Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Caminhoneiros fazem protesto contra aumento no preço do diesel na região

Manifestação ocorreu na SP 127 em Tatuí, na Raposo Tavares em Itapetininga, e em outras cidades da região.

Por G1 Itapetininga e Região com edição do DT


Caminhoneiros fizeram protesto na rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Itapetininga (Foto: Beatriz Buosi/TV TEM)

21/05/2018 - Diversos grupos de caminhoneiros protestaram durante esta segunda-feira (21) contra o aumento do preço do diesel e o custo do pedágio em várias rodovias da região. Foram registradas ações em Tatuí, Itapetininga, Angatuba, Capão Bonito, Angatuba e Taquarituba.

No início da manhã havia atos em pelo menos 12 Estados: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.

Em Tatuí, os caminhoneiros interditaram os dois sentidos da Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127).

Segundo o sindicato da categoria, 400 pessoas participaram do movimento e uma fila de 10 quilômetros teria sido formada por caminhões. A Polícia Rodoviária estima que foram 60 pessoas e uma fila de dois quilômetros.

Em Itapetininga o protesto foi realizado no quilômetro 168 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Segundo os manifestantes, cerca de 150 caminhoneiros participaram da paralisação. A Polícia Rodoviária não divulgou estimativas.

A rodovia foi interditada por alguns minutos porque os manifestantes atearam fogo em pneus. A concessionária que administra a rodovia fez o trabalho de conter as chamas.

A Polícia Rodoviária registrou um princípio de tumulto, mas logo foi controlado. O protesto terminou no início da noite desta segunda-feira.


Manifestantes atearam fogo em pneus durante protesto em Capão Bonito (SP) (Foto: Arquivo Pessoal)


Caminhoneiros fazem protesto contra aumento do diesel na região de Itapetininga

Capão Bonito

Outro grupo de caminhoneiros protestou, até o fim da tarde, na Rodovia Sebastião Ferraz de Camargo Penteado (SP-250), na altura do quilômetro 228, em Capão Bonito (SP).

De acordo com os manifestantes, 100 pessoas participaram do ato. A Polícia Rodoviária estimou em torno de 70 pessoas.

Pneus foram queimados às margens da rodovia, próximo do local onde os caminhões estavam estacionados.

Apesar de a rodovia não ter sido interditada, os motoristas precisaram ter cuidado, pois a fumaça dos pneus queimados atrapalharam o campo de visão durante o percurso.


Caminhoneiros fazem protesto contra aumento do diesel em Itapetininga

Em Taquarituba (SP), caminhoneiros protestaram na Rodovia Eduardo Saigh (SP-249) no quilômetro 316. De acordo com a Polícia Rodoviária, cerca de 40 caminhões ficaram parados no acostamento e, por isso, a pista não precisou ser interditada.

Em Angatuba (SP) também houve manifestação até o início da tarde desta segunda-feira. De acordo com informações apuradas pela TV TEM, cerca de 80 manifestantes fizeram um ato contra o aumento do diesel às margens da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), no quilômetro 213. Em nenhum momento a rodovia precisou ser interditada.


Caminhões estão estacionados às margens de rodovia em Taquarituba (SP) (Foto: Arquivo Pessoal)

Reajustes

Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos. A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo.

A Petrobras diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano.

O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


16 caminhoneiros estão parados no acostamento da rodovia Raposo Tavares em Itapetininga (Foto: Beatriz Buosi/TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário