vendidas 440 mil unidades do modelo. Agora, ao lançar a linha 2019 do hatch compacto, a Ford optou por apresentar primeiro a versão FreeStyle, que já é comercializada em 125 países. Na Europa a mesma versão aventureira é denominada Active.

Desta vez, montadora do oval azul quis dar ao Ka aspectos de um utilitário, “um SUV compacto”, e assim nasceu o FreeStyle. Antes dele, o Ka já teve a versão Trail 1.0, com os mesmos adereços, porém com pneus de uso misto, comuns nos modelos aventureiros. Mas, curiosamente, o FreeStyle é equipado com pneus próprios para o asfalto, contrariando a proposta da montadora.

Na traseira as mudanças foram simples, sendo a mais significativa no para-choque

Fora isso, o novo Ka FreeStyle traz para-choque dianteiro com desenho diferente, com um elemento em forma de C nas extremidades emoldurando os faróis de neblina. A grade trapezoidal com o interior tipo colmeia não mudou e os faróis continuam com o mesmo desenho, mas ganharam máscara negra. As rodas são de liga leve com aro de 15 polegadas e pintura perolizada. Na traseira, o para-choque traz o mesmo elemento em forma de C, mas as lanternas não foram modificadas. No teto, o rack suporta carga de até 50 quilos.

Interior tem acabamento em duas cores e central Multimídia Sync 3 com tela flutuante

Por dentro, o Ka FreeStyle tem o painel em duas cores – marrom e preto –, e ganhou novo volante, com comandos para o som. No centro do painel, uma central multimídia Sync 3 com tela tátil flutuante de 6,5 polegadas e conectividade por Android Auto e Apple CarPlay, além de duas entradas USB no console. O revestimento dos bancos mescla couro preto com tecido listrado em cinza e laranja, e um aplique de aço escovado nas soleiras das portas e os tapetes trazem a inscrição FreeStyle.

MECÂNICA O Ka FreeStyle é equipado com motor 1.5 de três cilindros, quatro válvulas por cilindro, que desenvolve 128cv com gasolina e 136cv com etanol a 6.500rpm. Os torques são de 15,5kgfm (g) e 16,1kgfm (e) a 4.750rpm. O motor conta com correia dentada que trabalha embebida no óleo e conta com sistema de partida a frio Easy Start, que dispensa o tanquinho auxiliar de combustível. O modelo pode ser equipado com câmbio manual de cinco marchas ou o automático de seis velocidades, com a posição S, que permite trocas em rotações mais elevadas. É o mesmo câmbio automático do EcoSport, porém com as relações de marchas mais longas, que favorece o consumo de combustível. As trocas podem ser feitas também manualmente no câmbio.

O hatch compacto ganhou a opção do câmbio automático de seis marchas

O hatch aventureiro tem a suspensão dianteira McPherson e a traseira twist-beam, com amortecedores de stop hidráulico na frente e barra estabilizadora mais rígida no eixo traseiro. A altura em relação ao solo cresceu em 1,7cm, chegando a 18,8cm. E para compensar, o modelo traz de série controle de tração e estabilidade com Active Rollover Protection, que detecta a inclinação acentuada da carroceria. O sistema de direção conta com assistência elétrica progressiva, que regula as cargas em manobras e velocidades elevadas. A carroceria recebeu reforços estruturais com aço especial de alta resistência no teto e nos pilares laterais, para evitar torção.

A versão FreeStyle traz ainda de série seis airbags (frontais, laterais e de cortina), assistência de estacionamento com câmera de ré e sensores no para-choque traseiro, sistema Isofix de fixação de cadeirinhas infantis e auxiliar de partida em rampa. A Ford classifica como principais concorrentes de seu hatch aventureiro o Chevrolet Onix 1.4 Activ e o Hyundai HB20x 1.6. O FreeStyle será lançado oficialmente no mercado em junho, com início das vendas previsto para julho. Já o restante da linha Ka será lançado posteriormente, sendo a versão de entrada S por R$ 44.780. Se for equipado com ajuste de altura do banco do motorista, vidros elétricos e computador de bordo sobe para R$ 45.490.

O nome da versão aventureira está também no tapete de borracha aos pés do motorista

DIRIGINDO Tivemos um rápido contato com o novo Ka FreeStyle na pista do campo de provas da Ford em Tatuí, no interior paulista. Visualmente, o compacto aventureiro ficou até interessante. Dirigindo, o hatch não apresentou diferenças no que diz respeito à dirigibilidade. O motor 1.5 três-cilindros proporciona bom desempenho, deixando o compacto mais esperto, e o câmbio automático tem boas relações de marchas, contribuindo para a boa performance. O ajuste das suspensões favorece a estabilidade e o hatch se mantém firme mesmo em estradas de terra, desde que não haja abusos. O problema maior do Ka FreeStyle está no preço, que é bem salgado para um carro pequeno.

(*) Jornalista Enio Greco, do Estado de Minas, viajou a convite da Ford

Nenhum comentário:

Postar um comentário