Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Tatuí reduz casos de dengue, mas pátio com carros gera preocupação

Casos de dengue chegaram a 32, contra 176 do mesmo período em 2015.
Apesar da redução, pátio de carros apreendidos preocupa moradores.

Do G1 Itapetininga e Região

Tatuí registrou nos três primeiros meses deste ano 32 casos de dengue, segundo a prefeitura. Em 2015, neste mesmo período, foram registrados 176 casos, o que representa que, em um ano, o município reduziu 80% o número de infectados com a doença. Porém, apesar da redução de casos registrados, os moradores continuam preocupados com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti pelos bairros da cidade.

Na Vila Paulina, por exemplo, o analista de logística Edgar Gomes afirma que está indignado com a situação de um pátio de carros e motos que são recolhidos e apreendidos pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP).

Segundo ele, alguns veículos estão com os vidros abertos e outros com o teto amassado, o que os tornam criadouros do Aedes, já que podem acumular água. “Nós sofremos muito com rato e a proliferação do mosquito aqui no bairro. Fazemos uma luta diária para remover focos na casa da gente e fico indignado ao ver carros com portas abertas e que podem ser possíveis criadouros. É um abandono total”, reclama Gomes.

Ainda de acordo com Edgar, além dos carros, o pátio tem capacetes de motocicletas em uma área de mato. “Não tenho nada contra o pátio, mas minha preocupação é como está sendo administrado. Por exemplo, se está sendo feito a poda e se é feito o controle de pragas. A minha única preocupação é essa. Eu quero que a prefeitura fiscalize e mostre para a população como é feito esse controle.”

Carros sem vidros são motivo de preocupação para a população (Foto: Reprodução/ TV TEM)

O pátio também fica aos fundos da casa da estudante Isabela Garcia. Segundo ela, é raro ter manutenção no local. Por isso, a preocupação da família é grande. “Minha mãe, principalmente, está muito preocupada por causa do meu sobrinho, que é pequeno. Se pelo menos eles cortassem o mato e dessem uma revisão na parte que acumula água, ia ser ótimo. Eles precisam cuidar melhor dos carros”, comenta.

Em nota, o Detran afirmou que é responsável por 480 veículos no local, sendo menos da metade existente. O órgão informou que o pátio é particular e, além de recolher os veículos apreendidos por ele, também é usado pela Polícia Civil e prefeitura. Porém, o Detran afirma no dia 28 de março deste ano notificou a direção do pátio para que fossem tomadas medidas de prevenção contra o mosquito, pois o órgão mantém de forma contínua as ações de combate ao Aedes aegypti.

A direção do pátio foi questionada pela reportagem da TV TEM, mas não obteve resposta. Já o coordenador municipal de combate à dengue da cidade, Toni Sumio Ogata, afirmou que a equipe da prefeitura faz vistorias frequentemente no espaço. “O pátio é cadastrado como ponto estratégico. Ele é vistoriado a cada 15 dias ou duas vezes por mês. Nós nunca tivemos problemas em fiscalizar o local. Sempre uma pessoa acompanha os agentes para tomarmos as medidas”, alega.


Prefeitura afirma que faz vistorias a cada 15 dias no local (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário