Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 14 de abril de 2016

‘Dia do Choro’ é celebrado com concerto especial no Conservatório de Tatuí

Apresentação do Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí traz clássicos de Pixinguinha e outros chorões no sábado, 23



O Dia do Choro, celebrado nacionalmente em 23 de abril, terá homenagem especial no Conservatório de Tatuí. Na data, o Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí apresenta-se a partir das 20h, no teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415), com ingressos vendidos a R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

A apresentação contará com composições de alguns dos mais importantes compositores do gênero. Não irão faltar obras de Pixinguinha, cujo aniversário ensejou a data especial, além de outros como Bonfiglio de Oliveira, Zequinha de Abreu e Garoto. O repertório é especialmente selecionado pelo coordenador do grupo, Alexandre Bauab Junior.

Especializado no gênero, Bauab Junior é coordenador da área no Conservatório de Tatuí, uma das primeiras instituições no país a ter o choro como disciplina.

O Dia Nacional do Choro é comemorado em 23 de abril, em homenagem à data de nascimento de Pixinguinha, uma das figuras exponenciais da música popular brasileira, e em especial do choro. O choro entrou na cena musical brasileira em meados e finais do século 19 e, desse período, se destacam Callado, Anacleto de Medeiros, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth. Inicialmente, o gênero mesclava elementos da música africana e europeia e era executado principalmente por funcionários públicos, instrumentistas das bandas militares e operários têxteis. Segundo José Ramos Tinhorão, o termo choro resultaria dos sons plangentes, graves (baixaria) das modulações que os violonistas exercitavam a partir das passagens de polcas que lhes transmitiam os cavaquinistas, que induziam a uma sensação de melancolia. O século 20 traria uma grande leva de chorões, compositores, instrumentistas, arranjadores, e entre eles, com destaque, Pixinguinha.

Alfredo da Rocha Vianna Júnior, o Pixinguinha, nasceu em 23 de abril de 1887. Cedo dedicou-se à música e deixou um legado de inúmeros clássicos, arranjos e interpretações magistrais, como flautista e saxofonista. O apelido Pixinguinha veio da união de pizindim – menino bom – como sua avó o chamava, e bexiguento, por ter contraído a varíola, que lhe marcou o semblante.

O Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí foi fundado em 1993 e vem se apresentando por todo o Estado de São Paulo, Rio de Janeiro e outras localidades. Em 2014, fez sua primeira turnê internacional, na Alemanha.

Sobre o Conservatório de Tatuí – O Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado administrado pela Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí. Fundado em 1951, é uma das mais importantes ações na área de cultura no país. Oferece formação profissional em música, luteria e artes cênicas. Sua única extensão fora do município de origem é o Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo.

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí
Quando: Sábado, 23 de Abril de 2016
Horário: 20h00
Rua São Bento, 415 – Centro – Tatuí
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada). Alunos do Conservatório de Tatuí não pagam ingressos.
Bilheteria: de terça a sexta, das 17h às 19h, ou nos dias dos eventos, momentos antes do início das apresentações

Nenhum comentário:

Postar um comentário